segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Pavê de pêssego

Essa Páscoa foi um pouco diferente devido a pandemia do COVID mas eu acho que aquela sobremesa bem gostosa, a gente precisava ter, afinal, açúcar e afeto ajudam a melhorar o nosso dia. E minha sugestão lá no Instagram (me perdoem que estou com um atraso nas postagens no blog), foi um Pavê de pêssego, que você pode transformar em um pavê de frutas frescas ou de bombom! Use a imaginação! 

Doce bem clássico, com carinha de sobremesa dos anos 90, e que ainda faz muito sucesso nas datas comemorativas aqui em casa. Aliás, teve uma época que eu cismei que não queria comemorar aniversário com bolo e sempre pedia pra minha mãe fazer pavê, e era com uma vela em cima do pavê que a gente cantava parabéns, risos.

Vamos para a receitinha?

Ingredientes:

Creme:
- 1 litro de leite
- 3 gemas peneiradas
- 1 caixa de leite condensado
- 4 colheres sopa de amido de milho
- 1 colher chá de extrato ou essência de baunilha
- 1 caixa de creme de leite ou 1/2 lata sem soro

Outros ingredientes:
- 2 pacotes de bolacha maisena
- 1 pacote de bolacha champanhe
(Você pode fazer tudo com um tipo de bolacha só)
- 2 latas de pêssego em calda (separe a calda para umedecer as bolachas) ou troque por morangos frescos, abacaxi em calda ou bombons picados
- 1 xícara chá de chantilly batido (usei 1 caixinha pequena de chantilly amélia)

Preparo:

- Coloque os ingredientes do creme (menos o creme de leite), misture bem e leve ao fogo baixo, mexendo sempre, até atingir a consistência de um creme espesso;
- Desligue o fogo, adicione o creme de leite, mexa bem e deixe esfriar

Montagem:

- Intercale camadas de creme, bolacha (umedecida na calda do pêssego), pêssego em calda e vá repetindo as camadas;
- Por último coloque o chantilly batido e enfeite da forma que desejar;
- Leve para gelar por 6 horas antes de servir.

Rendimento: Serve bem de 6 a 8 pessoas
Tempo de preparo: 90 minutos
Grau de dificuldade: Fácil

A versão com bombom sonho de valsa é maravilhosa e tem bem carinha de infância. Se você quiser usar frutas in natura, utilize alguma que não solte muita água, isso é importante.

Espero que tenham gostado.
Beijos,
Fla.

sexta-feira, 31 de julho de 2020

Buraco quente

Acredito que no Brasil todo esse prato tenha o mesmo nome, e se trata daquele pãozinho com carne moída esperto, delicioso, que quando comemos escorre caldinho pelos braços. Aliás, essas são as melhores comidas!

Aqui vou ensinar a receita do meu molho preferido para fazer buraco quente, preparo com um molho de tomate caseiro e cheio de temperos para dar um sabor extra. Claro, você pode utilizar molho pronto também, mas essa versão é tão rápida de fazer, que você vai ver que vale a pena gastar uns minutos a mais, e fazer esse molho natural.

Vamos pra receita?

Ingredientes:

- 4 tomates maduros
- 1/2 xícara chá de água
- 1 cebola
- 2 dentes de alho espremidos
- 12 folhas de manjericão
- 1 col. café de orégano seco
- 250g de carne moída de sua preferência
- sal e pimenta a gosto

Preparo:

- No liquidificador bata bem os tomates (com semente e pele) cortados em pedaços médios, a água e 1/4 da cebola;
- Pique o restante da cebola em cubinhos pequenos e reserve;
- Em uma panela adicione a carne moída e deixe refogar bem, sem temperar por enquanto;
- Quando ela estiver bem refogada, adicione o sal, o orégano e a cebola e deixe refogar bem;
- Some o alho e deixe refogar mais alguns minutos;
- Junte o molho de tomate, misture bem e tempere com sal e pimenta a gosto;
- Deixe em fogo baixo, com a panela semi tampada, por cerca de 20 minutos, mexendo de vez em quando e cuidado para não secar demais o molho;
- Quando o molho estiver bem apurado, desligue o fogo, adicione o manjericão e tampe por uns 5 minutos;
- Sirva com pão francês ou outro de sua preferência.

Rendimento: Serve de 3 a 4 pessoas
Tempo de preparo: 50 minutos
Grau de dificuldade: Fácil

Tá vendo só, nem é tão difícil assim e o resultado vale muito a pena!!! 

Espero que vocês tenham gostado.
Beijos,
Fla.

