terça-feira, 28 de abril de 2009

Strogonoff de Soja


Post reeditado em 20/09/2018

Não, não deixe de ler este post!!!

Mesmo que você ache a ideia de comer algo com soja meio "argh", por favor, tente pelo menos ver a receita com bom olhos e veja como ficou apetitosa...isso não dá pra negar vá?! A minha ideia não é transformar ninguém em vegetariano, até porque eu mesma tô longe disso, o que eu gostaria é que as pessoas tentassem experimentar a soja e percebessem que não é tão difícil assim substituir a carne vermelha pelo menos alguns dias da semana.

Bom, mas vamos deixar de lero-lero e vamos ao que interessa...a receitinha.

Ingredientes:

- 1 pacote de soja 500 gr em pedaços

- 1 litro de água (+ ou -)
- 1/2 xícara chá de molho de soja
- suco de 1 limão

- 1 cebola grande picada
- 2 dentes de alho picados
- 250 ml de molho de tomate
- 1/4 xícara de conhaque
- 2 col. sopa de ketchup
- 1 col. sopa de mostarda
- 50 ml de água
- 200 g de creme de leite
- 100 g de cogumelos fatiados

Preparo:

- Separe a soja em dois recipientes não muito fundos. Em uma leiteira coloque cerca de 1 litro de água e o shoyo, deixe no fogo até levantar fervura. Misture o suco de limão;
- Em seguida cubra a soja com este caldo. Coloque um prato para que elas fiquem totalmente imersas. Deixe-as hidratando por cerca de 30 minutos;
- Passado esse tempo, escorra a soja e esprema com as mãos e reserve; 
- Em uma panela, frite no azeite a cebola e o alho. Some a soja e mexa bem;
- Refogue por uns 5 minutos para que pegue o sabor dos temperos;
- Coloque o conhaque mexa bem e deixe ferver por mais uns 5 minutos. (Você pode tentar flambar, mas como a soja absorve muito líquido ela é difícil conseguir);
- Adicione o molho de tomate e a água. Mexa bem e deixe ferver por uns 15 minutos em fogo baixo. Depois adicione o ketchup, a mostarda e mexa bem;
- Coloque o creme de leite, adicione os cogumelos, misture bem e deixe por uns 3 minutos. Passado este tempo, desligue o fogo e sirva.

Rendimento: serve até 4 pessoas
Tempo de preparo: 45 minutos
Grau de dificuldade: Médio

Pequena observação: não sei como escrever strogonoff... eu acho que deve ser assim, se alguém souber o certo e quiser deixar nos comentários eu agradeço.

Foto do post original de 29/04/2009

Beijos,
Fla

terça-feira, 21 de abril de 2009

Sushi de Pão

Quando eu vi esta receita no Rainhas não sosseguei enquanto não comprei os ingredientes para fazer. Eu, que não como peixe cru porque tenho aversão a tal iguaria, vi nesta receita uma oportunidade de poder comer um sushi, mesmo que falso, já que o que eu amo mesmo é raiz forte...hehe.

A idéia é fantástica e o sabor muito gostoso. Fui de um recheio mais básico com queijo brie, presunto, pepino e raiz forte (ou wassabi). Mas já pensei em outras opções com cogumelos, ementhal, gorgonzola, tomate seco, e até com aliche para quem gosta deve ficar bom.

A minha única dificuldade com o sushizinho foi passar o requeijão (eu não tinha cream cheese), e depois fazer grudar o gergelim no sushi (que eu também só encontrei o amarelo, não achei o preto). Primeiro eu tentei fazer esta etapa e depois cortar o sushi em rodelas. Nada feito, grudou gergelim em tudo e ficou horrível. Aí decidi que era melhor passar o requeijão no rolinho ainda inteiro e depois partir as rodelinhas. Aí sim deu certinho... mas mesmo assim, a pessoa aqui não conseguiu tal feito sem antes fazer muita meleca. Mas compensa. Depois que pega o jeito fica bem facinho de fazer.

