terça-feira, 30 de junho de 2009

Pão de orégano


Eu amo fazer pães. Só que a minha cozinha do apartamento é pequena e eu não tenho uma mesa onde seja possível sovar as massas da maneira que gosto, por isso, fica super complicado usar a pia para fazer isto. Tenho que lavar, enxugar, passar álcool, e nem pensar em abrir a torneira porque espirra água na massa. Então, ultimamente eu nem tenho feito mais pão.

Já pensei em comprar uma máquina de pão, mas confesso que a parte de abrir a massa e enrolar os pães, que é meu maior problema, ela não vai resolver, então por enquanto tá fora de cogitação.

Já fiz esses pãezinhos para levar pra faculdade, faço há vários anos em casa, já levei no meu antigo trabalho e foi através dela que eu conheci meus amigos do BC. Sim, porque foi com um comentário do tipo "Bom pessoal, vou saindo do blog porque preciso terminar meus pães", que eu fiz várias amizades...rs... o que um pão não é capaz de fazer na vida da gente né?! Rs...

Além de fácil, eu posso fazer a massa dentro de uma vasilha e depois enrolar na mão, então essa receita é perfeita para pessoas com pouco espaço na cozinha.

Ingredientes:

- 2 tabletes de fermento biológico
- 3/4 xícara de leite morno
- 3/4 xícara chá de óleo
- 1 ovo batido
- 1 cebola média ralada
- 1 col. sopa de orégano
- 1 col. sopa de açúcar
- 1 col. sopa de sal
- +/- 350 gr. de farinha de trigo

Preparo:

- Dissolva o fermento no açúcar.
- Coloque o óleo, o leite e o ovo. Misture bem.
- Adicione a cebola, o sal e orégano.
- Vá acrescentando a farinha e misturando com a ajuda de um fouet ou batedor, quando a massa começar a engrossar, sove com as mãos até que ela desgrude das mãos. Não precisa sovar muito.
- Deixe crescer por 1 hora em lugar aquecido e coberto por um guardanapo.
- Modele os pães e recheie com o que desejar. Passe uma gema por cima dos pães e deixe crescer por mais 20 minuos.
- Leve ao forno pré-aquecido até que eles fiquem corados. O rendimento é de aproximadamente 20 pães.

Gente, opções de recheio mil: presunto e queijo, queijo com tomate, ricota com requeijão e azeitonas pretas, frango com catupiry, cheddar com presunto... tudo vai muito bem, eu garanto.

Espero que vocês aproveitem esta receitinha, ela é super gostosa.

Queria aproveitar e agradecer a todos pelos comentários no post de ontem e os emails que recebi também. É bom poder desabafar e é muito bom receber o carinho de vocês. Obrigada de coração.

Ah e uma última coisa...não percam, ainda nesta semana vocês terão uma surpresa! Aguardem!

Beijos,
Fla.

sábado, 27 de junho de 2009

Sopa de lentilha


O frio chegou mesmo. Pelo menos por estas bandas de cá e pelas bandas lá do Sul e de SC, conforme informações meteorológicas das minhas amigas Lu e Lila respectivamente.

E não tem jeito né, edredon + sopa + vinho = tudo que a gente quer no inverno. No meu caso, ainda não estou podendo com o vinho, mas de qualquer forma as duas primeiras já estão de bom tamanho. E por isso eu estou fazendo sopa quase todas as noitas, até porque um caldinho sem muita gordura pode até ajudar a emagrecer não é mesmo?

Dias atrás fomos de sopa de lentilha, que está entre uma das minhas favoritas. E desse jeitinho que faço fica bem mais simples e é super gostoso, eu garanto.

Vamos lá, numa panela de pressão frite 4 linguiças josefina cortadas em rodelas ou em pedaços. Quando ela começar a corar, junte 4 dentes de alho inteiros e deixe dar uma coradinha por fora. Em seguida coloque 250 gr. de lentilha e mexa bem.

Adicione 1 folha de louro, 1 caldo de legumes, sal e pimenta a gosto e coloque água na panela uns 3 dedos acima das lentilhas. Tampe bem a panela, e deixe na pressão por cerca de 15 minutos. Retire a pressão, abra a panela, mexa bem, procure neste momento esmagar os dentes de alho, e verifique se já está cozido, caso necessite acrescente mais um pouco de água quente. Se não estiver cozido a seu gosto, volte por mais 5 ou 10 minutos na pressão. Sirva com um fio de azeite e pãozinho fresco cortadinho.

Aiiiiiiiiiiii isso é bom!
Gente, hoje eu tenho uma festa junina e a cozinha me espera porque fui intimada a levar 2 cuscuz na festa. Né Camila? Né Thaís? Então, lá vamos nós.

Super final de semana pra vocês.
Beijos
Fla

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Marido na Cozinha - Strogonoff de carne


Tá vendo esse prato lindo aqui em cima? Pois é, foi meu marido quem fez. Graças a Deus eu tenho a sorte de ter um marido que cozinha muito bem e que vira e mexe prepara coisas gostosas pra gente comer.

Aliás, eu tava pensando nisso, como seria bom se todo marido ajudasse sua mulher em casa né? Tenho ouvido exemplos super bacanas como o da Cláudia, que mora nos EUA e que nos disse que na casa dela todos ajudam, marido e filhos. Não sei porque tem homem que acha que está ferindo sua masculinidade se entrar na cozinha pra lavar um prato, ou se colocar uma roupa pra bater.

Aloooouuuu??? Tempo das cavernas já era hein homarada?!!! Hoje em dia é obrigação a mulher tem que ser boa profissional, boa mãe, boa esposa... mas calma lá né cara pálida?! A gente também tem que ter ajuda em casa, porque a responsabilidade não é só nossa. E isso vale também para as mulheres que são donas de casa, porque não há trabalho mais cansativo, e deveria ser obrigação, aliás nem é questão de obrigação é bom senso mesmo.