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Peito de frango assado

Tem dia que eu olho pra geladeira, fecho, abro de novo e as ideias não vem. Aí acabo optando pelo básico mesmo. Mas as vezes dá pra repaginar mesmo aquele prato mais simples, com um pouco de criatividade a gente consegue fazer maravilhas na cozinha.

Essa ideia veio de um instagram que eu gosto muito, o Truques e Dicas da Re. A versão dela tinha mais queijo que o meu, mas como a ideia também era comer uma coisa mais leve, optei por colocar só um pouquinho mesmo, e mesmo assim, deu um sabor delicioso.

Vamos a receita? Simples de tudo! 

Ingredientes:

- 4 filés de frango altos
- 1 cebola grande fatiada
- 2 a 3 tomates fatiados
- 1/4 xícara chá de parmesão ralado
- 1 limão
- orégano, alecrim, sal e pimenta a gosto
- azeite q.b.

Preparo:

- Pegue os filés de peito de frango, faça alguns cortes mas sem chegar ao final (para não separar as fatias). Tempere bem com tempero caseiro ou sal, limão, orégano e pimenta calabresa, passando bem o tempero entre os cortes;
- Coloque nas partes cortadas fatias de tomate;
- Forre uma assadeira com papel manteiga (pra evitar sujeira), coloque azeite no fundo e uma cebola fatiada temperada com sal e orégano;
- Disponha o frango por cima das cebolas e coloque raminhos de alecrim por cima do frango;
- Leve ao forno preaquecido por uns 20 minutos e faltando 5 minutinhos coloque um pouco de parmesão por cima;
- Sirva os filés, regando com o líquido da assadeira e com as cebolas que estarão deliciosas.

Rendimento: Serve de 2 a 4 pessoas dependendo do peso dos filés
Tempo de preparo: 40 minutos
Grau de dificuldade: Moleza

Simples, rápido, gostoso e uma ótima opção para mudar a cara do franguinho de todo dia. 
Espero que tenham gostado.
Beijos,
Fla.

sábado, 4 de julho de 2020

Vinho quente

A Festa chama Junina, mas no meu caso, eu tomaria vinho quente em qualquer época do inverno, porque eu acho muito gostoso! A primeira vez que fiz essa receita, foi logo que casei em um arraiá que fiz em casa para alguns amigos e que inclusive tem posto aqui no blog falando dessa festa. Desde então, é a receita que preparo todo ano!

O diferencial é o caramelo que deixa o vinho quente mais intenso de sabor. Dá um pouco mais de trabalho? Bem pouco, vai! E vale a pena pelo resultado final, te garanto!

Então, se você gosta, não deixe de preparar esta delícia. Todas as dicas estão logo abaixo. 

Ingredientes:

- 2 garrafas de vinho seco 
- 3 xícaras de água quente
- 2 xícaras chá de açúcar
- 2 maçãs grandes picadas
- 2 xícaras chá de abacaxi picado
- casca de 1 laranja em lascas grandes
- suco de 1 laranja
- 1 pau de canela
- 6 cravos

Preparo:

- Derreta o açúcar até formar um caramelo;
- Adicione a casca da laranja, o cravo e a canela e misture no caramelo;
- Em seguida adicione a água quente, misture e deixe ferver até que dissolva todo o caramelo;
- Coloque o suco de laranja e todo o vinho na panela, misture e aguarde até levantar fervura;
- Junte as frutas, deixe em fogo médio e aguarde até levantar fervura novamente;
- Desligue o fogo, tampe a panela e deixe terminar o cozimento das frutas por uns 15 minutos.
- Se quiser, pode aquecer novamente para servir, mas sem deixar ferver;
- Se for utilizar um vinho de garrafão, adicione para cada receita, 500 ml de suco integral de uva, ajuda a dar cor e mais sabor ao seu vinho.

Rendimento: serve de 8 a 10 pessoas
Tempo de preparo: 1 hora
Grau de dificuldade: Fácil


Delícia né? Aproveita que o friozinho apareceu com tudo nesse início de julho e se joga no vinho quente!!! 

Espero que tenham gostado!
Beijos,
Fla.

quarta-feira, 10 de junho de 2020

Bolo de cenoura infalível

Bom, eu devia fazer um caderno de receitas só com receitas de bolo de cenoura, por que eu peço receita de todo mundo. Aí faço uma vez, dá certo, na segunda, o trem não dá jeito. E o problema não é da receita, sou eu mesma! Cheguei a conclusão que errava a quantidade da cenoura, e por isso, essa receita do Canal Receitas de Pai tem sido infalível, porque a medida da cenoura é pesada. Já fiz inúmeras vezes e sempre dá certo.

