segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Torta de milho, cebola e queijo

Torta de liquidificador (que você pode bater na mão como eu fiz) é sempre coringa né? Por isso pensei em fazer no meu niver, porque não tem quem não goste. Variações de recheio mil e dificilmente você irá fazer uma combinação que vai ficar ruim.

A minha ideia de recheio dessa vez foi algo bem simples porque eu já tinha outros pratos para fazer então precisava ser prática. Peguei então: 1 lata de milho verde, 2 tomates sem semente picados e 1 e 1/2 cebola picadas. Juntei tudo, temperei com sal, pimenta, azeite, orégano e manjericão seco.

A massa foi feita da mesma forma que coloquei aqui neste post. Aí em uma forma untada e enfarinhada coloquei: metade da massa, o recheio, 250 gr. de mussarela ralada, a outra metade da massa e 50 gr. de parmesão (do bom hein, nada de pacotinho) ralado por cima.

Deixei em forno médio, por 35 minutos até corar. Depois de esfriar, cortei em quadradinhos e servi, detalhe que na foto a bandeja já estava meio desfalcada...rs.

Ainda tinha mini pizza de bauru (presunto, queijo, tomate), e amendoins, palitinhos com sal grosso e dorytos.

Agora preciso começar a pensar nas comidinhas de final de ano. Primeiro tenho o pré-natal na casa dos nossos amigos, depois Natal na casa do sogro e Ano Novo na minha mãe. E em cada um dos lugares vou levar algo claro. E ainda quero fazer um pré Ano Novo dia 29 só eu e marido em casa. Ufa, tem coisa pra pensar.

Bom é isso gente. Aqui se encerra o cardápio do meu niver. Agora voltamos com as comidinhas normais do dia-a-dia.

Uma ótima semana pra todo mundo!
Bjs
Fla

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Bolo de cebola

Ontem eu disse que este prato é obrigatório em todos os meus aniversários. E é mesmo viu!? Engraçado que se fizer durante o ano parece que nem tem o mesmo gosto, porque o que é gostoso é esperar minha mãe trazer pra que o prato faça parte do meu aniversário.

Essa receita eu coloquei aqui neste post quando mostrei o calendário da Maizena de 1980, e é graças a este calendário que meu aniversário tem, literalmete, um sabor mais gostoso.

Aliás, falando deste calendário, recebi um email da Maria Rita pedindo a receita que aparece ao lado, da couve-flor gratinada, e eu não esqueci não viu Maria, é que eu esqueci de pegar o calendário na casa da minha mãe, mas prometo te enviar logo logo.

Bom, vamos a receitinha do bolo de cebola?

Ingredientes:

- 3 cebolas grandes picadas
- 3 tomates sem pele e sem semente picados
- 1 xícara chá de oléo
- 1 colher sopa de cheiro verde
- 1 folha de louro
- sal e pimenta do reino a gosto
- 2 col. sopa de maizena
- 1 xícara de farinha de trigo
- 1 1/2 col chá de fermento
- 3 ovos

Preparo:

- Refogue as cebolas e os tomates no óleo.
- Junte os temperos, deixe cozinhar bem e reserve.
- A parte, bata no liquidificador a Maizena, a farinha, o fermento e os ovos.
- Junte o refogado e bata bem até misturar.
- Despeje numa forma de furo central média e asse em forno quente por 20 a 25 minutos.
- Decore com uma cebola em rodelas passadas na manteiga

Gente, parece que é simples e que não vai dar em nada né? Mas olha, podem fazer de olho fechado porque é simplesmente delicioso. E óh, quer saber mais, o mais gostoso é comer depois de frio com café fresquinho. Ôh coisa boa!!!

Que o final de semana de vocês seja maravilhoso!!! Na segunda eu vou postar mais uma receitinha do meu niver, e acho que é a última...hehehehe.

Beijos pra vocês!!
Fla

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Escondidinho de mandioquinha e batata

Mais um item servido em casa no dia do meu niver, esse escondidinho fez sucesso. Simples de tudo, mas feito com muito amor e carinho.

A ideia era utilizar apenas mandioquinha, mas elas estavam muito miúdas e caras, por isso resolvi improvisar um pouco e mesclar batatas com mandioquinha. No fim deu tudo certo e ficou muito bom.

Vamos a receita?

Ingredientes: (rende 7 ramequins)

- 500 gr. de carne moída (usei patinho)
- 1 cebola grande picada em cubos
- 3 col. sopa de extrato de tomate
- 1 col. chá de cominho em pó
- sal e pimenta a gosto
- 200 gr. de mussarela ralada no ralo grosso
- 4 batatas grandes
- 400 gr. de mandioquinha
- 1/2 xícara de creme de leite
- 1 col. café de noz moscada
- 1 col. sopa cheia de margarina
- sal a gosto
- parmesão ralado

Preparo:

Purê:

- Cozinhe na pressão as 4 batatas inteiras com casca, até que fiquem bem macias. Deixe esfriar um pouco, retire a casca e passe no espremedor de batatas. Reserve.
- Em uma outra panela comum, cozinhe as mandioquinhas até que fiquem macias. Passe também no espremedor e reserve.
- Pegue uma panela grande e derreta a margarina, coloque as batatas e as mandioquinhas, misture muito bem em fogo baixo, até que fique bem homogêneo.
- Adicione a noz moscada, o sal e o creme de leite. Mexa bem e desligue o fogo. Reserve.

Carne:

- Aqueça uma panela e coloque a carne moída. Deixe em fogo baixo até que ela fique bem cozida.
- Mexa as vezes para que fique bem soltinha.
- Quando estiver cozida e fritinha, coloque a cebola e deixe até murchar bem.
- Adicione o cominho, o sal a pimenta e deixe tomar gosto.
- Coloque o extrato de tomate, pingue um pouquinho de água e deixe em fogo baixo por uns 10 minutos.

Montagem:

Em cada ramequim coloque:

- Uma camada fina de purê, 2 col. sopa bem cheias de carne moída, mussarela ralada, mais purê e polvilhe o parmesão ralado.
- Leve para assar até que fique bem gratinado e sirva quente.

Ficou muito gostoso. Vocês ainda podem fazer de frango, carne seca, e até mesmo com palmito acho que fica muito bom.

Espero que gostem da receita.

Amanhã, teremos aqui a receita da salada de mini macarrão que servi. Aguardem!

Beijos e até mais.
Fla.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Conchiglione de festa

Bom, a correria como vocês já devem ter percebido, ainda continua. Mas agora já decidi o que vou fazer no meu niver, já comprei os presentes que precisava e as coisas que vou levar pra viajar, e ficou faltando pouca coisa, então só preciso me preocupar com o trabalho.