Bom, mas vamos falar da receita. Ela é basicamente igual a esta aqui do Strogonoff de carne de soja, com a diferença que esta é com carne de vaca, portanto ignore o primeiro item do modo de preparo, e os ingredientes que nele aparecem. Neste o marido utilizou 700 gr aproximadamente de mignon picado em cubos. Fica delicioso eu garanto! E qualquer dúvida é só deixar nos comentários ou mandar por email que eu respondo.

Mudando de assunto de novooooo...rs... A fofa da Lidiane do Bicha Fêmea, me presenteou com este selinho e foi lindo! Obrigada pelo que escreveu Lidi, a recíproca como eu te disse é totalmente verdadeira. Adoro teu blog e gosto muito de você queridona. Obrigada tá.


Como não há regras, eu vou repassar este selinho para uma pessoa que gosto muito e que tem um blog que é uma delícia. Mari, do Entre Agulhas e Panelas, este selinho é para você querida, que traz sempre receitas deliciosas e tem um jeitinho todo meigo de escrever e contar suas histórias. Com certeza você é uma das minhas inspirações bloguísticas...rs. Gosto muito do teu blog e de você!

É isso gente.

Ah, uma parte da surpresa que falei já está pronta... hummm, o que será hein?! Aguardem!!!!!!!!

Beijos,
Fla

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Bolo de milho


Esse ano não fui nas festas juninas da cidade. Final de semana é tão curto e meu marido trabalha até tarde de dia de semana, então acabou que não fomos em nenhuma infelizmente.

Mas eu adoro esse clima de festa junina. Quero muito ter minha casa, com um quintal grande, e poder fazer minha própria festa junina com meus amigos, com direito a fogueira, bandeirolas, pescaria e tudo que um São João tem direito.

Lembro tão bem das festas juninas da escola onde eu estudava quando era criança. A quadrilha, as gincanas, as barraquinhas... era tão gostoso. Os ensaios da quadrilha eram sempre tão divertidos, e claro, uma ótimo oportunidade de você ser o parzinho daquele menino lindo que você era apaixonada...rs. Ô tempinho bom!

Mas eu e meu marido tivemos nosso próprio São João, a base de bolo de milho, receita da Fer, a irmã sabida. O bolo é ultra fácil de fazer e fica com um aspecto bem parecido com o de fubá cremoso sabe?! Delicioso. Vale a pena fazer.

Ingredientes:

- 1 lata de milho verde escorrida
- 3 ovos inteiros
- 1 copo de fubá
- 2 copos de açúcar
- 1/2 copo de óleo
- 2 copos de leite
- 1 col. sopa de margarina
- 1 col. sopa de maizena
- 1 col. sopa de fermento

*Usar como medida o copo de requeijão ou equivalente

Preparo:

- Bater todos os ingredientes no liquidificador, menos o fermento, que deve ser colocado por último e envolvido com a ajuda de uma colher.
- Unte uma assadeira e enfarinhe, e despeje a mistura.
- Asse em forno 200º. O tempo do bolo varia muito. O ponto ideal é quando ele estiver dourado por cima.

A consistência da massa é quase que de uma pamonha, então não se assuste que ele vai virar um bolo. E a dica da minha irmã para saber se o bolo está pronto é dar uma balançadinha no forno, se o bolo não balançar mole então tá bom. Porque não tem como fazer teste do palito uma vez que o interior do bolo fica cremoso.

Facinho né?! Espero que vocês gostem da receita.

Ahhhh e aguardem, porque daqui alguns dias, o Arte na Cozinha terá uma novidade para os visitantes!

Beijos,
Fla.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Ades Shake de Morango

Eu juro pra vocês, queria muito conseguir gostar de leite de soja, mas olha, não vai! Não desce, me dá uma coisa ruim quando estou bebendo, então definitivamente o único modo que a soja não fica minha amiga é nesse trem desse leite.

Há algum tempo atrás estava com uma amiga no supermercado, e ela ficava falando o tempo todo: "Nossa preciso levar meu Ades, mas o de shake de morango". Acho que ela deve ter repetido isso umas 10 vezes, até encontrarmos o corredor onde ficam as caixinhas de leite em geral.

Para desespero e decepção dela, não havia o sabor que ela queria, e ela ficou bem desapontada e disse: "Ah é tão bom, que sempre tá esgotado". Pensei comigo "puxa, deve ser bom mesmo". E fiquei mais interessada ainda quando ela me disse ter sabor do antigo "nesquick de morango" que eu adorava quando criança.

Lá fui eu tentar achar o dito do Ades para provar, porque talvez fosse minha última tentativa de gostar do leite do soja.

E foi a última, porque meu Deus, o trem é horrívelllllllllllll! Se você que está lendo o blog gostou, parabéns colega! Rs... nem meu marido que bebe todos os sabores conseguiu tomar aquele, e olha que pra ele não gostar de alguma coisa é porque tem que ser ruim mesmo...rs. (ele não vai gostar dessa parte...kkkk).

Entonces, resultado final: Eu não gostei do Ades Shake de Morango. Mas se você gosta de algum outro sabor, ou sabe de uma marca com sabor melhor para que eu possa tentar mais uma vez, deixa nos comentários tá?!

Beijos,
Fla

terça-feira, 23 de junho de 2009

Macarrão Pizza


Um belo dia eu estava na minha irmã e ela me apresentou esta receita que é muito fácil e deliciosa: macarrão pizza.

O bom é que você pode inventar mil opções. Já fiquei pensando em uma opção com frango e catupiry também que deve ficar delícia.

Como esta versão minha irmã me passou os ingredientes eu resolvi reproduzi-lá com medidas para poder passar direitinho pra vocês.

Ingredientes:

- 1/2 pacote de macarrão parafurso ou qualquer massa curta
- 150 gr. de presunto em cubos
- 150 gr. de mussarela em cubos
- 1 lata de creme de leite sem soro (ou 2 xícaras de molho branco)
- 1 tomate sem semente picado em cubos
- 1/2 cebola picada em cubos
- 1 col. sopa de orégano
- 2 col. sopa de azeite
- cheiro-verde a gosto
- sal e pimenta a gosto

Preparo:

- Pique os ingredientes: presunto, mussarela, tomate, cebola e junte em uma vasilha com o creme de leite, o orégano, o azeite, o sal e a pimenta. Mexa tudo e reserve.
- Cozinhe o macarrão al dente, e deixe escorrer. Imediatamente junte o macarrão a mistura reservada e mexa bem.
- Coloque em uma vasilha, polvilhe o cheiro-verde e está pronto pra servir.