A receita (como grande parte das que eu faço em festinhas...rs), veio do Rainhas. Mas vou colocar como eu fiz aqui ok? Para 30 sushis você irá precisar de:


Ingredientes:

- 6 fatias de pão de forma (eu já comprei daquele sem casca)
- 1/2 copo de requeijão
- 6 fatias de presunto
- 100 gr. de queijo brie
- 1 pepino japones sem casca
- raiz forte
- gergelim

Preparo:

- Afine as fatias de pão com um rolo de macarrão. Elas precisam ficar finas mas nem tanto senão elas quebram.
- Passe uma camada fina de requeijão nas fatias.
- Enrole as fatias de presunto, corte o pepino em 4 no sentido do comprimento e depois corte no tamanho das fatias de pão.
- Em cada fatia coloque o presunto, o pepino, um pedaço do queijo brie, e em cima do presunto passe a raiz forte (e essa vai de gosto).
- Enrole o sushi, tentando deixá-lo apertado.
- Passe requeijão por fora, uma camada bem fina, e aí role os rolinhos (ahn?!) pelo gergelim.
- Com cada fatia eu parti 5 sushis.
- Arrume em uma bandeja e sirva.

Você pode colocar as cumbuquinhas de shoyo também, comer com rashi, mas em casa a gente não fez isso não. Da próxima vez quero comprar uma barquinha japonesa pra ficar mais metido...rs.

Ah, só a título de informação, eu compre esses pratos coloridos que estão fazendo minha alegria no Extra, por 5 pila cada um. Não são fofuchos? Cada vez que eu for fazer compra quero trazer um diferente...hehehe.

É isso, olha fica super gostoso, vale a pena fazer e tenho certeza que vai surpreender os convidados da sua festinha.

Beijos,
Fla

domingo, 19 de abril de 2009

Quibebe

Esses dias atrás eu estava assistindo uma reportagem, que infelizmente eu não me lembro direito, mas acho que foi na "Domingo Espetacular" da Record, sobre abóboras, e fiquei espantada ao ficar sabendo de todas as suas propriedades nutritivas e também pelo fato de ela possuir poucas calorias, por ser composta em grande parte por água.

A abóbora possui alto teor de betacaroteno, vitaminas antioxidantes, vitamas do complexo B, possui uma grande quantidade de fibras, e pasmem, 100 gr de abóbora tem aproximadamente 40 cal.

Eu apesar de gostar muito de abóbora não costumo utilizá-la em muitos pratos, e naquela reportagem, eles mostraram a utilização dela em sopas, saladas, cremes e guarnições, além claro, do famoso camarão na moranga.

Aliás, a variedade de tipos de abóboras e abobrinhas é enorme, e na reportagem eles mostraram qual tipo é usado para cada prato. Eu ainda vou encontrar esta reportagem, procurei muito na internet e não encontrei.

Bom, o que rola aqui em casa sempre que eu vou a feira e compro pacotinhos já picados de abóbora é o Quibebe, que eu descobri na internet, é um prato de origem africana, e que tradicionalmente é feito com carne de sol ou charque. Porém eu não utilizo nenhum dos dois e fica bom também.

Vamos então a minha receita de Quibebe que é ridícula de tão fácil.

Ingredientes:

- 500 gr. de abóbora
- 5 dentes de alho
- 1 xícara de cheiro-verde
- 1/4 xícara de água
- 1 col. sopa de azeite
- Pimenta calabresa a gosto
- Sal a gosto

Preparo:

- Em uma panela de pressão coloque o azeite e doure um pouco os dentes de alho inteiros.
- Coloque a abóbora, a água, a pimenta e tempere com sal a gosto.
- Tampe a panela e deixe na pressão por aproximadamente 25 minutos.
- Retire a pressão e deixe apurar, até secar quase toda a água.
- Coloque o cheiro-verde e sirva.

Fácil né?

A partir de agora pretendo testar outras receitas, inclusive um nhoque que vi em outro site dias atrás. Já que é tão saudável não custa nada incorporar a nossa alimentação, porque saborosa ela é demais.

E você, em que pratos utiliza abóbora?

Beijos,
Fla.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

O pudim dos pudins

Se você já experimentou um pudim de leite condensado, com certeza vai achar que esta é uma receita como outra qualquer e que obviamente todo pudim de leite é gostoso.

Amiga(o), você está enganada(o)!

Nada é parecido com este pudim, que graças ao bom Deus, a Faby do Rainhas do Lar ensinou para todos aqueles que por lá fazem sua visitinha. E olha, ele é realmente o pudim... tipo sabe aquele cara que é "o cara", este é "o pudim" hehehe.


Você pode conferir a receita por aqui, então nem vou colocar os ingredientes novamente.

Ah, e o marido não quis bolo na festinha de sábado a noite, então fomos de pudim, afinal gosto é gosto e a festa era dele e eu só estava lá para transformar os desejos dele em realidade...rs.

E olha, façam que vocês não irão se arrepender. O único adendo que eu faço é que o meu pudim ficou quase 2 horas no forno, mas é porque eu sou medrosa e deixo sempre em fogo baixo.

