quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Pão de soro de leite

Já falei aqui algumas vezes que costumo fazer ricota caseira em casa e tenho até a receita aqui no blog pra quem quiser fazer também. Mas a quantidade de soro que sobra dessa ricota é algo impressionante. E jogar aquilo tudo fora nem pensar que evitamos o desperdício com rigor aqui em casa.

Mantenho sempre congelado em porções de 200 ml este soro e geralmente uso para fazer receitas de bolos e sempre fica uma delícia. Mas eu estava doida pra fazer esse pão de soro de leite da querida Angela, do Ora Pitangas, que acho que é o pão mais reproduzido em toda a internet. 

Quando provei este pão na casa da Angela, adorei! E de tanto ver outras amigas fazendo e acertando tão bem esta receita, não tive dúvidas de que eu conseguiria reproduzir. E olha, acho que um dos melhores pães que fiz ultimamente. 

A receita original você encontra clicando aqui, mas abaixo deixo tudo bem detalhado pra vocês. Não deixem de fazer! Vale muito a pena!

Ingredientes:

- 4 xícaras chá de farinha de trigo 
- 2 col. sopa de fermento seco biológico
- 1/3 xícara chá de açúcar
- 1 col. sopa de sal
- 1/3 xícara chá de óleo
- 1 ovo grande
- 200 ml de soro de leite

Preparo:

- Misture os ingredientes secos e peneirados;
- Adicione os demais ingredientes e sove bem até que a massa fique macia;
- Cubra com um pano e deixe dobrar de volume;
- Modele o pão da forma que desejar. Eu coloquei uma forma grande de pão, mas ele rende até dois pães. Cubra e deixe crescer por mais 30 minutos;
- Leve para assar em forno 200 graus por cerca de 30 minutos.

Rendimento: 1 pão grande ou 2 pequenos
Tempo de preparo: 2 horas
Grau de dificuldade: Fácil

A textura desse pão é coisa de outro mundo! Façam que vocês não irão se arrepender. E claro, não deixem de fazer a ricota caseira também que é uma delícia!

Beijos e até mais.
Fla.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Bolo de chocolate e mel com cobertura de brigadeiro

Tem dia que só o bolo de chocolate salva, né não? E por mais doce que eu tenha evitado comer, juro que ando numa fase em que sou capaz de comer um bolo inteiro sozinha, mas obviamente tenho juízo e não o faço. Quando resolvo bater um bolo saio por aí dividindo e fazendo os outros engordarem comigo, justo não? E como este, eu levei na casa da irmã, não tirei foto dele dentro, mas garanto que fica mega fofinho!

Essa receitinha é mega fácil e está no meu caderninho de receitas e também aqui no blog (primeiro post clique aqui, e não repare a foto...risos). Fiz algumas pequenas alterações na receita o que a deixou ainda mais saborosa. E troquei a cobertura da receita original por um brigadeiro mole, que é pra adicionar um plus de gordice naquilo que já é bom.

Bora aprender essa delícia?

Ingredientes:

- 1 xícara chá de leite 
- 3 ovos 
- 4 col. sopa de manteiga
- 1 xícara chá de açúcar demarara
- 1/2 xícara chá de mel
- 3/4 xícara chá de chocolate em pó
- 1/4 xícara chá de cacau em pó 
- 2 xícaras chá de farinha de trigo
- 1 col. sopa de fermento químico em pó 

Para o brigadeiro:

- 1 lata de leite condensado
- 2 col. sopa de cacau em pó
- 1 col. sopa de manteiga 

Preparo:

- Bata todos os ingredientes para o bolo, menos o fermento, no liquidificador;
- Adicione o fermento e utilize a função pulsar do liquidificador apenas para misturar o fermento;
- Unte uma forma de furo no meio com manteiga e farinha de trigo;
- Adicione a massa do bolo e leve ao forno preaquecido 180º por 35 a 40 minutos;
- Faça o teste do palito para saber se está pronto;
- Retire do forno e espere amornar para desenformar;
- Despeje o brigadeiro por cima e sirva.

Preparo brigadeiro:

- Em uma panela coloque os ingredientes, misture bem e leve ao fogo médio até que comece a aparecer o fundo da panela;
- O ponto é de brigadeiro mole, portanto, assim que aparecer o fundo desligue e espere amornar para despejar sobre o bolo. Por cima, salpique chocolate ralado se desejar.

