sábado, 7 de fevereiro de 2009

Uma breve história...

Mal me lembro da primeira. Muitas vezes as lembranças se confudem com imagens de fotografias ou histórias sobre ela que me foram contadas. Sinto muito por não ter tido a oportunidade de passar mais tempo com ela e até mesmo de conhecê-la melhor.
Mas sempre soube que tudo o que por ela era preparado na cozinha, mesmo em épocas difíceis (e ao que me consta não foram poucas), sempre fora feito com amor e este talvez fosse o principal ingrediente de suas delícias.
Dela, herdei o gênio forte (risos) e provavelmente o gosto pelos sabores mais simples.
O nome dela é Maria Isabel Muraro, mas ai de quem a chamasse assim, para todos ela era a Dona Nena, minha avó paterna, mãe de 5 filhos, avó de 8 netos que com certeza são muito saudosos de seus abraços e carinhos.


Photobucket


Da outra me lembro bem... o cheirinho do laquê que eu adorava passar do mesmo modo que ela fazia, o batom que ela usava de capinha verde que ficava no alto do armário onde eu nunca alcancei, seu abraço gostoso e sempre apertado.
Lembro também dela de avental, encostada no fogão vermelho que ficava do lado de fora da cozinha onde panelas borbulhavam deixando um aroma pela casa que se eu fechar bem os olhos ainda posso sentir.
Foi com ela que fiz arroz pela primeira vez. Talvez naquele dia o arroz tenha ficado horrível, mas tenho certeza de que a nota provavelmente foi 10...rs.
Ainda posso me lembrar com muita, mas muita saudade, de todas as vezes em que fiquei ao seu lado, sentada na escada que dava pro quintal, ao lado do fogão, vendo, ouvindo e principalmente aprendendo.
Dela herdei o gênio forte (risos) e a vontade de sempre reunir todos à mesa e fazer destes momentos sempre os mais especiais.
O nome dela é Elsa Navarro, minha avó materna. Mãe de 4 filhos, avó de 7 netos. Ela é o meu maior exemplo de amor. Foi casada por 52 anos com meu avô e até o final de sua vida, ele foi a única pessoa de quem, apesar da doença, ela jamais se esqueceu.


Photobucket


A terceira...ah essa terceira...hoje, dia 08 de fevereiro é aniversário dela, e eu só tenho que agradecer a Deus por permitir que eu faça parte da vida desta mulher guerreira, batalhadora, amiga, uma mãe maravilhosa e uma avó muito da coruja.
Graças a Deus, tenho o prazer de chegar na casa dela a hora que eu quiser, e ela sempre irá dizer assim: "Não quer ficar para comer alguma coisa?", e ficar diga-se de passagem não é, nem nunca será nenhum sacríficio.
Lembro de acordar com cheiro de café fresco pela manhã, das horas a fio conversando na mesa após as refeições e de sempre ouví-la dizendo que não gosta muito de cozinhar e fico imaginando como seria se ela gostasse...
É com ela, ou melhor, é para o colo dela que quero fugir cada vez que tenho um problema, é a comida dela que me faz sentir "em casa", é o cheirino dela que me faz esquecer de qualquer problema e me faz sentir protegida.
No caso dela, muito mais do que herdar alguma coisa, posso dizer que aprendi: a ser uma pessoa melhor, a não desistir nunca dos meus sonhos, de brigar pelas coisas que acredito, a valorizar minha família e de querer estar sempre junto daqueles que amo.
Ahhhh, e ela é quem me fornece o tempero que não adianta, na minha panela nunca terá o mesmo perfume que tem na panela dela. Sem contar que posso viver 200 anos e tenho certeza de que nunca vou comer um bolo de cenoura tão fofinho, um strogonoff tão gostoso e um feijão que só de lembrar me dá água na boca.
O nome dela é Sidnéa Navarro. Minha mãe... a melhor mãe do mundo... e se eu conseguir ser para meus filhos 1/3 do que ela é pra mim, acho que vou conseguir cumprir meu papel de "ser mãe" muito bem. Meu amor por ela é incondicional... e será eterno!
Parabéns mãe! Que Deus continue te dando saúde, sabedoria e felicidade.

Photobucket


Estas são 3 mulheres muito, mas muuuito importantes na minha vida. São modelos de mulheres fortes, que sempre lutaram para ter o melhor para nossa família.
Foi com elas que aprendi a fazer "Arte na Cozinha" e é em homenagem a elas que dedico este humilde livro de receitas virtual, onde vocês com certeza encontrarão diversas receitas daqueles livrinhos antigos e escritos a mão que guardam segredos e receitas maravilhosas.

Meu eterno e grato amor à vocês.
Beijos,
Fla.

8 comentários:

  1. Concordo com tudo, conheço bem as personagens e estas histórias... só fico "tisti" de não ter sido contaminada como você com tanto talento culinário... apesar de me esforçar, reconheço meus limites, rssss..... Parabéns pelo blog, já sou leitora assídua, já sou fã!!! Agora me agüente porque cada delícia postada será uma reclamação e um pedido por uma porção, um pedaço... suas delícias não serão mais segredo, hein? Bjocas, Fer.

    ResponderExcluir
  2. Fla, só uma dúvida,a vó Nena era avó materna ou paterna? rs...
    agora vamos ficar conhecendo seus segredos culinários....

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Fla, que lindo texto! Imagino o quanto essas mulheres são importantes pra você!

    E parabéns pelo blog. Estou aguardando a primeira receita!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Que dizer de uma homenagem tão linda assim?
    Deus realmente tem sido muito generoso comigo, colocou no meu caminho essas duas primeiras mulheres, tão maravilhosas: minha sogra e minha mãe, e se não bastasse me presenteou com outras duas: Fernanda e Flavia: minha filhas tão amadas e tão especiais!
    Eu realmente sou uma pessoa feliz!
    Depois, dois genros queridos e um neto(por enquanto) que faz meu coração quase explodir de tanto amor.
    Obrigada meu Deus! E obrigada minha família!
    Fla, parabéns pelo seu blog, tenho certeza que será um sucesso!
    Adorei! Ficou lindo e especial como tudo que vc faz. Aliás, como o divino almoço que vcs me prepararam ontem...hummmm!
    Te amo!
    beijos e obrigada por tudo!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns, Fla, pelo "Arte na Cozinha"!!
    Linda homenagem para essas mulheres guerreiras!!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Flaaaaa, adorei!
    Parabéns :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Menina,
    tava dispretensiosamente procurando uma receitinha pra cozinhar hj e encontrei seu blog. Fui dar uma olhada em quem vc era e li esse primeiro post, q eh a coisa mais linda do mundo!!!
    To aqui, em lagrimas (muuuuuitas lagrimas) e com o coracao quentinho e feliz por achar por ai gente como vc!
    Beijo Grande
    Vanessa M.

    ResponderExcluir
  8. Sempre que descubro um blog novo, e gosto dele, vou ler as primeiras postagens. Gosto de saber como tudo começou e ver a evolução do blog.
    E juro que a sua primeira postagem fez cair um cisquinho aqui nos meus olhos.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário!
O mesmo estará disponível após liberação.