O calor do macarrão derrete um pouquinho o queijo, mas caso você queira mais quentinho, é só deixar uns 25 segundos no microondas para terminar de derreter o queijo. Você ainda pode se quiser, colocar uma lata de ervilha ou milho, fica muito bom também.

Simples, fácil, gostoso, baratinho e ótimo para aqueles dias em que a geladeira e a dispensa já estão ficando num vazio só. Sabe final de mês? Então...rs.

Sabida essa minha irmã viu.

Beijos
Fla

segunda-feira, 22 de junho de 2009

O trivial...


Porque tem dias que o que a gente quer é o básico do básico: arroz, feijão, bife, batata frita e saladinha. Num domingo desses lá em casa foi o que almoçamos.

Tem coisa melhor?

Boa semana pra todos nós!

Beijos
Fla

domingo, 21 de junho de 2009

Sopa de legumes x enxaqueca

-- mode revolta on --


Quinta-feira eu abusei, comi comida árabe quase 23:00 hrs. Sexta de manhã, eu abusei, comi pão com mortadela. Resultado: minha primeira crise de enxaqueca depois de 5 meses fazendo tratamento contra a mesma.

Ok, ok, eu mereço e sabia do risco que estava correndo. Eu me odeio cada vez que eu faço isso, porque eu sou bem (i)responsável pelos meus atos gastronômicos, mas eu fico mais p*** da vida quando ficam me perturbando com isso. Ahhhh que sacola.

Eu fiquei bem mal na sexta, porque passei o dia explodindo de dor de cabeça, e sábado fiquei pior ainda, aí resolvi eu mesma fazer um dengo pra mim. Fiz uma sopa bem quentinha, bem gostosinha, e comi pra ficar boazinha. Humpf! No sábado o marido fez outra sopa pra mim, que por sinal ficou bem melhor que a minha...cof cof.

Nessa da foto tem 2 batatas, 1 cenoura, 2 tomates sem semente, 1 chuchu, todos cortados em quadradinhos, 1 caldo de legumes, pedaços de carne (eu sempre pego alguns bifes que compro, corto em quadradinhos e congelo para fazer sopa) e 1 xícara de ervilhas frescas. É só fritar a carne, colocar o tempero pronto ou sal, adicionar o caldo de legumes, os legumes, colocar água até cobrir e deixar na pressão até tudo ficar bem cozidinho. Junte 1 xícara de macarrão para sopa, cozinhe em fogo baixo e corrijir o sal. Depois de pronto é só polvilhar queijo ralado, colocar numa cumbuca, se enrolar num edredon e pronto.

Humpf! Da próxima vez num conto pra ninguém que eu fiquei mal. E tenho dito!
;)

-- mode revolta off --

Já falei que eu sou um docinho né? Só não sou um docinho com canela porque CANELA, EU SEIIIII, ME DÁ ENXAQUECA. hehehehehe.

Beijos
Fla

sábado, 20 de junho de 2009

Falso Yakissoba


Eu tenho que confessar que legumes e verduras frescas em casa são meio raros, porque durante a semana eu não tenho muito tempo de ir comprá-los como gostaria de fazer. Por isso muitas vezes eu preciso congelar os legumes para que eu possa tê-los sempre a mão.

Na feira que eu as vezes frequento aos domingos, costumo comprar de uma feirante, pacotinhos de legumes já picados que me auxiliam muito na cozinha, e que contém a medida certa para duas pessoas. É só chegar, congelar e pronto. Eles já vem lavadinhos o que é ótimo.

Existem várias opções: seleta de legumes, mix de brocólis e couve-flor, cenoura e beterraba, abobrinha, mix para sopas e o pacote especial para yakissoba.

E aí, fica fácil quando você precisa fazer uma refeição rápida e saudável. Com certeza na sua cidade tem uma feira e aí você também irá encontrar. Caso não encontre você pode usar os vegetais frescos que obviamente serial o ideal: brócolis, salsão, cenoura, couve-flor e cogumelos. E aí é só fazer como a receita abaixo.

Ingredientes:

- 1 pacote de legumes para yakissoba
- 250 gr. de macarrão (você pode comprar o próprio pra yakissoba, ou usar espaghete como eu fiz).
- 2 col. sopa de shoyo
- 1/4 xícara de shoyo
- 3/4 xícara de água
- 1 col. chá de maizena
- 1 col. sobremesa de óleo de gergelim (opcional, pode usar azeite)
- 2 filés de frangos grossos picados em cubos (você pode colocar carne vermelha em tiras também)
- 1 vidro pequeno de cogumelos fatiados

Preparo:

- Corte o frango e tempere com limão e sal. Deixe descansar por alguns minutos.
- Cozinhe o macarrão al dente e reserve.
- Aqueça em uma wok (no meu caso este é um tacho utilizado para fritura, mas você pode fazer em qualquer panela grande ok?) o óleo de gergelim, e coloque o frango.
- Adicione as 2 col. de shoyo e deixe cozinhar e depois fritar.
- Quando estiver bem fritinho o frango, acrescente o pacote de legumes para yakissoba ainda congelado. Vá mexendo para que se solte e deixe cozinhando os legumes.
- Em uma xícara coloque 1/4 de shoyo e mais 3/4 de água. Adicione a esta mistura a maizena e mexa bem para dissolver. Junte este caldo a panela quando os legumes estiverem quase al dente. Mexa e deixe em fogo baixo para engrossar o caldo. Adicione neste momento os cogumelos.
- Junte então o macarrão a panela e mexa bem. Corrija o sal antes de servir.