Rendimento: cerca de 12 pedaços
Tempo de preparo: 60 minutos
Grau de dificuldade: Moleza

Bolo, café e paz. Tudo que a gente precisa na vida!
Beijos a todos!
Fla.

domingo, 27 de agosto de 2017

Quirera ou canjiquinha cremosa com pernil ao molho de cerveja

Quando a foto no instagram (@fla.artenacozinha) tem muitas views e curtidas, eu sei que a receita vai fazer sucesso aqui no blog também. Apesar de não ser a blogueira mais dedicada do universo e não ter a preocupação sobre "números e audiência", fico feliz quando o resultado do meu trabalho é bem avaliado, tanto aqui no blog, pelos comentários e acessos, quanto nas demais mídias sociais.

Essa receita da canjiquinha (o molho é meu...rs) não é minha, mas sim da musa Rita Lobo, que há muitos anos vem desmistificando a culinária e demonstrando cada vez mais a importância de retornarmos a cozinha para a preparação das nossas refeições. E longe da onda "gourmet", a Rita sempre transforma o ingrediente em uma receita prática e linda aos nossos olhos, tudo com simplicidade, praticidade e claro, muito sabor.

Desde que vi esta receita no seu programa "Cozinha Prática no GNT" eu fiquei babando. Pelo menos aqui no Sudeste, a quirera é tida mais como "comida de passarinho" do que algo que possamos introduzir na nossa alimentação. E posso falar? Pura bobagem! Porque, sinceramente, sou muito mais uma bela quirera do que uma polenta. Aliás, apesar da textura mais grosseira, vamos dizer assim, da quirera ou canjiquinha, ela parece muito uma polenta, até mesmo pela forma que toma ao esfriar, pois ela endurece podendo ser inclusive grelhada.

Mas chega de papo, a receita original você encontra clicando aqui. Mas claro que vou deixar detalhada aqui pra vocês também. Façam e vocês não vão se arrepender.

Ingredientes:

Quirera cremosa:

- 1 e 1/2 xícara chá de canjiquinha de milho ou quirera
- 1,5 litros de água
- 1 dente de alho picado
- 1 col. sopa de azeite
- 1 col. chá de sal
- 1/2 xícara chá de queijo meia cura ralado fino (eu usei a mesma medida de requeijão de corte)
- 1/2 col. sopa de manteiga

Pernil ao molho de cerveja:

- 1 Kg de pernil em cubos sem pele e sem ossos
- suco de 2 limões
- 6 cebolas fatiadas grosseiramente
- 6 dentes de alho espremidos
- 6 tomates sem pele e sem semente picado em cubos
- 2 latas de cerveja pilsen de sua preferência (mas use uma cerveja boa)
- 1 col. sopa de gengibre picado
- sal e pimenta do reino à gosto

Preparo:

Quirera cremosa:

- Em uma panela de pressão aqueça o azeite e refogue o alho picado para perfumar, não precisa dourar;
- Acrescente a água, junte a canjiquinha e tempere com o sal;
- Tampe a panela e deixe cozinhar em fogo médio. Assim que o vapor começar a sair pela válvula, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 20 minutos;
- Desligue o fogo e retire a pressão da panela;
- Junte o queijo e a manteiga e misture bem até que ambos estejam derretidos;
- Coloque a quirera ainda cremosa nos pratos para fazer porções individuais e para consumo imediato e despeje o molho por cima;
- Com o restante, unte uma assadeira ou travessa com manteiga e despeje a quirera (ela irá endurecer mas pode ser servida em cortes retangulares com o molho por cima ou então grelhada).

Pernil ao molho de cerveja:

- Tempere o pernil com o suco de limão, metade do alho, o gengibre e sal à gosto. Deixe marinar por no mínimo 2 horas (eu deixei de um dia para o outro);
- Em uma panela grossa, coloque um fio de azeite e doure o pernil aos poucos para que não junte água; Reserve;
- Na mesma panela, coloque metade da cebola, o restante do alho, metade do tomate e o gengibre. Tempere com um pouco de sal e pimenta à gosto;
- Por cima coloque os cubos de pernil já corados e depois a metade restante da cebola e do tomate;
- Adicione com cuidado as duas latas de ceverja, reduza o fogo e deixe cozinhando a tampa da panela semiaberta por 3 horas ou até que a carne fique desmanchando;
- Caso o caldo vá secando, adicione água fervente;
- Quando a carne estiver no ponto, com a ajuda de uma colher, vá mexendo a carne na panela para que ela se desmanche de forma grosseira. Corrija o sal, adicione pimenta moída na hora e deixe apurar em fogo baixo por mais 15 minutos e estará pronto para servir;
- Coloque o molho por cima da quirera e salpique cheiro verde picado e gotas de suco de limão.

Rendimento: serve bem até 4 pessoas
Tempo de preparo: 4 horas
Grau de dificuldade: Médio

Receita com cara de comida de avó! Super recomendo pingar as gotinhas de limão por cima que dá um charme e um toque bem especial. E se é demorado pra fazer? Sim! mas você pode preparar um molho bolonhesa ou um ragú a jato na panela de pressão, que vai fazer a mesma presença, garanto! Deixe para fazer esse molhinho de pernil num domingão, sem pressa! E o que sobrar, você come com um filãozinho fresquinho que fica um lanche maravilhoso!