E se você ainda não tem uma balança em casa, faça esse investimento. As mais simples custam cerca de R$ 30,00 e duram muito. Então, vale o investimento.

Ingredientes:

Massa:
- 3 xícaras chá de farinha de trigo
- 400g de cenoura descascada e picada (aproximadamente 2 cenouras grandes)
- 2 xícaras chá de açúcar
- 4 ovos
- 1 xícara chá de óleo
- 1 col. sopa de fermento químico em pó

Cobertura:
- 1 xícara chá de açúcar
- 1 xícara chá de achocolatado
- 2 colheres sopa de manteiga
- 5 colheres sopa de leite

Preparo:

- Bata os ovos, o óleo e a cenoura no liquidificador;
- Transfira para uma vasilha e some o açúcar, a farinha e o fermento;
- Leve para assar em forno preaquecido a 180 graus por mais ou menos 40 minutos;
- Quando tirar o bolo do forno, leve os ingredientes da cobertura em uma panela e em fogo baixo, até todo o açúcar derreter, a calda ficar brilhosa e continue mexendo até começar a dar uma encorpada (cerca de 5 a 10 minutos);
- Despeje sobre a calda quente sobre o bolo e espere esfriar complemente para cortar, assim a calda fica sequinha.

Rendimento: serve até 12 pedaços generosos
Tempo de preparo: 1 hora
Grau de dificuldade: Fácil

Bolo de cenoura é meu bolo preferido. Se fizer, me conta depois o que achou! No YouTube do Receitas de Pai você encontra um vídeo explicando o passo a passo, mas se alguém ficar com alguma dúvida, é só me escrever!

Espero que tenham gostado!
Beijos,
Fla.

segunda-feira, 8 de junho de 2020

Sobrecoxa assada com batata

Pratos que a gente pode colocar os ingredientes todos em uma mesma panela ou assadeira, e esquecer ali até ficar pronto, são os meus preferidos para facilitar e ganhar tempo na cozinha. Aliás, aqui no Arte você encontra muitas receitas deste tipo.

E essa sobrecoxa assada com batata, é uma destas receitas que eu tenho certeza que todo mundo já faz em casa, tem sua versão, mas que eu sempre gosto de deixar aqui no blog, porque vez ou outra eu sei que vai aparecer alguém que está começando a cozinhar e que vai precisar de uma receitinha simples e bem explicadinha.

Então vamos lá para nossa receita.

Ingredientes:

- 4 sobrecoxas de frango com pele
- 3 colheres sopa de vinagre
- 1 colher sopa de tempero seco (orégano, ervas finas ou aquele que você preferir)
- 2 colheres sopa de mostarda amarela
- Sal ou tempero caseiro a gosto
- 3 batatas em cubos médios

Preparo:

- Tempere as sobrecoxas de frango com o vinagre, tempero seco, a mostarda e o sal a gosto. Misture bem e deixe tomar gosto por umas 2 horas mais ou menos se você tiver esse tempo, senão, pode temperar de um dia pro outro ou até mesmo temperar e já continuar o preparo;
- Passado esse tempo, tempere as batatas com azeite e sal;
- Coloque em uma assadeira o frango, as batatas e despeje a marinada por cima do frango e das batatas;
- Cubra com papel alumínio e leve ao forno 200 graus por 1 hora. Depois, retire o papel alumínio e deixe no forno 220 graus até dourar.

Rendimento: Serve 2 pessoas
Tempo de preparo: 2 horas 
Grau de dificuldade: Fácil

Arroz, salada e frango com batatas, quer almoço mais gostoso? Com cara de final de semana, não é mesmo? 

Espero que vocês tenham gostado.
Beijos,
Fla.

sexta-feira, 5 de junho de 2020

Espeto de rojão caseiro

Mais uma receita junina para nosso especial e dessa vez eu trago uma receita inspirada em uma iguaria muito comum nas festas do interior de São Paulo e inclusive aqui na Festa de Sorocaba, também podemos encontrar, o Espeto de Rojão. Para quem não conhece, é um espeto de carne, geralmente suína, amarrado em um grande espeto de madeira, com o formato sugestivo de um rojão.

Claro que em casa não vamos ter um espeto grande, talvez você, assim como eu, não tenha uma churrasqueira e aqui a ideia é poder preparar uma versão possível para todas as pessoas, então, lógico eu fiz uma bela adaptação da receita, e posso te falar? Ficou incrível!