Fácil né. Gente, o yakissoba original é diferente, o macarrão é frito antes de ir a panela com os outros ingredientes e vai mais coisa, por isto eu chamei a receita de "falso yakissoba". Mas o sabor é tão gostoso quanto, eu garanto.

Bom final de semana.
Beijos,
Fla

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Linguiças agridoces


Sabe quando você faz uma receita acreditando muito no seu sucesso, porque depois de tantos comentários positivos você pensa: "Uau, isso não tem como ficar ruim", e aí você serve, todo mundo diz que está gostoso, mas acaba sobrando, o que obviamente é sinal de que o trem é no mínimo: estranho.

Foi isso que aconteceu com esta receita de "Linguiças no mel" que eu peguei daqui do Rainhas do Lar. Bom, já que tinha tanta gente falando bem da dita cuja, eu achei que seria uma ótima pedida para o aniversário do marido lááááá atrás.

Mas gente, ô coisinha esquisita. Sei lá, uma mistura que para o meu paladar ficou muito "diferente". Não sei, não gostei e pronto. É forte o gosto do mel, da bebida...afff, sei lá, muito estranho.

Masssss, caso você, colega corajosa, queira se aventurar, se joga! Mas não esqueça de voltar aqui e contar se você gostou ou se concorda comigo me fazendo acreditar que eu não sou um ET no mundo da gastronomia.

Beijos,
Fla.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Bolinho de Risoto


Eu coloquei semana passada, uma receita de risoto de alho poró super fácil de fazer e sabe o que aconteceu no dia que eu fiz esse risoto? Sobrou. E se você não sabe colega, não há quem coma um risoto requentado.

Aí obviamente surge aquele dilemão: comer ou não comer? E eis que eu fiquei pensando em como utilizar aquele restinho de risoto e tive uma idéia muito boa e que talvez você que esteja lendo este blog também já tenha tido: BOLINHOS DE RISOTO.

Isso mesmo, sem medida, tudo a olho, coloque o risoto que sobrou numa vasilha, solte com um garfo, coloque 1 ovo grande ou 2 pequenos, um tequinho de leite (conhece essa medida? tequinho? Rs), um bocadinho de pimenta calabresa, umas 3 colheres de farinha de trigo, rala uma cenourinha pequena, joga um cheiro-verde, corrije o sal, mexe bem até ficar com consistência de bolinho, aí molda em duas colheres, frita em óleo quente, e se delicie!

Ai, eu fiquei tão emocionada com o meu bolinho delícia que de novo tirei uma foto péssima. Aliás, descobri o que acontece, a iluminação aqui em casa é terrível. Preciso providenciar umas lâmpadas mais potentes!

Então já sabe né colega?! Sobrou arroz ou risoto, bolinho neles! Minha mente borbulha um bolinho de arroz de forno agora...hohohoho.

Beijos,
Fla

Bolo Nega Maluca


Eu tenho uma amiga muito da querida, que mora lá pras bandas de Criciúma/SC. Apesar de não nos conhecermos pessoalmente ainda, ela não deixa de ser uma amigona com quem eu aprendo muita coisa, e talvez nunca tenha dito isso a ela, mas ela me ensina um bocado de coisa sobre a vida.

Meu marido a conheceu da outra vez que ela esteve em SP, e desta última infelizmente eu não pude ir até SP, mas na próxima vez eu vou e ainda faço questão de trazê-la para conhecer a minha Sorocaba. Ou então a gente se desbanca até Criciúma pra conhecer a Lila e toda a família fofa dela.

E esta receita é dela, que sempre vive deixando nós do BC com água na boca, de tantas delícias que sabemos que ela faz. Eu fiz o bolo, aprovei, marido e meus colegas de trabalho também, e olha, logo logo vai rolar repeteco. E eu espero que vocês também gostem.

Ingredientes:

- 1 xícara de chocolate em pó
- 1 xícara de açúcar
- 1 xícara de leite
- 2 xícaras de farinha de trigo
- 5 ovos (separados)
- 1 col. sopa de fermento em pó

(Calda)

- 1 1/2 xícara de açúcar
- 1 xícara de chocolate em pó
- 1 col. sopa de margarina
- 5 col. sopa de leite

Preparo:

- Na batedeira bata as claras em neve, a depois acrescente as gemas uma a uma.
- Depois coloque o açúcar aos poucos, e o leite.
- Acrescente a farinha e o chocolate (eu indico misturar estes dois com a batedeira desligada para não perder o volume da massa).
- Por último, com a batedeira desligada coloque o fermento e misture bem.
- Asse em forma untada e enfarinhada em forno pré-aquecido por mais ou menos 30 minutos.

(Calda)

- Leve os ingredientes ao fogo até levantar fervura, mexa por 2 minutos, desligue e aplique sobre o bolo ainda quente.

Dica da Lila:
"Eu coloco 1 colheirinha (café) de cravo em pó, e no leite coloco 1 dedo de café preto"

Eu também coloquei o café e ficou sensacional, agora o cravo em pó eu nem sabia que existia...kkkkk.

Lila, love you! Obrigada pela receita.

Espero que gostem, vale muito a pena viu.
Beijos
Fla

terça-feira, 16 de junho de 2009

Macarrão com berinjela


E não é que ontem eu fui dormir as 21:00 e só acordei hoje as 07:00? Não vi note, não vi cozinha, não vi nada, tomei um banho, marid já tinha feito um lanchinho pra gente comer, eu jantei, encostei no sofá da sala de tv e pumba, dormi que nem pedra. Lembro que fui pra cama, e depois disso, lembro só do meu despertador fazendo "cuco" na minha cabeça. É o frio...rs...

Mas vamos lá, essa receita de macarrão é daquelas que surpreendem pelo sabor, podendo ser servida até para visitas, e que não deixa de ser prática e rápida de ser preparada. E também é uma ótima pedida para quem ou está comendo pouca carne (meu caso por exemplo), ou então não come nenhuma.