Beijos,
Fla.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Barquinhas recheadas

Que me desculpem os chiques, mas eu adoro barquinhas!!! Já ouvi muita gente dizer que elas são bregas até o osso. Problema de quem acha não é vero? Eu acho delicioso e super prático de fazer.

Mas dessa vez, no aniversário do marido, eu resolvi rechear as barquinhas com uma pasta de tomate seco e ricota, para mudar um pouco e inovar no recheio (ou seria cobertura?). Parece que o quitute foi aprovado, pelo menos as visitas comeram tudin...rs.

Olha que fácil.


Ingredientes:

- 1 pacote de barquinhas (pensei agora que com aqueles canudinhos também deve ficar bom)
- 500 gr. de ricota fresca
- 1 xícara de tomate seco
- 2 col. do azeite do tomate seco
- 4 col. sopa de requeijão
- 1/2 xícara de manjericão fresco
- 1 dente de alho
- pimenta calabresa e sal a gosto

Preparo:

- Há dois modos de preparar a pastinha: colocando da ricota até o último ingrediente no processador, ou então picar bemmmm picadinho o tomate seco, amassar a ricota com o garfo e misturar os ingredientes.
- Recheie as barquinhas e decore com folhas de manjericão (que eu esperta esqueci de colocar).

Muito fácil não é mesmo? E quer saber, aqui em casa o petisco fez bonito...rs.
Pena que eu esqueci de decorar com as folhinhas, mas mesmo assim, ficou simpático.

Espero que gostem.
Beijos,
Fla

sábado, 11 de abril de 2009

Carne moída diferente

Tem gente que tem um preconceito danado com carne moída. Pra mim ela gera pratos diversos e com sabores bem variados.

Obviamente a carne deve ser de procedência boa (nada de comprar carne já moída no açougue, porque você não tem idéia do que eles colocam ali, e nem carne de bandeijinha em supermercado). Sempre peça ao açougueiro um bom pedaço de carne inteiro (patinho, coxão mole, paleta, etc), solicite que ele limpe a gordura extra e as peles que possam ter, e que passe duas vezes pela máquina de moer. Pronto, agora você sabe o que está levando para casa.

Essa receita é de alguma das duas avós, que eu não consigo me lembrar, e sempre fez sucesso na casa da minha mãe. É algo rápido, saboroso e só com um arroz branco e uma salada de tomate já e uma senhora refeição. Então, vamos a receita.


Ingredientes:

- 400 gr de carne moída
- 1 cebola grande picada
- 1 lata de milho verde escorrida
- 1 lata de creme de leite sem soro
- 1/2 xícara de cheiro-verde
- sal e pimenta a gosto

Preparo:

- Em uma panela coloque a carne moída e deixe que ela cozinhe em fogo baixo. Quando ela começar a secar a água, passe o garfo na carne para que ela fique bem soltinha. Adicione tempero pronto ou sal a gosto e a pimenta e deixe que ela comece a ficar corada.
- Adicione a cebola e tampe a panela, mexendo de vez em quando para não grudar.
- Depois da cebola frita, coloque o milho verde e o cheiro-verde.
- Com o fogo desligado, coloque o creme de leite sem soro, mexa bem e está pronto.

Ah fala a verdade, quer prato mais simples? E olha é super gostoso. No meu caso eu servi com algumas coisas que já estavam prontas também. Olha, esse prato também dá pra fazer com a carne de soja. Já fiz várias vezes e fica tão bom quanto. Eu garanto.


Beijos,
Fla.

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Bolo de banana com nozes

Aquela receitinha antiga do bolinho com café é tudo de bom não é mesmo? Eu pelo menos adoro!

E esse bolinho foi tirado deste livro da Dona Benta, que sem dúvida nenhuma foi um dos presentes de casamento que eu mais gostei. Não só pelo livro em si, mas pelas pessoas que me deram de presente: meus queridos amigos do BC. E eles ainda nos deram mais dois presentes que usamos muito aqui em casa. Mas o livro é meu xodó. E eu ainda terei uma parte o armário na cozinha para armazenar meus livros, ah eu vou viu.

Mas vamos a receita...