A primeira vez que encasquetei que queria fazer rojão em casa, eu encontrei uma ideia genial, do site Guia da Cozinha, que era usar o queijo coalho como base para modelar a carne. Fiz a receita do site, mas não saiu como eu queria, porque eu achei que ficou um pouco seco. Fiz novamente com algumas alterações e também não estava feliz com as fatias de bacon soltando do rojão. E foi quando na terceira tentativa, eu cheguei a receita que eu queria e é a que vocês vão conhecer aqui. 

É fácil de fazer, te juro! E você e sua família vão amar. Bora lá?

Ingredientes:

- 600 gramas de carne moída (usei acém)
- 1 cebola pequena
- 3 dentes de alho
- 3 colheres sopa de cheiro-verde
- 1/4 xícara chá de bacon picado
- sal a gosto
- 4 espetos de queijo coalho

Preparo:

- Processe a cebola e o alho ou pique muito bem na ponta da faca em uma tábua;
- Adicione no processador o cheiro-verde e o bacon e triture, ou misture com a cebola picada na tábua e pique tudo mais uma vez;
- Por último coloque a carne moída no processaor, o sal (no meu caso eu uso tempero caseiro) e processe de novo. Se estiver fazendo na tábua, junte a carne e bata na ponta da faca a carne e o sal, misturando aos outros ingredientes até formar uma espécie de "pasta" uniforme;
- Depois de tudo bem misturado e processado, pegue porções da carne, um espeto de queijo coalho e modele a carne em volta do queijo, apertando bem e deixando no formato de um rojãozinho;
- Após todos os rojões modelados, você pode optar por preparar na churrasqueira, em uma frigideira, em um grill elétrico ou até mesmo na airfryer. Eu achei que ficou melhor na panela elétrica, porque eu consigo controlar melhor a temperatura, mas você pode fazer de qualquer forma. A dica é, não vire todo o tempo, e tente assar em uma temperatura média para que ele cozinhe bem por dentro;
- Depois disso, é só servir.

Rendimento: 4 a 5 rojões, que servem até 3 pessoas
Tempo de preparo: 1 hora
Grau de dificuldade: Fácil


As fotos não ficaram uma maravilha, mas eu juro que é extremamente saboroso! Faça e depois volte aqui para me contar. E se você quiser fazer com uma parte de carne suína processada, acho que vai ficar muito gostoso também.

Espero que vocês tenham gostado!
Beijos,
Fla.

terça-feira, 2 de junho de 2020

Polenta cremosa ao molho de linguiça

Estamos em casa? Sim! Não vai ter Festa Junina por causa da pandemia? De jeito nenhum! Bora fazer o nosso próprio Arraiá, mas só com as pessoas que moram com a gente, hein? Nada de reunir os amigos e a família, vamos continuar respeitando o isolamento social, certo?

E para começar as postagens deste Especial do Arte na Cozinha de RECEITAS PARA UM ARRAIÁ EM CASA, escolhi essa receita de polenta cremosa ao molho de linguiça, que é um prato que a ONG onde sou voluntária, faz para vender nas festas e é muito delicioso. Quentinho, neste frio, vai fazer sucesso no seu Arraiá! E o melhor, é fácil de fazer e custa baratinho.

Vamos começar então?

Ingredientes:

Para a polenta:

- 200g de fubá 
- 2 litros de água
- 1 colher sopa de manteiga
- tempero caseiro a gosto ou sal a gosto
- alho picadinho ou cebola picadinha podem ser usados, mas são opcionais

Para o molho:

- 350g de molho de tomate
- 300 ml de água
- 2 tomates
- 150 ml de vinho tinto seco
- 1 cebola pequena
- 4 dentes de alho
- 1 talo de alho poró
- 600g de linguiça toscana
- sal a gosto

Demais ingredientes:

- Parmesão

Preparo:

Polenta:

- Em uma vasilha coloque o fubá e acrescente 1 litro de água. Misture bem e deixe descansar para hidratar por uns 10 minutos;
- Passado esse tempo, em uma panela coloque um fio de azeite e doure seu tempero caseiro (ou alho batido com sal se preferir), e em seguida adicione 1 litro de água;
- Quando a água estiver fervendo, acrescente lentamente o fubá hidratado, mexendo sempre a panela para não empelotar;
- Continue mexendo, em fogo alto, até que o fubá comece a engrossar;
- Tampe a panela e deixe cozinhar em fogo médio, por uns 30 a 35 minutos, ou até que você experimente e não sinta gosto do fubá cru;
- Passado esse tempo, adicione a manteiga, corrija o sal, misture bem e reserve.