Ingredientes:

- 250 gr. de macarrão de sua preferência
- 1 caixa pequena de extrato de tomate
- 1 e 1/2 caixa do extrato de água
- 3 tomates maduros em cubos
- 1 cebola em cubos
- 1 dente de alho fatiado
- 1 berinjela média cortada em cubos
- 1/2 pimentão vermelho em cubos
- 1 col. azeite de oliva
- 1 pimenta biquinho s/ semente
- sal a gosto
- 1 col. chá de manjericão seco

Preparo:

- Cozinhe o macarrão em bastante água, com um fio de óleo e sal. Reserve
- Em uma panela aqueça o azeite, frite a cebola, o alho até começar a ficar dourado.
- Coloque a berinjela, os tomates, o pimentão, a pimenta, e deixe apurar bem, até que a berinjela fique cozida.
- Adicione o extrato, a água, o sal e o manjericão e deixe ferver em fogo baixo por alguns minutos para que o molho cozinhe.
- Depois de pronto misture o molho ao macarrão, e polvilhe um bom parmesão ralado por cima.

Eu amo berinjela de qualquer modo: em molho, assada, recheada, salada, antepasto... Jesus... me dá uma berinjela e eu faço meu banquete...rs.

Espero que gostem.
Beijos,
Fla

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Feliz dia dos namorados


FELIZ DIA DOS NAMORADOS!!!


"Românticos são poucos
Românticos são loucos
Desvairados
Que querem ser o outro
Que pensam que o outro
É o paraíso...

Românticos são lindos
Românticos são limpos
E pirados
Que choram com baladas
Que amam sem vergonha
E sem juízo...

São tipos populares
Que vivem pelos bares
E mesmo certos
Vão pedir perdão
Que passam a noite em claro
Conhecem o gosto raro
De amar sem medo
De outra desilusão...

Romântico
É uma espécie em extinção!
Romântico
É uma espécie em extinção!

Românticos são poucos
Românticos são loucos
Desvairados
Que querem ser o outro
Que pensam que o outro
É o paraíso...

Românticos são lindos
Românticos são limpos
E pirados
Que choram com baladas
Que amam sem vergonha
E sem juízo...

São tipos populares
Que vivem pelos bares
E mesmo certos
Vão pedir perdão
Que passam a noite em claro
Conhecem o gosto raro
De amar sem medo
De outra desilusão...

Romântico
É uma espécie em extinção!
Romântico
É uma espécie em extinção!

Românticos são poucos
Românticos são loucos
Como eu!

Românticos são loucos
Românticos são poucos
Como eu! Como nós!"

Românticos - Vander Lee

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Dica de um jantar baratinho


Bom, aqui no blog você pode encontrar algumas opções para o cardápio do dia dos namorados, mas vou colocar aqui essa outra opção para quem está com um orçamento baixo e quer fazer algo gostoso e diferente.

Claro que você pode incrementar na salada, eu no dia, não tinha nada, só os rabanetes da foto, mas você pode ficar à vontade e se jogar no que tiver a mão em casa, afinal a idéia é não gastar né?!

Risoto de alho poró (que pode ser substituído por palmito, cogumelos, camarão, etc...)

- 1 e 1/2 xícara de arroz comum (você pode até utilizar o arbóreo caso tenha em casa)
- 1/2 xícara de vinho branco
- 1 col. sopa de margarina
- 2 talos de alho poró fatiados
- 3 xícaras de água
- 2 caldos de legumes
- 1 vidro pequeno de champignon
- 1 col. sopa de requeijão
- 1/2 caixinha de creme de leite
- sal a gosto

Preparo do risoto

- Em uma panela, aqueça a água com os caldos de legumes, deixe ferver e reserve.
- Em outra panela, coloque a margarina e frite o alho poró até ele ficar transparente. Em seguida coloque o arroz e mexa bem.
- Junte o vinho branco e deixe evaporar o alcóol e restar apenas 1 colher de sopa de caldo.
- Agora, coloque uma concha de caldo, mexa bem, espere quase secar, adicione mais caldo, vá mexendo sempre, até que o grão de arroz fique al dente.
- Quando estiver no ponto o arroz, espere secar o caldo restante, adicione o requeijão, o champignon, o creme de leite. Acerte o sal e sirva no mesmo momento.

Peixe no papelote

- 4 filés de merluza ou pescada (você pode utiizar qualquer peixe também)
- suco de 1 limão
- 1 col. sopa de sal grosso
- 1 col. sopa de margarina
- 1 col. sopa de ervas (manjericão seco, alecrim seco)

Preparo do peixe

- Tempere os filés de peixe com o limão e deixe reservado por uns 15 minutos.
- Corte 4 pedaços de papel alumínio. No centro de cada pedaço coloque o peixe, jogue um pouquinho de sal grosso por cima, coloque um pouco das ervas e uns pequenos pedacinhos de margarina.
- Feche os papelotes de alumínio, deixando eles altos, para que o ar circule bem lá dentro e cozinhe os filés.
- Coloque os peixes em uma assadeira e leve para assar por 20 minutos em forno baixo.

Ah vá, tem coisa mais fácil?! Não tem desculpa para não fazer um jantarzinho legal amanhã hein?!

E você deve estar se perguntando e a sobremesa?

Hummmm, eu vi uma idéia show na televisão. Derreta uma barra de chocolate de 300 grs. Coloque 1/2 caixa de creme de leite e misture bem. Agora coloque o creminho em um potinho bem legal, compre 2 pincéis e bom... solte a imaginação né bonita?! Essa receitinha quem deu foi o Chef Curtis do programa Chef a domicílio.

Depois eu vou postar os pratinhos que vou fazer amanhã.

Beijos,
Fla

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Macarrão ao molho pesto


Como disse no post anterior, ficou faltando o prato principal do meu jantar de comemoração em casa. Eis que o que poderia ser não é mesmo? Massa, claro! Afinal, acho que não existe nem na Itália uma casa em que se coma mais macarrão do que na minha...risos.

E pra ser chique sem dar trabalho, fui de molho pesto, que é o tipo de prato que eu amo: rápido, fácil e delicioso. E até hoje só conheci duas pessoas que não gostam deste molho: minha irmã e o marido dela. Não entendo como, mas tudo bem, like is like...rs.