Agora você deve estar se perguntando, o que tem diferente nessa receita e porque eu a chamei de conchiglione de festa? Porque é um prato mega simples para se fazer e servir quando você for receber visitas em casa. Com certeza vai fazer bonito.

Este foi um teste que fiz, porque provavelmente será o prato que eu vou levar na festa de pré natal que fazemos com uns amigos. Acho que eles vão gostar muito! O marido, o meu testador de receitas oficial, provou e adorou.

Conchiglione recheado com ricota, passas e nozes, ao molho branco com gorgonzola e espinafre, faz bonito ou não faz?

Vamos a receita?

Ingredientes:

- 1 pacote de conchigliones (500 gr)
- 1 ricota com aproximadamente 350 gr.
- 1/2 xícara de passas pretas sem semente
- 1/2 xícara de nozes trituradas
- 1 col. sopa de requeijão
- 2 col. sopa de creme de leite
- 1 col. café de orégano fresco
- 3 col. sopa de azeite
- 500 ml de leite
- 2 col. sopa de manteiga
- 2 col. sopa de farinha de trigo
- 1 cebola ralada
- 1 maço de espinafre cozido, bem espremido e picadinho
- 50 gr. de gorgonzola
- 3 col. sopa de creme de leite
- 100 gr. de muçarela ralada
- sal e pimenta a gosto

Preparo:

Recheio:

- Misture em uma tigela a ricota amassada, a uva passa, as nozes, o requeijão, as 2 col. de creme de leite, o orégano e o azeite.
- Tempere com sal e pimenta a gosto e utilize para rechear os conchigliones já cozidos al dente.

Molho:

- Derreta a margarina, frite a cebola até ficar transparente e adicione a farinha de trigo.
- Em seguida coloque o leite aos poucos mexendo sempre. Deixe levantar fervura em fogo baixo, até que comece a engrossas.
- Adicione então o gorgonzola, o espinafre e tempere com sal e pimenta a gosto.
- Deixe ferver mais um pouco para derreter o queijo, desligue e adicione o creme de leite.

- Coloque os conchigliones em uma travessa, despeje o molho por cima, cubra com muçarela ralada e leve ao forno para gratinar por 15 minutos. Sirva quente.

Fácil não é mesmo? E você pode variar o molho e também o recheio caso não goste de passas ou de nozes por exemplo.

Uma excelente quarta-feira pra vocês!!!
Beijos,
Fla

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Bolo de banana, passas e nozes

Bolo de banana é tudo de bom não é mesmo? Se juntar passas e nozes então fica uma perdição, concordam? Pois é, em um dia de inspiração resolvi adaptar uma receita de bolo de maçã que originalmente é de uma amiga de minha mãe, e fazer com umas bananas que já estavam pedindo socorro na geladeira.

E não é que deu certinho? Pena que eu não tinha um sorvete de creme para servir junto, mas numa próxima com certeza eu o providenciarei, porque ele morninho com uma bola de sorvete por cima deve ser tudo de bom!

Vamos a receita?

Ingredientes:

- 5 bananas em rodelas (usei a prata)
- 1/2 xícara de uvas passas sem semente
- 3 ovos grandes (utilizei 4 pequenos)
- 1 e 1/2 xícara de farinhas de trigo
- 1 e 1/2 xícara de açúcar
- 4 col. sopa de margarina derretida
- 1 col. sopa de fermento em pó
- 1/2 xícara de nozes triturada

Preparo:

- Misture a banana, a uva passa e as nozes. Reserve.
- Em uma tigela coloque os ovos com o açúcar e bata com a ajuda de um batedor até ficar bem homogêneo.
- Adicione a margarina derretida, a farinha e por último o fermento.
- Junte esta mistura a banana reservada e envolva com a ajuda de uma colher. Fica uma massa espessa.
- Unte uma forma de buraco no meio com margarina e farinha de trigo, despeje e massa e leve para assar em forno médio, pré aquecido, por aproximadamente 35 minutos.
- Espere esfriar a desenforme.

Olha, para fazer o bolo de maçã você utiliza 3 maçãs picadas ao invés das bananas, e também acrescenta 1/2 col. sopa de canela em pó. E as passas e as nozes são opicionais. O de maçã também fica divino.

Espero que gostem.
Beijos e ótima terça,
Fla.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Pavê de bis

Oi gente, tudo bem com vocês?

Voltando as atividades normais, graças a Deus, mas ainda trabalhando muito. Gente só porque eu vou sair de férias meu chefe tá me fazendo trabalhar o triplo. Alguém avisa o mocinho que a Princesa Isabel já decretou o fim da escravidão (drama básico...hehe).

Novembro é um mês cheio. Meu aniversário, aniversário da minha irmã, aniversário de amigos, começam festas de confraternização, preciso fazer as comprinhas de natal, terminar de comprar as coisas para a viagem, ufa... tenho coisa a beça pra fazer esse mês. Mas não reclamo, é agitado, mas passa rápido.

Semana retrasada recebi em casa um casal de amigos que são dois amores e também a filhinha deles, que por sinal hoje está fazendo 1 aninho. E o combinado, porque eu estava trabalhando, era pedirmos pizza e ficarmos batendo um bom papo. Mas claro que apesar de não ter tempo eu precisava fazer uma sobremesa rápida e gostosa e também uns "belisquetes".

Hoje vou mostrar esta sobremesa que por sinal fez tanto sucesso que minha amiga já pegou a receita para fazer, porque o marido comeu e amou. É muito simples de fazer e olha sucesso realmente garantido.

Vamos então a receita do pavê de bis?

Ingredientes:

1. Creme:

- 1 litro de leite
- 1 lata de leite condensado
- 1 caixinha de creme de leite
- 3 gemas peneiradas
- 4 col. sopa de amido de milho
- 1 col. café de essência de baunilha

2. Demais ingredientes:

- 1/2 xícara de leite
- 3 pacotes de bolacha maisena
- 2 caixinhas de bis

Preparo:

1. Creme:

- Em uma panela coloque todos os ingredientes do leite e dissolva bem antes de levar ao fogo.
- Depois de bem misturado, deixe em fogo brando e vá mexendo sem parar até que fique com consistência de creme.
- Retire do fogo, deixe esfriar coberto com um filme plástico para não criar película.

2. Montagem:

- Pique as duas caixinhas de bis e reserve.
- Passe as bolachas rapidamente na 1/2 xícara de leite e arrume uma camada em uma vasilha alta.
- Em seguida coloque um pouco do creme, espalhe bem, cubra com um pouco do bis e coloque mais uma camada de bolacha umedecida, e vá repetindo as camadas terminando com o bis.