Espero que tenham gostado!
Um beijo,
Fla.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Repolho à bolonhesa gratinado

Não acho que posso considerar essa receita low carb, porque até onde sei, queijo tem carboidrato, massss, se você quiser fazer sem o queijinho, fique a vontade. Só não deixe de fazer porque é simples e muito saborosa.

Eu não sei você aí do outro lado, mas aqui em casa nós amamos repolho. Acho tão versátil! Vai bem como salada, acompanhamento e se fizer bem miudinho, engana bem até como arroz. E aqui em casa temos um trucão para deixar o repolho com um sabor delicioso, e claro que vou contar pra vocês.

Vamos a receita?

Ingredientes:

- 1 repolho médio fatiado grosso (rendeu 8 xícaras chá de repolho cru)
- 250 gramas de molho de tomate (caseiro ou o que você preferir)
- 200 gr. de carne moída
- 1 cebola média em cubos
- 2 dentes de alho espremidos
- 1 col. sopa de manteiga com sal
- 1 col. sopa de azeite
- 1 col. café de cominho em pó
- sal e pimenta do reino à gosto
- 1/2 xícara chá de muçarela ralada
- folhas de manjericão à gosto

Preparo:

- Lave bem o repolho já fatiado e deixe escorrendo;
- Em uma panela aqueça a manteiga e quando estiver derretida coloque o cominho para dar uma leve refogada;
- Quando começar a ficar escuro, vá colocando o repolho aos poucos e vá mexendo sempre em fogo alto, para não soltar água;
- Assim que todo repolho estiver na panela, desligue o fogo, despeje o sal e a pimenta do reino à gosto e deixe que ele se mantenha aquecido só com o calor da panela. Se refogar demais, ele vai ficar muito mole pois ainda irá para o forno;
- Em outra panela, aqueça o azeite e refogue a carne moída até que fique bem soltinha e cozida;
- Adicione na carne já cozida, a cebola e o alho e deixe refogar bem;
- Coloque o molho de tomate de sua preferência, tempere com sal, pimenta à gosto e as folhas de manjericão e deixe apurar por cerca de 15 minutos em fogo médio;

Montagem:

- Em um refratário não muito grande, coloque o repolho refogado e cubra com o molho bolonhesa;
- Salpique a muçarela ralada e leve para o forno 220º por 15 minutos ou até que fique bem gratinado. No meu forno eu deixei 15 minutos para derreter o queijo e mais 5 no grill.

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 45 minutos
Grau de dificuldade: Fácil


Gostamos tanto desse prato que eu já repetir diversas vezes. Já testei o congelamento também e fica ótimo, a única coisa é sempre bom deixar o repolho mais "al dente" no primeiro cozimento, principalmente se for congelar.

É isso. Espero que vocês tenham gostado!
Beijos e até a próxima,
Fla.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Picles de chuchu

Vou falar pra vocês, receita mais molezinha que essa receita eu não conheço! Tudo bem que agora é inverno e ninguém anda muito com vontade de comer salada, mas veja bem, quando você provar esse picles, vai perceber a infinidade de possibilidades onde poderá utilizá-lo.

Aqui ele já virou recheio de sanduíche acompanhado de carne assada, já compôs outras saladas e até misturadinho no arroz deu todo um sabor especial. Quanto mais tempo, mais gostoso fica. Mas não deixe mais que 4 dias na geladeira, porque de verdade, não fiz o teste. Prepare de manhã para comer a noite e já vai ficar incrível.

Anote e faça que vale a pena!

Ingredientes:

- 2 chuchus descascados
- suco de 1 limão ou 4 col. sopa de vinagre de vinho branco
- 1 col. sopa de azeite
- 1 col. chá de sal
- 1 col. café de açúcar
- ervas frescas à gosto (hortelã, salsa, coentro)
- pimenta dedo de moça ou pimenta calabresa à gosto

Preparo:

- Com o próprio descascador de legumes, retire fatias finas do chuchu, até chegar naquele miolo branco, que nesse caso não utilizamos na receita;
- Coloque o chuchu em uma tigela e adicione todos os demais ingredientes (menos as ervas);
- Misture com as mãos e deixe marinar por 30 minutos ou deixe de um dia para o outro na geladeira;
- Na hora de servir, coloque por cima as ervas frescas e a pimenta de sua preferência.