Existem vááárias receitas de molho pesto por aí, mas todas elas partem do mesmo princípio: azeite de excelente qualidade e manjericão. As medidas para quem está começando e não quer errar são estas (da minha receita tá): 1/2 xícara de azeite de oliva extra virgem, 1 maço de manjericão (só as folhas) bem lavadinho, umas 8 nozes, 1 dente de alho cru, 1/2 xícara de parmesão (do bom hein, não vá me colocar queijo de pacotinho pelamorrrrr!) ralado, sal a gosto. Bata num liquidificador ou num mixer e tá pronto.

Aí vem o trucão. O rendimento deste molho é para 1/2 pacote ou seja 250 gr. de macarrão. E para que ele não fique tão grudento, eu costumo usar 1 concha da água do cozimento para misturar com o molho e o macarrão, ajuda a misturar melhor e ele fica mais cremosinho. E depois que estiver no prato, abuse de mais parmesão sem medo de ser feliz... e ele fica assim, lindo e verde!

Uma boa pedida para o dia dos namorados hein?!

Aliás, você já definiu seu cardápio para este dia? E óh, nada de desculpas do tipo: "Tô sem grana", "Ah, depois de anos de casado não tem graça", "E com quem vou deixar os filhos?", "Xiii, tô velha pra essas coisas"... acorda meu povo!!!

Vai lá bonita! Coragem! Arruma a casa, compre flores ou coloque as que você tem pela casa, compre umas velinhas e deixe no quarto e na sala; se puder gastar, compre uma luz negra e troque pela do quarto...uau hein; faça o jantar das crianças mais cedo e mande elas dormirem logo, ou então deixa com uma prima ou tia solteira (ou dê umas gotas de novalgina...kkkk); tome aqueeeeeele banho com óleos e o que você tiver direito; faça uma comidinha especial pra vocês, nem que seja simples; arrume a mesa bem bonita; deixe bilhetes pela casa pro maridão; e se você namora e ainda tá na casa dos pais, reserve um restaurante bem gostoso e inventa aí uma mentirinha pra poder curtir melhor a noite ahn ahn ahn?!

O que vale é comemorarmos o que há de mais importante no mundo: o amor!

Vou ali curtir meu feriado prolongado, mas apareço por aqui claro.
Amanhã vou colocar algumas sugestões simples de cardápio para o dia dos namorados.

Beijos.
Fla

terça-feira, 9 de junho de 2009

Salada ao molho de mostarda

A torta de banana do post anterior, foi o final na verdade de um cardápio feito especialmente para um jantar de comemoração aqui em casa. Queria muito agradar o maridão e consegui. Até porque graças a Deus ele não tem frescura e sempre tá feliz com o que eu faço...bonitinho ele...hehe.

Eu fui bem tchonga e comecei pela sobremesa né?! Desculpa aí pessoal. Agora então vou postar a entradinha, que foi uma coisa bem simples, juntei folhas de rúcula, essa alface que eu não tenho idéia do nome e que apesar de custar os olhos da cara é tão, mas tão gostosa, tomatinhos cerejas (que eu parto ao meio porque morro de medo de ter bichinhos) e lascas de parmesão do bom.

O trucão aqui fica por conta do molho, como a pessoa aqui não tem muito luxo e não tem uma molheira bonitinha (ainda), eu decidi colocar o molhinho nessa tacinha e ele foi feito com 2 col. sopa de mostarda holandesa escura, 1 col. chá de vinagre branco, 2 col. sopa de azeite, sal e pimenta calabresa seca a gosto e uma pitada de manjericão seco. Bata bemmm com um garfo e está pronto.
É isso. O post foi simples mas as vezes serve de idéia para alguém que está em busca de um cardápio para um jantar ou almoço. Próximo post será o prato principal.

Beijos
Fla

Torta de Banana de Búzios


Quando eu vi essa receita no Rainhas do Lar, fiquei tentada a fazer por dois motivos: primeiro que eu não sou chegada a torta de banana mas achei esta totalmente diferente; segundo eu tinha algumas bananas na geladeira que já estavam para estragar. Então lá fui eu, munida de todos os ingredientes testar a receita.

Confesso que ao começar achei que aquilo não ia dar certo. Muito pó para pouco líquido. E aí, eis que veio a maior das surpresas, não só deu certo como ficou DELICIOSA!

Sem dúvida alguma essa receita vai aparecer vááárias vezes em casa, porque a combinação: casquinha dourada e crocante por cima, mais chocolate meio amargo, mais banana... é simplesmente tentadora.

Só uma dica que dou, é realmente bom comer na hora enquanto ela ainda está quentina e crocante. Depois, esquente no forno novamente quando for comer, mas a casquinha nunca ficará igual, portanto é fazer e comer.

Essa receita rende essa torta grande, calculei 10 pedaços bem servidos. Um exagero para duas pessoas, portanto da próxima vez farei meia receita. Espero que gostem e que aproveitem.

A receita como segui na íntegra, é só clicar aqui para conhecer.

Beijos,
Fla

sábado, 6 de junho de 2009

Virado à paulista

No post de ontem comentei sobre o almoço do domingo passado na minha mãe. Pois bem, agora veja esta foto e me diz se tem um jeito de eu ficar magra diante de um prato desse...rs.


Ainda faltou um elemento do Virado à Paulista que é o torresmo, mas vamos combinar que já tinha ingredientes demais ali né?!

- Arroz Braco
- Bistequinha de porco
- Couve refogada no alho
- Tutu de feijão
- Linguiça frita
- Ovo frito
- Banana frita

E posso dizer? Tava tuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuudo de bom! Fizemos em casa mesmo, deu trabalho, mas acho que vale tanto a pena comer algo quando estamos com vontade que compensa.

Minha próxima empreitada na casa de mamãe será lasanha com massa feita em casa, que óbvio ela vai ter que fazer pra mim porque a dona da receita é ela...o único problema é que ela ainda não sabe disso...rs...rs.