Dicas importantes:

- Se o creme criar gruminhos ou empelotar, use um mixer. O creme ficará lisinho novamente.
- Não deixe as bolachas de molho no leite, passe apenas um lado da bolacha e retire rápido. As bolachas moles demais ficam esquisitas.
- Você pode usar bolacha tipo champagne, mas elas são caras em algumas épocas do ano, e com bolacha maizena fica delicioso.
- Você pode variar o tipo do chocolate, usar sonho de valsa, ouro branco, e eu fiz até com purê de maçã e nozes e ficou muito bom.

Fala, não tá com uma cara ótima? Eu posso garantir que todo mundo comeu e gostou.

Amanhã mostro os petisquinhos que preparei, coisa bem simples e que fez bonito.

Vou colocar as visitas nos blogs em ordem aos poucos, prometo!

Beijos a todos.
Fla

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Torta de abobrinha e palmito

Eu definitivamente sou uma pessoa que ama torta, e de qualquer recheio: frango, palmito, legumes, camarão, ricota, etc. Acho um prato simples de fazer e serve muito bem como um lanche prático e saudável.

Como já contei aqui estou comprando uma cesta com legumes orgânicos, porém a quantidade, mesmo só pedindo de 15 em 15 dias, é grande para duas pessoas, por isso, ao final da segunda semana, alguns legumes vão encalhando na geladeira, e como "jogar fora" é uma palavra que não existe em casa, sempre apelo para a torta, fazendo várias combinações que sempre ficam uma delícia.

Essa aqui surgiu com a seguinte combinação de legumes:

- 1 abobrinha brasileira (aquela de cabeça) picada em cubos;
- 1 xícara de palmito picado em cubos;
- 1/2 xícara de ervilhas (utilizei as congeladas);
- 2 tomates sem semente picados;
- 1 cebola grande picada;

A esta combinação adicionei os seguintes ingredientes e reservei:

- 1 xícara de mussarela em cubos;
- 1 col. sopa de azeite;
- 1 col. sopa de manjericão fresco;
- 1 col. sopa de mostarda;
- sal e pimenta a gosto;

Em uma vasilha a parte bati com o batedor os seguintes ingredientes:

- 1 e 1/2 xícara de leite (usei desnatado);
- 1/2 xícara de óleo;
- 1/4 xícara de azeite;
- 3 ovos;
- 1 xícara chá de farinha de trigo;
- 1/2 xícara chá de maizena;
- 1 col. sopa de orégano seco;
- 1 col. sopa cheia de fermento para bolo;
- sal a gosto.

Juntei as duas misturas, e levei ao forno em uma forma de fundo removível untada e enfarinhada. Por cima polvilhei uma xícara de queijo mussarela ralado e deixei por mais ou menos 30 minutos ou até que a torta fique cozida e corada.


E foi lindo! Sou muito mais feliz de barriguinha cheia e sabendo que não foi nadinha para o lixo. =)

Ah, e algumas pessoas perguntaram nos comentários e por email quando é meu aniversário e eu respondo, é dia 23/11. Neste dia vou completar 27 aninhos. =)

Gente obrigada de coração por todos os comentários que recebo, pelos e-mails fofos que chegam em minha caixa de mensagem e pelo carinho de vocês!!! Obrigada mesmo tá!

Beijos e linda quinta-feira pra vocês!
Fla.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Lasanha de batata - Trainee de Cozinheira

Eu simplesmente adoro o blog da Maura, o Trainee de Cozinheira. Mas vamos combinar de que ela já passou da fase "Trainee" tem tempo, ela é PHD na cozinha isso sim.

Seu blog traz receitas simples e sofisticas e sempre com uma linda apresentação, o que faz eu querer voltar sempre e claro, testar todas as suas receitas.

Quando vi esta receita de "Lasanha de batata e frango" eu fiquei atordoada pensando em como aquilo deveria ser gostoso. E não é que eu estava certa? O prato é divino, fácil e super, super saboroso e mega diferente da lasanha que a gente já está acostumada.

Na verdade fiquei em dúvida se fazia esta ou uma outra receita, mas resolvi testar esta até porque quando avisei o marido da possível janta de segunda-feira ele abriu um olho enorme como quem diz: "Hum, essa deve ser boa mesmo".

E lá fomos nós para a cozinha, eu e marido, fizemos tudo bem rápido e tcharãn, em pouco tempo estávamos degustando desta delícia de prato, e gente juro, não tô exagerando não viu.

A Maura pegou a receita na Ana Maria Braga, mas pra mim a receita já virou da Maura e do Trainee.

O que, vai dizer que não conhece o blog desta mulher batuta? Vai menina, voa daqui do meu blog direto pro dela clicando aqui.

Ah sim, a receita, claro fiz como a Maura mandou e você confere clicando aqui.

Espero que gostem, porque eu amei!
Beijo grande,
Fla.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Cortes de carne

Bom pessoal, hoje eu vou fazer um post a pedido da Lúcia de Uberaba/MG. A Lúcia sempre comenta meus posts através do e-mail porque diz que não se sente a vontade para comentar como as outras colegas que visitam meu blog. E algumas outras pessoas também fazem isso, e tenho maior prazer e responder a todas.

Mas meninas, não se acanhem tá?! Aqui o espaço é bem democrático e aberto para todo o tipo de comentário. Mas podem continuar mandando e-mails que eu vou adorar. Façam aquilo que vocês tiverem vontade.

Bem, voltando, a Lúcia me contou pelo email que ela tem 22 anos, acabou de se casar e que a cozinha para ela era um território bemmm desconhecido. Disse também que na casa dela quem cozinhava era a mãe ou a empregada e que por isso ela nunca se interessou pela arte culinária. Mas não é que a bonita anda se jogando no território antes inimigo e está dando show?!

Como ela foi morar longe da mãe, e não tem muitos amigos lá em Uberaba, agora ela sempre se vê num dilema quando vai ao açougue e como ela mesma diz "carne moída pra ela é a que já está moída", porque ela não tem ideia de que carne comprar para fazer o que.

E no intuito de ajudá-la e também a outras colegas que por aqui passam e que tenham a mesma dúvida, eu fui atrás de informações que possam ser úteis e espero que tanto a Lúcia, quanto todas vocês gostem das dicas.


**********

Para quem não conhece, este é o boi...hehehe.


1. Cupim: parte bem gordurosa e fibrosa, utilizada para churrasco ou feita na grelha.

2. Acém: carne magra, macia, muito utilizada no preparo de ensopados, picadinhos, cozidos, carne moída e carnes de panela.

3. Contrafilé de costela: carne saborosa, suculenta e macia, possui fibras curtas e rijas, sendo muito utilizada em churrasco, grelhas ou cozida com legumes na forma de ensopados.

4. Contrafilé: carne macia com uma capa de gordura que ajuda a manter a umidade da mesma. Ideal para churrasco, bifes na chapa e grelhados.