Ingredientes:

- 3 bananas nanicas maduras

- 1 e 1/3 de xícara chá de açúcar
- 100 gr de manteiga derretida
- 2 ovos
- 1 e 1/2 xícara chá de farinha de trigo peneirada
- 1 col. chá de bicarbonato de sódio
- 1 col. chá de fermento em pó
- 1 col. chá de essência de baunilha
- 1/2 xícara chá de nozes picadas (eu utilizei a mesma medida de passas brancas)
- 1 pitada de sal
- canela a gosto
- açúcar de confeiteiro

Preparo:

- Aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma com manteiga e enfarinhe. Em uma tigela amasse bem as bananas com o açúcar.
- Com a ajuda de um batedor, bata a mistura incorporando os ovos, a manteiga e a essência de baunilha.
- Em outro recipiente misture a farinha, o fermento, o sal e o bicarbonato. Adicione à mistura de bananas sem bater em excesso.
- Adicione as nozes (ou as passas). Despeje na forma e leve ao forno pré-aquecido por cerca de 50 minutos. Teste com um palito.
- Retire da forma e salpique o açúcar de confeiteiro e canela.

Bom, além de trocar as nozes pelas passas, eu pulei a útima etapa e misturei um tequinho de canela na massa do bolo mesmo. Ficou delicioso. Rende um bolo pequeno.

Beijos,
Boa Páscoa pra todo mundo.
Fla

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Pão ou bolo de manjericão?


Pra ela, dona da receita, é um pão. Pra mim é um bolo e vou explicar porque.

Para mim a graça de se fazer pão é o literalmente "colocar a mão na massa". É sovar, fazer aquela bolota com a massa, deixar crescer a bolinha no copo com água, e depois ver aquele pãozão lindo saindo do forno.

Então, por este pão ter uma consistência de massa de bolo, pelo menos eu, não consegui fazer crescê-lo antes de ir ao forno, e ele até deu uma abaixada depois saiu do mesmo.

Mas o fato é que sendo pão ou bolo, o resultado da receita é muito bom. O link da receita é este aqui. Minha única alteração foi substituir o gorgonzola que eu não tinha em casa por provolone.

E por minha conta, piquei tomates bem picadinhos e temperei com sal, pimenta calabresa e azeite. Coloquei por cima das fatias ainda quentinhas e mandamos ver, eu e marido.


Bom, enquanto a gripe não resolve sair de mim e eu me recupero do cansaço das festinhas do final de semana, vou colocando algumas receitinhas mais antigas que fiz.

Beijos,
Fla.

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Frango com curry

Eu estava numa vontade doida de comer curry, não aquela pasta utilizada em produtos indianos, mas só o pozinho mesmo, aquele amarelinho. Da última vez que fiz compra não resisti e comprei.

Pra mim curry assim tem gosto de fondue de carne, porque quando era criança, uma vizinha nossa fazia uma pasta com maionese e curry para comermos com o fondue. Nossa, cada vez que me lembro me dá água na boca.

Como eu estou tendo que enfrentar uma fase séria de restrições alimentares (não posso comer frituras, molhos industrializados, embutidos, queijos amarelos, qualquer coisa com cafeína, entre outras coisas), eu resolvi inventar uma receita e acabou ficando melhor do que eu esperava. Aliás vi hoje pela manhã que a Faby do Rainhas, fez um frango ao curry também, mas obviamente bem mais chiquetoso do que o meu, aquele é o curry indiano mesmo, a pastinha...risos.


Vamos lá.

Ingredientes:

- 800 grs de peito de frango cortado em cubos médios
- 1 cebola grande cortada em fatias bem finas
- 1 tomate grande sem semente fatiado bem fino
- 1 vidro pequeno de leite de coco
- 1/2 caixa de creme de leite
- 1 col. sopa de azeite
- 1 1/2 col. chá de curry em pó
- pimenta calabresa e pimenta biquinho
- 1 limão
- sal ou tempero pronto a gosto

Preparo:

- Tempere o frango já cortado em cubos com o limão, tempero e pimenta calabresa (aí a quantidade é a gosto do freguês).

- Em uma panela coloque o azeite, deixe aquecer e coloque o frango. Tampe para que ele cozinhe no próprio caldo. Depois de bem cozido, destampe a panela e deixe corar até que fique moreninho.

- Coloque a cebola e deixe fritar até que ela também escureça um pouquinho. Aí coloque a pimenta biquinho (usei sem semente), o tomate e deixe refogar rapidamente.

- Adicione o curry e mexa bem. Em seguida o leite de coco e o creme de leite. Deixe levantar fervura e prontinho.

Olha, ainda não matei minha vontade daquele molhinho de curry para comer com o fondue, mas que esse franguinho ficou muito bom, ficou sim. Marido, eu e Wilma (que estava em casa hoje dando aquele trato no apê) gostamos muito.

Ah, sorry pela foto. Foi tirada com o celular porque obviamente quando a gente precisa da máquina ela sempre está descarregada...sacolinha.

Beijos,
Fla.