Molho:

- Retire a linguiça da tripa e coloque em uma panela de fundo grosso para fritar em fogo baixo, mexendo de vez em quando para que não fique muito empelotada;
- Quando estiver bem fritinha, remova o excesso de gordura da panela e descarte;
- Processe o alho, a cebola e o alho poró ou pique bem na faca, para que não fique pedaços grandes;
- Misture os temperos processados na linguiça e refogue bem;
- Adicione o vinho e deixe ferver por apenas 2 minutos;
- No liquidificador bata o molho, a água e os tomates. Caso prefira, você pode usar o mixer para fazer este processo;

- Some o molho batido na panela, misture, tampo bem e deixe ferver em fogo baixo por uns 30 minutos. Caso o molho seque, você pode adicionar mais água quente;
- Depois desse tempo, corrija o sal se necessário.


Montagem:

- Em uma tigelinha ou prato fundo, coloque a polenta, o molho no centro e coloque muito queijo parmesão por cima.

Rendimento: Serve até 4 pessoas
Tempo de preparo: 1 hora
Grau de dificuldade: Fácil


Delícia, né? Então, se preparem que tem mais receitinha boa vindo por aí. Vamos ter festa junina, julina, agostina e se duvidar, natalina! Hehehe.

Espero que tenham gostado.
Beijos,
Fla.

quarta-feira, 20 de maio de 2020

Bolinho de risoto arancini

A ideia de preparar um bolinho com a sobra do risoto é a coisa mais fantástica que existe, porque você une o que já é delicioso, com uma friturinha que faz, o que já era bom, ficar ainda melhor. Não é uma ótima pedida?

Minha dica é, sempre que você fizer risoto, calcule 1 porção a mais, assim, a sobra você rapidamente, irá transformar em arancini. E te juro, é muito simples de fazer e você pode usar o risoto que você tiver feito, sem grandes alterações.

Vou passar apenas o modo de preparo e os poucos ingredientes, certo? Mas é bem fácil. Aqui no blog, clicando nesta tag Arroz e Risoto, você confere várias receitas de risoto.

Ingredientes:

- sobras de risoto
- queijo muçarela ou outro tipo que preferir, em cubos
- farinha panko
- ovo

Preparo:

- Pegue uma porção do risoto gelado e aperte um pouco com as mãos para formar uma massinha. Se estiver grudando, passe um pouco de óleo nas mãos;
- Abra na palma das mãos e coloque o cubo do queijo dentro. Enrole fechando  e fazendo uma bolinha;
- Depois de formada as bolinhas de arancini, passe nos ovos ligeiramente batidos e em seguida na farinha panko para empanar bem;
- Coloque tudo em uma forma e leve ao congelador por cerca de 30 minutos para firmar bem as bolinhas;
- Em seguida frite em óleo, temperatura média alta, até que fiquem dourados;
- Se quiser, também pode deixar congelar por completo e fritar quando desejar.

Fala a verdade, super fácil, né? Aqui em casa, risoto rola pelo menos uma vez por semana, e agora eu já garanto uma porção extra para preparar os arancinis. Se não tiver queijo para rechear, não tem problema, ele fica delicioso sem o recheio também! 

Espero que tenham gostado!
Beijos,
Fla.

segunda-feira, 18 de maio de 2020

Berinjela assada ao molho de missô

Berinjela assada ao molho de missô, receita delícia do Chef Henrique Fogaça e que encontrei estes dias e resolvi adaptar para fazer na airfryer. Ficou incrível! Desde que provei, fiz e refiz essa receita diversas vezes. E te garanto, que você vai adorar também.


Você pode fazer na frigideira que o resultado ficará igual e tão gostoso quanto. A ideia de usar a fritadeira elétrica, é só para não fazer tanta sujeira. Vale a pena testar se você tiver uma em casa. Vamos a receita?