5. Filé Mignon: é o corte mais macio e magro do boi. Ideal para bifes, medalhões, escalopes, strogonoff, rosbifes, assados em geral e picadinhos.

6. Picanha: carne macia e suculenta e no Brasil é a carne mais utilizada em churrascos, mas também pode ser preparada no forno com o cozimento feito de forma lenta. A picanha nunca pode pesar mais de 1 e 1/2 kg e possui uma brilhosa capa de gordura que ajuda a manter a maciez da carne.

7. Alcatra: possui fibras macias e é uma das mais nobres. Pode ser utilizada principalmente para bifes e grelhados. Feita em pedaços na churrasqueira também é excelente. Evite cortes finos para que a carne não resseque.

8. Coxão duro: com fibras longas e com uma grossa camada de gordura, é ideal para carnes de panela ou carne enrolada, pois exige um cozimento longo.

9. Coxão mole: carne macia mas não muito suculenta. Ideal para bifes à milanesa, enrolado, escalopes, picadinho, moída e strogonoff.

10. Lagarto: de fibras longas, magra, de formato arredondado e alongado. Utilizado para carnes de panela, carne desfiada, assados, rosbifes. Crua ela dá origem ao carpaccio.

11. Rabo: ossos cobertos de carne gordurosa, utilizada para fazer a famosa rabada.

12. Músculo do traseiro: carne com muitas fibras e nervos porém muito saborosa. Muito uitlizada em ensopados, molhos, papinhas e sopas.

13. Patinho: menos macio que a alcatra, é utilizado para bifes à milanesa, preparações com carne moída, escalopes e picadinhos.

14. Maminha da alcatra ou ponta de alcatra: boa para assados e churrascos em geral. O corte correto desta carne faz toda a diferença para manter a sua maciez, sempre contra as fibras. Também vai bem em bifes grelhados.

15. Fraldinha: corte muito saboroso que vai muito bem com ensopados, picados, cozidos, carne moída e também no churrasco desde que em tiras grossas.

16. Costela: exige um longo tempo de cozimento para amaciar suas fibras. Usada principalmente para churrasco ou cozido com legumes. Tem bastante gordura por isso a carne é tão suculenta.

17. Ponta de agulha ou capa de filé: usada em ensopados, assados ou sopas. Carne excelente para churrasco. A minha predileta por achar mais saborosa. Com essa carne pode-se fazer o matambre (a costela recheada e enrolada) e também a costela no bafo.

18. Paleta ou Sete: ótima para molhos, sopas e ensopados. Muito saborosa na minha opinião.

19. Raquete: mais musculoso que o acém, com fibras longas e gordura concentrada. Muito boa para sopas, ensopados, molhos e bifes.

20. Peixinho: tem menos nervos que o músculo e é tão saboroso quanto. É excelente para sopas e ensopados, mas também é ótimo para escalopes.

21. Pescoço: utilizado em sopas, caldos, guisados, refogados.

22. Peito: dele é feito o pastrame, um temperado servido em fatias finíssimas como o carpaccio. Exige muito tempo de cozimento por causa da grande quantidade de fibras. Pode ser usada em cozidos, ensopados e em casa é a base de uma receita chamada: feijão pescador.

23. Músculo do dianteiro ou Braço: pode ser usado em bifes, ensopados, sopas e carne de panela.


****************

E então, agora dá pra ter uma ideia de que carne utilizar para o preparo de cada prato não é mesmo? Retirei as informações deste site, sendo que dei uma resumida básica.

Lúcia eu espero ter te ajudado e que as outras amigas que visitam este blog também gostem do post de hoje.

Um beijo enorme e até amanhã.
Fla

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

McFlavia

Pois então, o que a gente faz quando está louca para comer um lanche mas sabe que a RA não permite, porque todos os sanduíches vendidos em fast foods tem uma quantidade absurda de gordura desnecessária???

Simplessssss... fazemos o nosso próprio hamburguer em casa!!! Yessss!!!

Na verdade eu juntei tudo: primeiro a compra de uma maionese da marca Jurema sabor churrasco, segundo que o marido adora um lanche chamado Mc Tasty que tem sabor de churrasco e terceiro a minha vontade de comer um lanchão...hehehe.

Aí o que eu fiz? Fui ao mercado, comprei os ingredientes todinhos e lá fui eu para a cozinha numa sexta-feira a noite. E o melhor de tudo foi supreender o marido com essa surpresinha que por sinal ele amou!

Então vamos lá que eu vou contar a vocês como eu fiz este hamburgão.

Ingredientes: (rendimento mais ou menos 5 hamburgueres)

- 400 gr. de patinho moído duas vezes
- 2 col. sopa creme de cebola
- 2 col. sopa de molho inglês
- 2 col. sopa de shoyo
- 1 col. café de sal
- 1/2 cebola batidinha
- 1/2 col. café de pimenta síria
- 1/2 xícara chá de salsinha bem picadinha

- fatias de mussarela ou queijo cheddar
- rodelas de tomate salada
- folhas de alface
- maionese sabor churrasco ou qualquer outra.

Preparo e montagem:

- Misture muito bem todos os ingredientes para o preparo do hamburguer. Deixe descansar na geladeira por no mínimo 1 hora.

- Se você tiver um aro modele os hamburgueres no aro, senão faça como eu, utilize um ramequim, unte com um tiquinho de azeite, coloque a massa do hamburguer até a metade, aperte bem e vire sobre a frigideira.

- A frigideira deve ser pincelada com um fiozinho de óleo. Coloque um hamburguer de cada vez. Deixe corar de um lado, vire e deixe corar do outro. Então pingue algo como 1 col. de sopa de água e abaixo o fogo para que cozinhe dentro. Quando a água secar ele irá corar um pouco mais, por isso não é necessário fritar com aquele monte de óleo.

- Quem quiser pode fazer no grill também.

- Então basta comprar pão de hamburguer, passar a maionese, colocar o hamburguer bem quente, coloque duas fatias de mussarela, tomate, alface e coloque ketchup e mostarda a vontade.


Eu ainda acompanhei com batatinha chips pronta. Um pouquinho só pode né?! E eu só comi um lanche desse, agora o marido...hummmm, comeu dois...hehehe.

Ficou delícia e eu gastei pelas minhas contas R$ 16,00 para fazer o equivalente a 5 hamburgueres, sendo com esse mesmo dinheirinho eu comeria um lanche naquela famosa lanchonete de fast food que por sinal eu amo...kkkkk.

Ah sim, a maionese que eu falei é esta aqui, se quiser saber mais visite o site do fabricante clicando aqui.

Espero que gostem da receita de hoje.

Ah sim, e se você não come carne, conheça a minha versão de hamburguer vegetariano clicando aqui.

