quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Pão de fubá semi-integral

A gente sabe que a receita é boa quando ela vai passando de blog em blog e quando você vai ver a origem não é de ninguém menos que a referência das blogueiras na área da panificação, a Angela do Ora Pitangas. E é o caso desse pão de fubá, que eu vi no também excelente blog Cozinhando pra 2 ou 1 e cuja fonte original é a receitinha da Angela.

Como eu tinha farinha integral por vencer em casa, resolvi fazer uma adaptação e deixá-lo semi-integral. A princípio eu fiquei com medo de não dar certo, mas foi uma grata surpresa, a consistência ficou ótima e o pão uma delícia! 

A receita original você encontra aqui, e a postada pela Lu do Cozinhando pra 2 ou 1, clicando aqui. A minha versão está logo abaixo.

Ingredientes:

- 1 xícara chá de fubá
- 1/4 xícara chá de açúcar
- 1 col. chá de sal
- 1 col. sopa rasa de fermento seco para pão (instantâneo)
- 1 col. sopa rasa de semente de erva doce (opcional)
- 1 xícara chá de água morna
- 1/4 xícara chá de óleo 
- 100 gr. de farinha de trigo integral
- +/- 150 gr. de farinha de trigo (até dar o ponto) 

Preparo:

- Peneire o fubá com o açúcar, o sal, a farinha integral e o fermento;
- Coloque em uma tigela e misture a erva doce se for utilizar;
- Faça uma abertura no meio e junte a água e o óleo, misturando com as mãos até obter uma massa lisa;
- Adicione o restante da farinha de trigo branca também peneirada aos poucos até que desgrude das mãos, mas não exagere para o pão não ficar pesado;
- Transfira para uma bancada limpa e sove a massa por cerca de 15 minutos ou até que fique bem elástica;
- Coloque de volta na tigela, cubra com um pano de prato e deixe crescer até dobrar de volume em local fechado e sem vento, dentro do micro-ondas é uma ótima pedida;
- Retire a massa da tigela, modele o pão no formato que desejar, coloque em uma assadeira polvilhada com farinha, faça um corte na superfície se desejar e deixe crescer novamente até dobrar de volume;
- Passado o tempo, peneire fubá por cima se desejar e leve ao forno preaquecido a 180ºC até que a superfície fique dourada (assim como o a observação da Lu, talvez um pouco menos dourado do que o meu...risos...);
- Sirva quentinho, mas espere esfriar completamente antes de guardá-lo.

Rendimento: 1 pão grande
Tempo de preparo: 2 horas
Grau de dificuldade: Fácil


Receita daquelas de comer junto com uma xícara de café puro bem quentinho. Com um requeijão ou uma manteiguinha, é de comer rezando!

Espero que gostem a receita!
Um beijo,
Fla.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Torta Madalena de batata doce

Torta Madalena é quase um escondidinho, mas possui duas camadas de purê, uma bem fininha e outra mais grossa. Além disso é preciso que a consistência do purê seja mais firme para que de fato fique com aspecto de torta. Pelo menos essa foi a explicação que ganhei alguns anos atrás da cozinheira de uma empresa onde trabalhei.

Nesta empresa, duas vezes por semana, era nos servido carne de avestruz em diversos tipos de preparação. Apesar de parecer estranho, esta carne é altamente nutritiva e como os donos eram criados do bichinho, incluíram no cardápio. Confesso que nunca tive coragem de provar. E uma das preparações da carne era esta, a Torta Madalena.

Aqui adaptei para o uso da batata doce e também da carne de vaca. Mas você pode fazer do que quiser na sua casa, inclusive trocar a proteína por um refogado de brócolis pois tenho certeza que ficará incrível!

Ingredientes:

- 1 Kg de batata doce
- 400 gr. carne moída (utilizei coxão mole)
- 1 cebola picada
- 2 dentes de alho picados
- 150 gr. de ricota amassada
- 3 col. sopa de azeite de oliva extra virgem
- 1 col. sopa de manteiga
- 1/4 xícara de creme de leite
- 2 tomates sem pele e sem semente picados
- 6 fatias de queijo muçarela
- sal, noz moscada e pimenta do reino à gosto
- 4 col. sopa de cheiro verde
- 50 gr. de manteiga sem sal em cubos

Preparo:

- Cozinhe a batata doce em água com sal até que fiquem macias;
- Esprema as batatas ainda quente em uma tigela;
- Em uma panela aqueça a manteiga, junte as batatas e mexa bem;
- Adicione o creme de leite e tempere com sal, pimenta e noz moscada à gosto. Reserve;
- Em outra panela aqueça o azeite e coloque a carne moída para refogar até que fique bem cozida e bem soltinha;
- Adicione o alho a cebola e deixe cozer até que fiquem transparantes;
- Junto o tomate e mexa rapidamente;
- Tempere com sal e pimenta do reino à gosto e por último junte o cheiro verde;
- Desligue o fogo da panela e coloque a ricota amassada, misture bem e corrija o sal se necessário. Reserve.

Montagem:

- Unte um refratário com um pouco de azeite;
- Coloque uma camada fina de purê que sirva apenas como base;
- Em cima coloque o refogado de carne moída e por cima disponha a manteiga em cubos;
- Cubra com o purê de batata;
- Por cima coloque as fatias de de muçarela e leve ao forno preaquecido a 200º por 25 minutos ou até que fique corada em cima;

Rendimento: serve 4 pessoas
Tempo de preparo: 1 hora
Grau de dificuldade: Fácil



Fica muito gostoso. É importante lembrar que a carne não deve ficar com molho, e sim bem sequinha, para que não desmanche ao servir. A minha camada debaixo ficou muito fina porque tive um pequeno acidente no preparo e virei a panela do purê em cima do fogão...risos... Acidentes acontecem. 

Espero que gostem da receita e se fizer já sabe né, publica nas redes sociais com a hashtag #receitadoartenacozinha que eu compartilho e vou ficar muito feliz!

Um ótimo final de semana a todos!
Beijos,
Fla.