Ingredientes:



- 2 berinjelas médias
- 50 g de missô
- 30 ml de água (ou caldo de legumes)
- 10 g de açúcar refinado
- 5 g de gengibre ralado
- raspas de 1/2 limão
- suco de 1/2 limão
- 2 col. sopa de molho de soja
- cebolinha fatiada, sal e pimenta calabresa a gosto

Preparo:



- Em um recipiente coloque o missô, a água, o açúcar, o gengibre e a raspa de limão. Leve ao micro-ondas por 30 segundos;
- Depois, misture bem para dissolver o missô, adicione o suco de limão e o molho de soja, e volte ao micro-ondas mais 10 segundos. Reserve;
- Parta a berinjela ao meio e faça cortes no sentido diagonal formando losangos;
- Coloque um pouco de azeite sobre as berinjelas e salpique pimenta calabresa a gosto e bem pouco sal;
- Leve para dar uma primeira assada na airfryer por 15 minutos a 200 graus. Se quiser fazer no modo convencional, grelhe as berinjelas por 10 minutos na frigideira;
- Passado esse tempo, despeje o molho sobre as berinjelas e retorne a airfryer por mais 10 minutos ou leve ao forno convencional por 15 minutos a 200 graus;
- Retire e polvilhe cebolinha fresca.


Rendimento: serve duas pessoas
Tempo de preparo: 45 minutos aproximadamente

Grau de dificuldade: Fácil

Ela fica caramelizada e com um toque doce, salgado e ácido do limão. Juro, delicioso! Vale a pena preparar! 


Espero que tenha gostado!
Beijos,
Fla.

quarta-feira, 13 de maio de 2020

Salada de cenoura

A salada de cenoura mais famosa desta residência, rápida de fazer e te juro, para comer com churrasco não tem coisa melhor! Tem algumas receitas que a gente nem sabe mais quem ensinou, mas sabe que conhece tem muito tempo. Nesse caso, como essa saladinha desde que sou criança, então provavelmente alguém ensinou pra minha mãe.

É até difícil falar que é uma receita de salada, mas resolvi deixar aqui como post, porque é de fato muito simples e saborosa.

Ingredientes:

- 2 cenouras médias
- 1/2 cebola
- cheiro-verde a gosto
- sal, limão, azeite a gosto
- 1 colher sopa bem generosa de maionese

Preparo:

- Rale duas cenouras no ralo grosso;

- Pique ou rale 1/2 cebola;
- Adicione o cheiro-verde a gosto e tempere com sal, limão, azeite e a maionese;
- Misture tudo, leve para gelar e sirva.

Rendimento: serve até 2 pessoas
Tempo de preparo: 15 minutos
Grau de dificuldade: Moleza

A versão com beterraba crua é muito maravilhosa também. Receita ridícula de fácil, mas é pra te dar aquela ideia quando só tiver duas cenouras na geladeira, Pode substituir a maionese por iogurte drenado também.


Espero que tenha gostado!
Beijos,
Fla.

segunda-feira, 11 de maio de 2020

Canjica cremosa

“...Vamos ralar o coco, vamos mexer a canjica. Vamos ralar o coco, vamos mexer a canjica...”. Eita que o São João vai chegar meio diferente esse ano e eu é que não vou deixar passar essa data em branco. Afinal, se tem uma data comemorativa que eu amo, é festa junina! 

Talvez daqui uns anos, a gente se lembre dessa época de pandemia do coronavírus, e entenda o motivo de passarmos por tudo isso. Por enquanto, vamos nos adaptando e fazendo nossas comemorações dentro de casa, quietinhos, obedecendo as ordens, certo? Vamos a receita?

Ingredientes:

- 500 g de milho branco para canjica
- 2 litros de água
- 800 a 1000 ml de leite integral (pode variar um pouco essa quantidade)
- 1 pau de canela
- 1 1/2 caixa de leite condensado (se preferir pode usar 1 caixinha e substituir a outra metade de 1 caixinha por açúcar a gosto)

Preparo:


- Deixe o milho para canjica de molho em água por 12 horas;
- Escorra os grãos, lave bem, coloque em uma panela de pressão e adicione 2 litros de água;
- Tampe a panela e deixe por 30 minutos assim que começar a pegar pressão;
- Passado esse tempo, desligue o fogo e espere a pressão sair da panela;
- Abra a panela e verifique se o grão está cozido (ele precisa estar macio mas sem desmanchar), e caso ainda esteja duro e a panela sem água, adicione mais um pouco de água (quente dessa vez), tampe e deixe na pressão por mais uns 5 a 10 minutos;
- Na panela adicione 700 ml de leite (não precisa escorrer, pode misturar com a água que ficou na panela e se não ficou água, adicione 1 litro de leite), o leite condensado e a canela;
- Leve ao fogo baixo e vá mexendo de vez em quando para não grudar;
- Se a sua canjica secar e engrossar muito, adicione os 100 ml de leite ou o quanto baste;
- Deixe apurar até que fique bem cremosa, a minha ficou 40/45 minutos em fogo bem baixo;
- Se quiser, você pode adicionar coco fresco ralado ou leite de coco;
- Sirva com canela ou paçoca, quente ou fria!