Amanhã colocarei todas as visitas dos blogs em dia.
Boa semana pra todos!
Beijão,
Fla.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Lagarto na pressão

Eu estava com vontade de comer carne mas não sabia muito bem o que fazer com o pedaço do lagarto que estava na geladeira. Então pensei em fazê-lo desfiadinho para comer com pão, mas como eu havia deixado de molho grão de bico para fazer uma salada, achei que o ideal seria prepará-lo em pedaços.

E aí, me deparei com um problemão, minha geladeira estava quase sem opções de legumes para preparar a carne, então tive que ir fazendo adaptações e no final o resultado ficou bem bacana. Claro que o preparo é fácil porque eu não sou chegada a pratos complicados...rs.

Vamos a receita.

Ingredientes:

- 1 kg de lagarto (pode ser coxão duro também) em pedaços grandes
- 1 col. café de cominho
- 2 col. sopa de vinagre
- 4 dentes de alho amassados
- sal e pimenta a gosto
- 2 tomates sem semente picados
- 1/2 pimentão vermelho picado em tiras
- 1/2 pimentão verde picado em tiras
- 1 cebola grande picada em pétalas grossas
- 5 azeitonas picadinhas

Preparo:

- Tempere a carne com o cominho, o vinagre, o alho, sal e pimenta a gosto. Deixe marinando por pelo menos 30 minutos.
- Aqueça uma panela de pressão e coloque um fio de óleo. Leve a carne ao fogo alto para corar. Quando estiver corada derrame o caldo da marinada e tampe a pressão por 35 minutos ou até que a carne esteja quase desfiando.
- Destampe a panela, junte a cebola, os tomates, os pimentões, tampe a pressão novamente e deixe por 5 minutos.
- Retire a pressão, abra a panela e deixe o molho apurar por alguns minutos até ficar grossinho.
- Coloque as azeitonas e corrija o sal.

Como vocês podem perceber eu servi com arroz branquinho, salada de alface roxa com molho de mel e mostarda e salada de grão de bico que só foi cozido e temperado com cebolinha, azeite, sal e pimenta síria.

Comidinha simples mas bem gostosa.

Gente, um excelente final de semana pra todos vocês, e aproveitem!
Beijos,
Fla

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Macarrão com brocólis

Meu marido vai pouco para a cozinha. Primeiro porque ele sabe que eu gosto de cozinhar, segundo que ele quase não tem tempo pra isso, mas olha, quando dá de ele ir tomar meu posto na cozinha, eu sempre tenho a certeza de que vai sair um prato maravilhoso de lá.

E foi num domingo desses que eu estava com muita dor de cabeça, que ele resolveu fazer o almoço e quando acordei a mesa estava posta e esse macarrão prontinho.

Ele mesmo foi pesquisar na internet um molho branco para ele fazer, porque o que ele viu no meu caderninho de receita ia creme de leite e no armário não tinha. Depois de escolher a receita, foi para a cozinha e preparou este prato delicioso.

Acordei com aquele cheirinho delicioso pela casa, almocei e fiquei boazinha. É ou não é bom ter alguém cuidando da gente?! :)

O marido fez o seguinte:

- Pegue um maço de brocólis japonês e corte os buquês, limpe bem e cozinhe em água e sal. Reserve.

- Agora prepare o molho assim: Ferva 2 xícaras de leite. Em uma panela derreta 2 colheres de sopa de margarina e doure 2 colheres de sopa de farinha de trigo, deixe dourar. Despeje o leite de uma só vez e mexa bem para não empelotar. Adicione sal, noz moscada e pimenta a gosto. Adicione 50 gr. de queijo mussarela ralado e mexa bem.

- Junte o brocólis cozido ao molho branco. Coloque o molho sobre talharim cozido ou qualquer massa de sua preferência. Polvilhe queijo parmesão ralado.


Ficou suuuuuuuuuuuuuuuuuuuuupimpa!

Marido, pode fazer mais vezes porque eu gosto e mereço uma folguinha da cozinha as vezes né?! Rs...

Espero que gostem.
Beijos
Fla.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Pudim de leite em pó - Panelaterapia


Então, quarta-feira é o dia oficial da coluna aqui do Arte intitulada: "Saboreando outros blogs". E hoje, minha receita escolhida vem de outro blog cuja dona, é também aqui da minha amada terrinha Sorocaba.

Conheci a Tatiana do Panelaterapia há pouco tempo atrás, e nem me lembro muito bem quem chegou primeiro no blog de quem, mas foi a partir de então, que começamos a nos visitar, descobrimos que éramos vizinhas de cidade, e agora já planejamos nosso encontro "real".

O blog da Tati, para quem ainda não conhece, é recheado de novidades, receitas simples e outras bem sofisticadas e o que mais me impressiona nos posts que ela apresenta, são o desenrolar gostoso do post e também o super estilo na apresentação de seus pratos. A Tati é uma artista com certeza.

E foi procurando uma receita para fazer em casa que encontrei esta que há tempos queria fazer, o Pudim de Leite em Pó. Gente, o trem é bom, mas é bom... olha, super fácil de fazer e mega gostoso.

Nessa receita também fui bem obediente e não alterei nadinha, mas já fiquei pensando na possibilidade de colocar umas passas no próximo pudim...hummm, que delícia.

Tati, parabéns pelo blog lindo e por todas as receitas que você divide conosco.

E se você ainda não conhece o Panelaterapia, corre lá! Tenho certeza que você irá se surpreender.

A receita original você encontra clicando aqui.

Beijos e ótima quarta.
Fla.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Picanha no forno e maionese

Em um domingo desses que passou, resolvi fazer uma picanha no forno. Confesso que prefiro ela na churrasqueira ou então no nosso grill, mas a sujeira que faz o grill aqui no apê é tanta que optei pelo forno mesmo.

Para acompanhar fui de salada de maionese, que claro não pode faltar no churrasco do paulista que se preze, mesmo que seja um churrasco de forno...hehe.

Peguei a peça de picanha descongelada, fiz vários furos na peça com a ajuda de uma faca bem afiada, só não furei o lado que tem a gordura. Em um injetor de temperos coloquei 4 dentes de alho amassados, 1 col. chá de tempero para churrasco (pode ser fondor ou grill também), 4 col. sopa de vinagre, 2 col. sopa de shoyo, 1 col. café de cominho em pó e sal e pimenta a gosto, mexi bem no injetor e reservei.

Então untei uma assadeira com um pouco de óleo e fui injetando todo o tempero nos furos que fiz na carne. O restante do tempero distribuí por cima e cobri com papel alumínio, deixando em forno médio com a gordura virada para baixo, por mais ou menos 1 hora.