Bom final de semana.
Beijos
Fla

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Arroz doce


Eu já disse aqui o motivo pelo qual eu faço pouco doce em casa? Bom, caso já tenha dito me desculpe mas eu vou repetir. É simples, eu não faço porque se eu fizer...eu como!

Não sou vidraaaaada em doce, mas confesso que se tiver eu vou comer, então procuro evitar ao máximo.

E eu gosto daqueles doces que me lembram a infância, aquela coisa "casa de vó" sabe?! Doce de abóbora por exemplo está no topo dos doces que eu devoro sem dó. Bolo de cenoura então é minha paixão, e meu sonho (coisa de gordinho egoísta claro) é comer um bolo sozinha sem dividir com ninguém...hahaha.

Esse final de semana me deu uma vontade dooooiiiidddaaa de comer arroz doce. E lá fui eu sabadão a tarde preparar meu docinho. E veio bem a calhar, porque a idéia era levar um pouco para minha irmã e minha mãe, e no fim, fomos todos nós almoçar no dia seguinte na casa da mãe, e claro levei para comermos juntos. Aliás neste almoço fizemos um virado à paulista que meu Jesus...mas isso é assunto pra outro post.

Arroz doce pra mim é do moreninho. Esse, eu confesso, não saiu muito bem como eu queria, mas é que eu colocoquei leite a menos e aí já estava muito doce para colocar o açúcar queimado.

Bom, vou passar a receitinha pra vocês, mas assim, é tudo meio a olho tá.

Ingredientes:

- 2 xícaras de arroz branco cru
- 2 copos de água
- 2 cravos da índia
- 1250 ml de leite (eu uso o desnatado, para ficar light...cof cof cof)
- 1 lata de leite condensado
- 1 xícara de açúcar branco
- canela em pó a gosto

Preparo:

- Coloque o leite para ferver.
- Enquanto o leite ferve, em uma panela de pressão coloque o arroz, a água e os cravos. Deixe em fogo médio e espere secar a água completamente.
- Adicione na panela o leite fervendo, mexa bem e deixe em fogo baixo. Mexa de vez em quando para não grudar no fundo da panela.
- Quando o arroz estiver cozido e o leite já tiver reduzido, adicione o leite condensado e mexa bem. Deixe ferver mais pouco.
- Enquanto o arroz termina de engrossar, em uma outra panela derreta o açúcar. Depois de totalmente derretido, adicione na panela com o arroz. Cuidado nesse momento, jogue aos poucos, porque ele levanta e espirra um pouco.
- Mexa bem e deixe que o açúcar se dissolva junto com o arroz.
- Depois, coloque em uma vasilha e polvilhe a canela a gosto.

Explicando assim me pareceu mais difícil do que na verdade é. Se alguém tiver alguma dúvida é só deixar nos comentários que eu respondo tá. E caso queima mais moreninho, é só derreter mais açúcar certo?

O rendimento é grande. Essas medidas servem tranquilamente 6 pessoas de potinhos cheio e repetindo.

Ah e a foto ficou ruim de novo. Mania de tirar foto das comidas pelando de quente...rs.

Espero que gostem.
Beijos
Fla.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Violetas na janela


Tá bom, o apartamento é pequeno, não tem sacada, a pintura do lado de fora tá horrível, mas dá licença que minhas violetinhas são fofinhas... tá, tem uma que tá em fase de recuperação porque caiu num dia de muito vento, mas ela já tá melhorando.

Um dia eu ainda vou morar numa casa bem grande, com um quintal maior ainda e vai repleto de plantinhas... ah vou viu.

Beijokas floridas

Fla.

Macarrão prático

Em casa nós comemos muito macarrão, de todos os tipos e com todos os molhos possíveis e imagináveis. Por isso sempre fico atenta as opções que vejo em outros blogs, porque idéias para sair do trivial molhinho vermelho são sempre bem vindas.

Hoje mesmo, no blog da Aline, ela postou um macarrão com hamburguer que eu achei super legal, porque assim como ela, sempre tenho uns congelados no freezer e final de mês já viu né, eles acabam sendo super aproveitados.

Essa macarrão é super simples, e fica muito gostoso. 250 grs. de macarrão de sua preferência, 1 lata de tomate pelado, 1 tomate sem semente picado em cubos, 1 col. extrato de tomate, 1 cebola pequena em cubos, 6 dentes de alho picados, 1/2 pimenta dedo de moça sem semente picada, 1 pacote (com 4 unidades) de linguiça josefina picada em rodelas.

Na panela frite a linguicinha até dourar, junte a cebola, o alho e refogue bem. Acrescente a pimenta, o tomate e o extrato. Abra a lata de tomate pelado e amasse ligeiramente com um garfo, junte ao conteúdo da panela. Corrija o sal e deive ferver por uns 10 minutos em fogo baixo. Junte o molho ao macarrão cozido e sirva com um bom punhado de parmesão.

Mais fácil que isso só miojo né? Mais tarde quero colocar uma outra receita com macarrão, mas é um yakissoba genérico mega prático.

Bom, vou aproveitar o espacinho daqui para divulgar aos visitantes um blog super bacana que surgiu de um grupo chamado Papo de Comadres. Clique aqui e conheça o que essas comadres estão aprontando por lá. Sou suspeita para falar porque adoro essas meninas, masssss tenho certeza que vocês também irão gostar.

Beijos
Fla.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Sopa de abóbora

Gente, que frio é esse? Provavelmente você também está sofrendo com a pele ressecada, com o pé gelado, com as mãos que parecem que vão congelar, com as orelhas vermelhinhas e com os lábios rachados. Porque vamos combinar, com o frio que anda fazendo não há creme que hidrate a pele.

E de noite? Você deita na cama gelada, até conseguir esquentar meu Deus, parece uma eternidade. Vou começar a esquentar o lençol com o ferro de passar roupa, acho que assim vou demorar menos pra dormir. Fora que no meu caso, nem meia esquenta meu pé que já é gelado por natureza.