Rendimento: serve bem 8 a 10 pessoas
Tempo de preparo: 2 horas aproximadamente
Grau de dificuldade: Médio



Ah, como amo canjica! Faço ao longo do ano várias vezes, e você pode congelar inclusive. Depois é só deixar descongelar dentro da geladeira e aquecer, sem ferver. Eu amo colocar a paçoca, mas se não quiser, não tem problema. Tem gente que mistura amendoim triturado também, mas eu ainda prefiro a paçoquinha. 

Espero que vocês tenham gostado e que façam sua festa junina dentro de casa!
Beijos,
Fla.

sexta-feira, 8 de maio de 2020

Pão integral vegano

Uma receita de pão que originalmente é vegana e com sementes, mas que adaptei para poder usar o que eu tinha em casa. Quem me passou essa receita foi minha irmã, que viu no Instagram @umavidasemlixo e posso garantir que é uma delícia!

Eu, particularmente, não sou a maior fã de pão integral, mas procuro fazer alguns para não comer só pães de farinha branca. Para mudar um pouco o sabor, eu coloco sementes, aveia ou uso outros tipos de farinha. Inventar é preciso! 

Vamos a receita?

Ingredientes:

- 1 e 1/2 xícara chá de água
- 3 col sopa de açúcar (ou 1 col sopa de açúcar e 2 col sopa de mel)
- 3 col sopa de azeite
- 1 col sopa de sal
- 2 xícaras chá de farinha de trigo
- 1 xícara chá de farinha de trigo integral
- 1 xícara chá de sementes (eu usei 1 xícara chá de aveia em flocos)
- 1 col chá de fermento biológico seco


Preparo:

- Se você estiver fazendo na máquina de fazer pão, coloque todos os ingredientes na ordem acima e utilize a função MASSA da sua máquina;
- Caso esteja fazendo manualmente, coloque a água, o açúcar, o azeite e o fermento, misture bem;
- Adicione a farinha integral, misture com uma colher;
- Em seguida, aos poucos, vá colocando a farinha de trigo branca, até que você consiga desgrudar a massa das mãos. Nesse ponto é importante você utilizar as mãos para incorporar bem a farinha. Talvez você não utilize toda a farinha, vai depender muito da marca;
- Por último, adicione as sementes ou a aveia e misture;
- Sove bem a massa por 10 minutos;
- Deixe descansar por cerca de 1 hora em uma vasilha, coberta com um pano de prato ou plástico filme;
- Passado esse tempo, volte a massa para a bancada, abaixe para retirar um pouco do ar e modele da forma que desejar. Eu prefiro pegar porções de massa, fazer bolinha e ir ajeitando dentro da forma, mas você pode abrir com o rolo e enrolar se quiser. A forma precisa estar untada e enfarinhada;
- Depois de modelado, deixe crescer por cerca de 1 a 2 horas, ou até dobrar de tamanho. E em seguida, leve para assar em forno preaquecido a 200 graus por cerca de 30 a 40 minutos;
- Depois de assado, coloque para esfriar em uma grade.

Rendimento: 2 pães médios
Tempo de preparo: 2 a 3 horas
Grau de dificuldade: Fácil


Utilize nozes, castanhas, passas, semente de abóbora, dá pra fazer várias versões deste mesmo ,pão. A minha versão favorita é castanha de caju com damasco. Fica muito bom! 


Espero que vocês tenham gostado!
Beijos,
Fla.

quarta-feira, 6 de maio de 2020

Sabão caseiro multiuso

Aqui é um blog de receitas mas quando a dica de limpeza é boa, acho mais que a gente deve compartilhar! E esse sabão multiuso econômico que aprendi com a Tati do Panelaterapia é tão bom, que eu não fico sem ele de jeito nenhum! Ótimo para desengordurar tudo que você imaginar, de louça a porta de armários, deixa pano de prato branquinho e o melhor, rende que é uma beleza!

Você vai precisar de:

- 1 barra de 200g de sabão Ypê (Neutro ou Coco mas eu gostei mais da versão com o Neutro)
- 250 ml de água 
- 2 col. sopa de bicarbonato de sódio
- 250 ml de detergente (neutro ou coco)
- 2 col. sopa de vinagre de álcool


O preparo é bem. Coloque numa panela o sabão em barra ralado com a água e o detergente. Leva em fogo baixo até derreter bem, mexendo sempre. Desligue o fogo, adicione o bicarbonato, misture e coloque em seguida o vinagre e misture novamente. Espere esfriar uns minutinhos e coloque em embalagem de plástico ou alumínio. Geralmente coloco em duas embalagens de plástico de 400 g ou em 4 de alumínio de 200 g. Espere secar de um dia para o outro e pronto, já está pronto para uso.