Depois retirei o papel alumínio e deixe no forno por mais 45 minutos mais ou menos, regando com o caldo da assadeira sempre que possível. Desligue o forno quando sua carne estiver macia. Deixe a mesma descansar por 10 minutos e fatie.

A maionese fiz assim: cozinhei 4 batatas grandes cortadas ao meio e 2 cenouras médias, ambos com casca. Deixei na pressão até que ficassem cozidas. Deixei esfriar e depois cortei em cubinhos, acrescentei uma lata de ervilha e 1/2 xícara de azeitonas verdes. Temperei com suco de 1 limão, pimenta calabresa, 1 fio de azeite e 2 colheres sopa de maionese.

Prontinho. Sirva com um arroz branco ou então com uma farofinha básica.

Ai ai, almocinho de domingo supimpa.

Gente a semana aqui começou mais curta, o que é ótimo, porque ela mal começou e eu já estou cansadinha. Então, boa semana pra vocês!

Beijos,
Fla.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Strogonoff Mais Você

Sabe aquele dia em que você teima que quer fazer uma receita diferente da sua e fica procurando, procurando, até encontrar?! Pois então, esses dias eu encasquetei que queria uma receita diferente de strogonoff para fazer que não fosse a minha.

Aí que eu puxei da minha memória uma receita que eu vi uma vez no programa da Ana Maria, onde ela fazia um estrogonoff bem simples e diferente do que eu estou acostumada a fazer. Aí bingo. Saí em busca da receitinha e com os ingredientes em mãos preparei esta receitinha que ficou deliciosa.

E olha o resultado ficou excepcional. Acho que essa receita é até mais próxima da receita digamos...orginal do estrogonoff, porque a minha também fica boa, mas vai coisa pra chuchu...rs.

Então, bora anotar essa receita supimpa? Se quiser clique aqui e vá direto ao site.

Ingredientes:

- 1 colher (sopa) de manteiga
- 1 kg de filé mignon (ou alcatra ou patinho) cortado em tiras finas (emince) temperadas com sal e pimenta a gosto
- 2 colheres (sopa) de manteiga
- 1 cebola grande picada
- 200 g de champignon laminado
- 5 colheres (sopa) de molho inglês
- 1 cálice de conhaque
- 1 lata de creme de leite sem soro
- 5 colheres de (sopa) de catchup
- 2 colheres (sopa) de mostarda
- sal e pimenta do reino a gosto
- 1 colher (sopa) de farinha de trigo dissolvida em 1 lata e meia de leite (utilize a mesma lata do creme de leite)

Preparo:

- Numa frigideira em fogo médio com manteiga frite aos poucos o filé mignon (ou alcatra ou patinho) cortado em tiras finas temperadas com sal e pimenta a gosto. Reserve.

- Numa panela grande com manteiga doure uma cebola grande picada. Assim que dourar acrescente o champignon laminado e a carne (reservada acima). Refogue por mais uns 5 minutos.

- Adicione molho inglês e um cálice de conhaque aquecido. Flambe o refogado.

- Num recipiente misture o creme de leite sem soro, o catchup, mostarda, sal e pimenta-do-reino a gosto e farinha de trigo dissolvida em uma lata de leite (utilize a mesma lata do creme de leite). Coloque esta mistura na panela (que está a carne refogada) e cozinhe por mais 5 minutos em fogo médio.

- Retire do fogo e sirva acompanhado de batata palha, arroz branco e salada de folhas.

Fiz tudo como titia Ana Maria Braga mandou e a receita ficou ultra boa!
Fácil, rápida e saborosa, do jeitinho que nós, donas de casa gostamos né não?!

Uma excelente sexta para todo mundo!
Beijos
Fla

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Bolo de Laranja - Ora, Pitangas!


Oi gente, tudo bem com vocês? Espero que sim.

Hoje estou super feliz, porque vou inaugurar um novo marcador no meu blog chamado: "Saboreando outros blog", e o que vai ter neste novo marcador? Ora, receitinhas de outros blogs que sempre estou visitando. Além disso, vou aproveitar e falar um pouco mais da dona ou dono do blog e de seu espaço.

E eu escolhi para começar este marcador, uma receita de um blog que eu adoro muito. Estou falando da Angela, do delicioso Ora, Pitangas.

Engraçado que até eu me comunicar com a Angela eu sempre tive a impressão de que ela morava no exterior, porque sua casa, pelas fotos que ela mostrou no blog, é um lugar com algumas árvores, uma varanda... e aí não sei porque eu cismei que ela morava fora do País.

E não é que um dia, nós acabamos descobrindo que ela não só morava no Brasil, como pasmem era minha vizinha de cidade...hehehe. Coincidência deliciosa por sinal. E mais ainda, a mãe dela mora na rua da loja da minha mãe, inclusive as duas já estiveram por lá fazendo uma visitinha a ela.

Pois é gente, a blogsfera realmente une pessoas e com certeza sou grata a internet por ter me apresentando tantas pessoas bacanas.

E quando eu pensei em fazer este marcador, fui lá no blog da Angela e comecei a ver aquele monte de delícias e já estava anotando várias receitas quando vi uma que me chamou demais a atenção, um bolo de laranja lindo que na hora me fez ficar com vontade de provar a receita. Então disse para mim mesma: "É este!".

Coincidentemente no dia seguinte eu tinha um churrasco para ir e resolvi levá-lo. Sucesso total, todos adoraram o bolo que fica extremamente macio, fofinho e a caldinha é deliciosa.

A receita você pode conferir clicando aqui e como não fiz nenhuma alteração vou deixar apenas o link ok?

E se você ainda não conhece o blog da Angela não sabe a quantidade de delícias que está perdendo. Vale muito a pena conferir!!!
É isso, espero que gostem da receita e da indicação.
Super quarta pra todo mundo.
Beijos,
Fla.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Almôndegas

Em primeiro lugar gostaria de agradecer a todos os comentários e emails mega fofinhos que recebi me dando parabéns pelo selinho do Cyber Cook. Vocês são umas graças e é este carinho que me motiva a continuar vindo aqui e a fazer este "trololó" como diria a Lidi do Bicha Fêmea.

Também recebi alguns emails e comentários perguntando como está indo minha RA (reeducação alimentar). Gente, posso considerar que estou indo bem. Poderia estar indo melhor se a preguiçosa aqui estivesse fazendo atividade física, mas já conseguir dar tchau para 5 kg, e confesso que não estou deixando de comer aquilo que tenho vontade, só claro, diminui as quantidades, e fome, não posso de jeito nenhum. Esses dias não tenho comido tanta fruta por falta de tempo, mas semana que vem volto a trazer meus lanchinhos saudáveis para o trabalho.

Agora sim vamos falar de cozinha!