Então, para ajudar a esquentar um bocadinho, nada melhor que uma sopinha né não? Esses dias eu fiz uma sopa que adoro muito, de abóbora. Receita simples, fácil e com um resultado fantástico. Perdoem só o fato de eu não saber que tipo de abóbora é, porque eu já compro os pacotinhos dela na feira, já descascados e cortado em pedaços.


Ingredientes:

- 4 batatas pequenas cortada em 4.
- 1 cebola grande cortada em 4.
- +/- 4 xícaras de abóbora em pedaços
- 1 litro de água
- 1/4 xícara de vinho branco seco
- 1 caldo de carne
- pimenta calabresa a gosto
- 1 col. sopa de azeite
- 1 caixa de creme de leite
- sal a gosto

Preparo:

- Na panela de pressão, coloque o azeite e a cebola e deixe até ficar transparente.
- Adicione as batatas, a abóbora, o vinho branco e deixe evaporar o álcool do vinho por 5 minutos em fogo baixo.
- Adicione a água, o caldo de carne, a pimenta, tampe a panela e deixe na pressão até que as batatas estejam macias. A abóbora cozinha muito rápido, mas não tem problema.
- Abra a panela, bata a sopa com a ajuda de mixer até ficar um creme. Junte o creme de leite, corrija o sal e sirva com um bom parmesão ralado.

Caso você ache que a sopa muito grossa, você pode colocar um pouco mais de água ok? É uma sopa bem leve e deliciosa. Acompanhe com um bom vinho tinto seco...ai que delícia. Pena que eu ainda não posso...

Beijos e não esqueçam de se agasalhar hein!!?
Fla


Update

Gente semana passada eu recebi este selinho de duas queridas: Da Mari e da Grazy. Fiquei feliz da vida porque é o primeiro selinho que ganho, obrigada viu meninas!!! Vamos então ao repasse.


Esse selinho possui algumas regras, que são as seguintes:

1- Esse é o troféu do Amigo!
2- Esses blogs são extremamente charmosos.
3- Esses blogueiros têm o objetivo de serem amigos.
4- Eles não estão interessados em se autopromover.
5- Nossa esperança é que quando os laços desse troféu são cortados ainda mais amizades sejam propagadas.
6- Entregue esse troféu para oito blogueiros(as) que devem escolher oito outros blogueiros (as) e incluir esse texto junto com seu troféu!

Eu escolho então:

1. Lila - Bem Família
2. Bruna - Receitas da Bruna
3. Claudia - Claudia´s Kingdom
4. Paula - Cozinha do Quintal da Paula
5. Pri - Delícias da Priscila
6. Aline - Moqueca com Pimenta
7. Carina - Na cozinha da Carina
8. Lu - Idéias Largadas

Beijokas pra vocês meninas.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Carreteiro com carne de churrasco

Churrasco é aquela coisa, a gente sempre calcula carne a mais e acaba sobrando.

Quando a carne já estava congelada, acho que vocês sabem, que ela não pode ser congelada de novo, então geralmente, pelo menos lá em casa, a gente fica num dilema do que fazer com os pedaços que sobraram.

Quando a carne que sobrou já está assada, a nossa saída é no dia seguinte, fazer um falso arroz carreteiro. Falso, porque sabemos que o original é feito com carne seca, e como eu particularmente não como carne seca, o de churrasco acaba sendo um prato perfeito.

Em Campo Grande (MS), o costume das pessoas é de se fazer esse carreteiro já no final d churrasco, ou seja, na hora do almoço come-se a vontade, de tarde fica todo mundo curtindo aquela preguiça, e de noite, ao invés de comer mais aquele monte de carne, o povo faz o carreteiro de churrasco.


Receita fácil, fácil, veja só.

Ingredientes:

- +/- 3 xícaras de carnes já assadas do churrasco picadas em cubos (pode ser linguiça, carne de vaca e de porco)
- 1 cebola grande picada
- 2 dentes de alho picados
- 2 tomates sem semente picados
- 2 pimentas biquinho sem semente bem picadinha
- 2 xícaras de arroz cru
- 1 col. café de colorau
- 1 col. sopa de óleo/azeite
- cheiro-verde a gosto
- sal ou tempero pronto a gosto

Preparo:

- Em uma panela aqueça o óleo e frite bem a cebola e o alho.
- Em seguida adicione a carne e deixe que ela fique bem aquecida. Junte o arroz e deixe fritar.
- Coloque então os tomates, as pimentas, o colorau e o sal a gosto.
- Complete com água e deixe cozinhar até que o arroz fique macio.
- Adicione cheiro-verde a gosto

Delícia gente. E vamos seguindo aquela linha de se reaproveitar tudo né?! Jogar comida fora não tá com nada!

É só servir com uma salada, um azeite por cima e pumba... refeição completa!

Beijos
Fla

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Retornando...

Oi gente! Tudo certinho com vocês?

Em primeiro lugar gostaria de agradecer a todos pelo carinho. Eu já estou melhorzinha, ainda me dói fazer esforço com os olhos para ler, principalmente no micro, mas já estou bem melhor. Obrigada de coração pelos comentários e emails.

Agora vou retomando a vida no meu bloguinho aos bocadinhos, até porque tá tudo meio atrasado: emails, visita aos blogs, posts, etc.

Masssss, mesmo assim, gostaria de dividir com vocês uma agradável experiência sopistica (what?!) que tivemos ontem em casa. Eu que não sou fã de sopas de pacote, tirando miojo que eu amo (hehe), estive no supermercado esses dias e encontrei esta deliciosa sopa de milho da Kitano.

Ontem a noite, com aquele friozinho e aquela chuvinha que caía por estes lados da minha Sorocaba, maridão foi para o fogão e preparou a sopa que é deliciosa. Olha, superou de verdade minhas expectativas. Para um dia mais preguiçoso vale muito a pena experimentar.

Uma outra dica é pingar gotas de limão rosa em cima da sopa quentinha...nossa...que delícia! Não sei direito, mas não acho que esta sopa seja lançamento, de qualquer forma é tudo de bom.

Bom, vamos indo devagar e sempre né?!
Obrigada de novo pelo carinho.
Beijos,
Fla.