Eu não sou da turma que faz misturas mirabolantes para limpar a casa, tenho até medo disso. Mas amo um lux branco, um vinagre, um bicarbonato e agora, esse sabão! E você, tem uma dica boa de limpeza ou produto? Deixa aqui nos comentários!

Espero que tenham gostado!
Beijos,
Fla.

segunda-feira, 4 de maio de 2020

Como fazer carne de panela

Eu sempre gosto de fazer estes posts "Como fazer", porque sei que vem muita gente aqui, ainda novata na cozinha, precisando de ajuda para começar a se aventurar na cozinha. E sempre me coloco à disposição de todos vocês, para qualquer dúvida, porque sei que esse começo pode parecer complicado, mas é questão de prática.


Então, vamos começar pelo corte da carne. Eu usei o lagarto, que é um corte excelente, super versátil e sempre aparece em promoção nos mercados. Se deixarmos mais tempo na pressão, ele desfia e vira uma carne louca ou ainda podemos gelar a carne, fatiar e preparar uma carne gelada deliciosa. Bifes preparados em camadas com tomate e cebola na pressão, rosbife e claro, aquele velho e bom lagarto assado e se possível, recheado, são outras opções para este corte.

Além de tudo isso, carne de panela também é uma ótima opção para este corte. E nesse caso, gosto de comprar a peça com menos gordura, assim não perco tanto. "Fla, mas eu não achei o lagarto, como vou preparar essa receita?". Substitua por coxão duro, paleta ou acém, que não são carnes tão magras, mas você pode pedir pro açougueiro dar uma boa limpada pra você e cortar em cubos para panela.

Agora, vamos ao preparo! Mas antes, só mais uma coisa. Vamos fazer na panela de pressão, e se você tem receio de utilizar, eu te dou outra dica importante. Utilize uma panela com borracha em bom estado, limpe sempre os buraquinhos da válvula com palito de dente e claro, não deixe o líquido da panela secar. Assim, você vai poder utilizar sem nenhum problema.


Ingredientes:

- 700 g de carne em cubos
- 1/2 cebola picada
- 3 dentes de alho
- 1 pedaço de gengibre (opcional)
- 1 folha de louro
- 2 tomates sem pele e sem semente picados
- 1/3 xícara chá de cenoura pequena em cubos
- 1/3 xícara chá de mandioquinha em cubos
- 1/3 xícara chá de vagem cortada
- 1/2 xícara chá de cheiro-verde picado
- Sal ou tempero caseiro a gosto
- 2 colheres sopa de vinagre

Preparo:

- Tempere os cubos de carne com sal ou tempero caseiro e o vinagre;
- Aqueça a panela de pressão e doure a carne temperada na panela sem nada de óleo, fazendo isso aos poucos (doura uma parte da carne, retira e coloca mais uma leva), até tudo ficar bem dourado. Cuidado para sua panela não queimar. Se isso começar a acontecer, pingue um pouco de água;
- Depois somei cebola, alho, gengibre e o louro e pingue água (1/4 xícara) para ajudar a liberar o fundo da panela. Você pode utilizar vinho tinto seco também;
- Adicione os tomate em cubos e volte a carne para a panela. Cubra com água (até que os cubos de carne estejam cobertos por água) e deixe 20 minutos na pressão.
- Passado esse tempo, retire a pressão da panela, levantando a válvula com um garfo ou colocando a panela debaixo d'agua até sair completamente a pressão, que é quando você levanta a válvula e não sai pressão; 
- Abra e confira se a carne está macia. Se não estiver, tampe a panela e deixe mais 10 minutos na pressão e repita o processo;
- Quando a carne estiver macia, adicione a cenoura, mandioquinha e a vagem, tudo cortado bem pequeno  e um punhado de cheiro-verde, tampe e deixei mais 5 minutos na pressão. Retire a pressão novamente, e deixei ferver sem tampa, para engrossar o caldinho. Corrija sal se precisar!

Rendimento: serve 3 a 4 pessoas
Tempo de preparo: 60 minutos
Grau de dificuldade: Fácil


Você pode temperar com o que quiser, mas te garanto que desse jeitinho, já ficou delicioso! Sirva com um arroz branco e uma saladinha e pronto, você terá um prato maravilho e nutritivo!


Espero que vocês tenham gostado!
Beijos,
Fla