Num domingo desses me deu uma vontade louca de comer uma coisa que eu nem sou muito chegada: almôndegas! Maridão ficou contente com a ideia e lá fui eu para a cozinhar preparar. Porém eu nunca tinha feito almôndegas e então resolvi eu mesma inventar moda e pra nossa sorte, deu certinho.

Eu ia preparar as minhas bolinhas assadas, mas ah, pensei comigo, agora como tão pouca fritura que uma vez ou outro póóóde! Então fui de fritura mesmo, mas acho que dá para assar tranquilinho.

Vamos a receita?!

Ingredientes:

- 400 gr. de carne moída (usei patinho moído duas vezes)
- 1 cebola ralada
- 3 fatias de pão de forma picados e umedecidos com 3 col. sopa de leite (usei pão integral com aveia)
- 2 pimentas biquinho picadinhas
- cheiro verde a gosto
- 1 col. café de pimenta síria
- 2 dentes de alho grande ralados
- 1/2 col. café de curry
- suco de 1/2 limão
- tempero pronto ou sal a gosto

Preparo:

- Em uma tigela coloque a carne e misture todos os ingredientes.
- Deixe a massa que irá formar descansar por 2 horas na geladeira.
- Enrole fazendo bolinhas e coloque em uma assadeira.
- Frite em óleo mas sempre no fogo médio para que elas não fiquem cruas dentro.
- Sirva quentinho.

Ai gente, ficou super gostosinho. Meu marido deu a ideia de usar essa mesma massa para fazer kafta, porque como utilizei a pimenta síria ela ficou com um gostinho muito bom de kafta. E olha que pratinho bonitinho pra quem está fazendo RA. Pouco arroz, pouco feijão, muita salada, uma verdura refogadinha e 5 bolinhas de almôndega.

Repetir? Hum... não pode, mas de domingo as vezes a gente quebra a regra!

Espero que tenham gostado da receita.
Beijos a todos e ótima quinta.
Fla.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Bolo de limão

Ok, eu concordo que espalhar esta cobertura no bolo é quase impossível para quem não tem nenhuma, eu disse nenhuma habilidade em confeitar qualquer bolo que seja, agora, que eu não posso negar que este é sem dúvida um dos meus bolos favoritos e que ele fica divino, ah isso eu não posso.

Quer saber como faz? Ahhhh, é super complicado (até parece), você vai demorar na cozinha, e vai ter que ficar horas e horas confeitando o seu bolo...risos.
Vamos a receita?

Ingredientes:

- 1 preparado para bolo sabor limão (eu utilizo sempre o D. Benta)
- 1 caixa de gelatina sabor limão (eu utilizei a light da Royal)
- 1 copo (requeijão) de leite (eu utilizo o desnatado)
- 1/2 copo (requeijão) de óleo
- 4 ovos
- 1 colher sobremesa de fermento em pó
- 1 lata de leite condensado
- suco de dois limões

Preparo:

- Bata no liquidificador todos os ingredientes menos o leite condensado e o suco dos limões. Despeje em uma forma de buraco untada e enfarinhada, e leve ao forno médio/baixo até que fique pronto. Algo em torno de 35 a 40 minutos.
- Espere esfriar, desenforme e reserve.
- Em uma tigela misture o leite condensado e o suco dos limões e espalhe sobre o bolo.
- Leve a geladeira e sirva ele gelado.


Óh, fica tudo de bom! Acho que muita gente conhece essa receita, mas quem ainda não conhece, apesar de ele não ficar com o melhor aspecto do mundo, pode fazer sem medo que o resultado é super bom.

Só para vocês terem uma ideia, olha só quem também aprovou o bolo da titia... o Artur, meu sobrinho, que quis comer sozinho aquela fatia de bolo. Claro que fez muita caca, inclusive derrubando bolo na vovó que estava segurando o bonitinho, mas ele literalmente lambeu os dedos! Rs... Sou coruja eu sei, mas ele é lindo né?!


Bom final de semana pra vocês!
Beijos,
Fla

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Do arco da velha...

Bom dia gente, tudo bem com vocês? Por aqui ainda está nublado e minha briga com o tempo continua, afinal, quem também faz a jornada da dona de casa, como eu, sabe que calor e sol colaboram e muito para se conseguir lavar e secar roupa e manter a casa limpinha. Ainda mais para mim, que moro em apartamento e não tenho a facilidade de ter um quintal para secar roupa. Já já faço varal na sala...rs.

Mas vamos lá. Hoje eu vou mostrar aqui pra vocês, mais um item da nossa "coleção de receitas". Claro que essa também saiu do baú de receitas da mamãe, e eu ainda não fotografei nem um terço das coisas, porque olha, a bichinha tem coisa pra chuchu.

Eu já falei dessa panela ou forma, neste post aqui. E me lembro bem de minha mãe preparando muitas delícias nesta forma que se não me falha a memória ela ainda tem na casa dela.

Você se lembra desta panela??? A marca eu sei que ainda existe, até porque esses dias reparei que minha panela de pressão é da marca Fulgor, então eles ainda devem produzir panelas e formas, mas acredito que esta especificamente, não existe mais no mercado para comprar, o que é uma pena.

E olha que legal, junto com a forma, você recebia esse folheto com receitas, claro que para se fazer utilizando a forma. Daqui, eu lembro muito bem da "pizza fingida" e da "batata com queijo", ai que delícia! Gostinho de infância para mim.


Muito legal né? E você já sabe, se quiser mostrar pra gente aqui sua coleção de receitas, envie um email para fla.artenacozinha@gmail.com que eu terei muito prazer em publicá-la.

Boa quinta pra vocês!
Beijos,
Fla

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Torta de legumes

Fiquei super feliz que vocês gostaram da ideia da festa italiana com massa show. E quanto ao trabalho, não dá tanto assim, e se você tiver a ajuda de mais uma pessoa para comandar as panelas fica fácil. Meu ajudante foi meu marido, e como éramos em 6 pessoas, ficou tranquilo. Acho que pra mais gente, fica legal sim, se cada um fizer o seu.

A Nana me perguntou sobre a louça, e minha mãe e minha irmã é que arrumaram tudinho pra mim...rs. Aliás, geralmente a gente faz assim, procuramos deixar a cozinha limpa da casa uma da outra. E isso também acontece quando nos reunimos com nossos amigos. A regra é sempre deixar a cozinha limpa...rs.

Aí você minha colega, você me pergunta, ok, a farra da festa italiana deve ter sido boa, e realmente foi, mas não sobrou ingrediente nenhum pra contar história? Sim, sobrou e bastante coisa! Mas o que fazer? Claro, que teve repeteco de macarrão pra mim e pro marido no dia seguinte, mas não dava pra ficar comendo macarrão, macarrão e macarrão a semana toda né?

Então, o jeito foi fazer um reaproveitamente total dos legumes, e montar uma big torta que teve de recheio os seguintes ingredientes: alho, cebola, brocólis, tomate cereja, fundos de alcachofra, ervilha, presunto, queijo, berinjela, alho poró, azeitona e tomate seco. Tudo misturadinho, temperado com azeite do bom, orégano e manjericão seco, sal e pimentinha.

Para a massa, em uma vasilha eu coloquei: 1 e 1/2 de leite, 1 xícara mal cheia de óleo, 1 col. sopa de fermento, 2 ovos grandes, uma pitada de sal, 1 fio de azeite, 10 col. sopa de farinho de trigo, 3 col. sopa de maizena. Bate bem com um fouet até obter uma massa lisa.

Unte uma forma com margarina e farinha de trigo, despeje metade da massa, coloque o recheio e complete com o restante da massa. Polvilhe muito queijo parmesão ralado por cima e leve ao forno médio/baixo por uns 40 minutos.

Garanto para vocês que ficou uma delícia!
=)

Reaproveitamento é tudo não é não?
Beijos,
Fla.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Massa show!

Se você mora aqui no Brasil, certamente já deve ter ouvido este termo certo? Agora se você não conhece eu te explico. Pense num restaurante onde você ao chegar, recebe um papel com opções de ingredientes. Você marca quais gostaria que fizesse parte do seu macarrão, escolhe também o tipo de molho (branco, rose, vermelho, 4 queijos), e o tipo da massa (espagheti, penne, rigatone, farfalle).

Aí então, o cozinheiro pega seu papelzinho, e prepara a sua massa de acordo com o seu gosto. A isto chamamos aqui no Brasil: massa show!

Alguns restaurantes no Brasil foram os pioneiros neste quesito, como a franquia Spoletto, presente em todo o Brasil. Hoje em dia a coisa é tão divulgada, por assim dizer, que temos aqui em Sorocaba, até churrascaria que contemplam este serviço.

E eis, que num dia de muita inspiração, fiz um convite para alguns familiares para irem jantar em casa. E foi então que tive a ideia de reproduzir uma noite italiana fazendo massa show! Aí, o primeiro passo foi enviar um convite a minha família, como vocês podem ver abaixo...


Ah sim, TUTU a título de informação sou eu...rs.

Pois bem, o segundo passo foi escolher ingredientes para que fizesse parte das opções dos convidados, e então, busquei na internet algumas informações e elaborei este papelzinho, que cada convidado recebeu para anotar o que gostaria que fizesse parte da sua massa.

Bom, agora veio a preparação. Cozinhe as opções de macarrão que quiser e deixe al dente. Passe em água gelada e regue com bastante azeite para não grudar. Reserve.

Separei em vários potinhos todos os ingredientes. Comecei preparando os molhos(usei 2 queijos: mussarela e gorgonzola e molho vermelho). Em seguida preparei aqueles legumes e outros ingredientes que necessitavam ser cozidos: (camarão passado no alho e óleo, berinjela refogada com azeite e cebola, brócolis cozido, alho fritinho, ervilhas frescas cozidas, etc). Por último, deixei aqueles outros ingredientes que só precisam ser picadinhos: (nozes, tomate seco, fundos de alcachofra, presunto, queijo, cebola, etc).

Arrumei todos os ingredientes depois de pronto em vasilhinhas, ramequins e o que achei em casa porque era coisa pra caramba...rs. Deixei de uma forma que ficasse fácil encontrar os ingredientes. Essa foto abaixo eu tirei no dia seguinte na verdade, porque na noite do jantar foi meio correria e acabei esquecendo de tirar a foto, mas acho que dá pra ter uma ideia. Na foto alguns ingredientes já haviam acabado, mas acho que vocês vão entender como eu arrumei as coisas.


Por último, depois que seus convidados marcarem suas opções, vá para a cozinha, munida de duas frigideiras (um eu pilotei e outra meu marido), e prepare colocando um pouquinho de cada coisa. Comece aquecendo azeite, frite o que for necessário fritar como alho poró e cebola, aqueça os demais ingredientes e coloque o molho (para cada prato cerca de 1/2 concha grande). Deixe levantar fervura e coloque o macarrão. Misture bem para que o macarrão incorpore na massa e sirva.



Não esqueça de deixar na mesa para seus convidados queijo parmesão ralado do maissss honesssto possível, e torradinhas feitas com azeite e orégano.

Infelizmente não tirei foto do macarrão no prato, mas minha irmã havia emprestado um jogo lindo de pratos de massa... e a boba aqui esqueceu de fotografar. Ficou um charme.

Aos convidados, sirva vinho ou a bebida que eles gostarem.

Dá trabalho? Até dá, mas que foi divertido e gostoso isso foi!

Se alguém tiver alguma dúvida é só me escrever!
Espero que tenham gostado!

Beijos,

Fla.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Leques de Berinjela

Oi gente, tudo bem com vocês?

Como foram de final de semana? O meu foi ótimo. Sábado meu avô fez 87 anos e fomos na casa da minha tia, onde ele mora, para comemorarmos. Ele tava todo feliz e eu também fiquei muito contente em estar com a família do lado da minha mãe. Nos vemos pouco, mas é legal quando nos reencontramos.

Bom, o tempo está ruim aqui pras bandas do interior de SP, e para ajudar além da pouca roupa que consegui lavar não ter secado, minha máquina de lavar roupas parou definitivamente, e agora mais um gasto que não estava nos nossos planos. Ai que ódio!

Mas vamos falar de comidinhas certo, como diria meu chefe: "Foca filha, foca", risos.

Dias atrás eu fiz esta receita que encontrei no Rainhas do Lar. Os famosos leques de berinjela da Faby, fizeram muito sucesso por lá e não me contive, tive que experimentar também. Minha irmã já havia feito e tinha comentado que tinha gostado também, então, lá fui eu para cozinha testar a receita.

Sou viciadona em berinjela, nunca comi algo com este ingrediente que não tivesse gostado. Adoro tudo: patê, antespastos, com molho, ao forno, a parmegiana, tudinho feito com berinjela fica bom. E obviamente estes leques não ficariam diferentes não é mesmo?

Fiz a receitinha do jeito que a Faby mandou, por isso, vou colocar o link da receita, é só clicar aqui. Vale super a pena, uma refeição leve, saudável e ultra saborosa. Com certeza farei de novo.


Olha como elas estavam antes de ir ao forno... fica lindo né? Depois de assado fica mais murchinho, mas delicioso. Acompanha um arroz frequinho e pronto, refeição completa, do jeitinho que a gente gosta né?!

Bom, eu desejo a vocês uma semana mega especial!

Um beijo a todos!
Fla