Rendimento: 2 porções
Tempo de preparo: 15 minutos (fora o tempo de descanso)
Grau de dificuldade: Moleza

E como eu disse ali em cima do post, pire nas opções para acompanhamento porque juro, vai bem com tudo! Não recomendo guardar depois que colocar as ervas, mas já fiz em maior quantidade e deixei 4 dias na geladeira, e só depois coloquei as ervas e ficou sensacional!

Espero que gostem!
Beijos e bom final de semana,
Fla.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Batata frita na panela de pressão

Eitaaaa que resolvi tirar a poeira do blog! Tanta coisa mudou na minha vida, que tive que mais uma vez, deixar o blog de lado para priorizar os outros afazeres. Mas agora resolvi voltar aqui e publicar o que ando preparando de bom na minha cozinha.

Para começar resolvi postar essa receitinha que fiz hoje mesmo e que bombou no instagram (se não me segue ainda vai lá e procura por @fla.artenacozinha) e vou detalhar aqui bem direitinho como fiz para vocês acompanharem.

A receita original eu conheci através da querida Lela do Jantinha de Hoje (@jantinhadehoje) e que eu tenho certeza que a grande maioria de vocês já conhece! Desde que vi a Lela postando fiquei mega curiosa e claro que fui reproduzir. Deu super certo e virou sucesso absoluto aqui em casa. Vou contar pra vocês como fiz.

Receita original aqui.

Ingredientes:

- Batata inglesa na quantidade que desejar
- Óleo quanto baste para cobrir
- Dentes de alho com casca
- Ramos de alecrim
- Sal à gosto

Preparo:

- Lave as batatas e corte em formato palito ou gomos, com ou sem a casca;
- Lave novamente depois de cortadas até saia bem o amido;
- Em um pano de prato, seque bem as batatas;
- Coloque em uma panela de pressão as batatas (a quantidade não pode ser maior que a capacidade da panela) e cubra com o óleo até cobrir;
- Junte os dentes de alho e o alecrim;
- Tampe a panela sem o pino ou a borracha, porque iremos tampas mas não usaremos a pressão, e leve ao fogo alto até que comece a sair fumacinha da panela (cerca de 3 a 5 minutos);
- Em seguida abaixe o fogo e conte de 30 a 35 minutos, sendo que quando mais batatas você colocar, maior será o tempo;
- Passado o tempo, destampe a panela (não precisa ter medo pois estará sem a pressão), mexa um pouco e volte em fogo alto até que fique corada da forma como você preferir;
- Escorra em papel toalha e salpique o sal conforme seu paladar antes de servir.

Observações:
1. Não esqueça de retirar o pino ou a borracha, pois ela não deve pegar a pressão!
2. Não esqueça de abaixar o fogo, pois se deixar em fogo alto ela irá queimar!

Você pode fazer na quantidade que desejar e o bom é isso! E ela fica muito crocante, macia por dentro... perfeita! Depois que fizer, volta aqui e me conta como ficou. 

Espero que tenham gostado! 
Beijos,
Fla.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Bolo de limão com gengibre

Se eu pudesse achar um jeito de vender o cheiro desse bolo dentro de um potinho, eu o faria. O cítrico do limão misturado ao gengibre, perfumam a casa de um jeito quase que encantador, como se funcionasse quase que como um incenso para o lar.

Essa receita é de um livro que eu amo de paixão e já publiquei aqui no blog outras receitas dele. Se você tiver a oportunidade de comprá-lo garanto que não irá se arrepender. As fotos são lindas, as receitas precisas e sempre fico satisfeita com os bolos que preparo. 

Sem me estender muito, prepare este bolinho, faça um café fresquinho e volte aqui para me contar se você não ficou mais feliz depois disso! A receita possui algumas alterações.

Ingredientes:

- 250 gramas de farinha de trigo
- 1 col. chá de fermento em pó
- 250 gramas de manteiga sem sal
- 200 gramas de açúcar (eu usei apenas 150 gramas)
- 3 ovos batidos
- 3 colheres sopa de leite
- 50 gramas de amêndoas moídas (usei farinha de amêndoas)
- 2 colheres chá de gengibre em pó (usei a mesma quantidade dele fresco ralado)
- 2 colheres sopa de raspas de limão

Cobertura:

- 3/4 xícara chá de açúcar de confeiteiro (usei um outro tipo mais cristalizado)
- 1 a 2 col. de sopa de leite (de acordo com a consistência que desejar)

Preparo:

- Preaqueça o forno a 180 graus;
- Unte uma forma de bolo inglês e reserve;
- Peneire a farinha de trigo e o fermento e reserve;
- Na batedeira coloque a manteiga com o açúcar e bata até ficar um creme claro e fofo;
- Acrescente os ovos e o leite aos poucos.
- Com a batedeira desligada, adicione as amêndoas trituradas (ou a farinha de amêndoas), a farinha de trigo, o gengibre e as raspas de limão e misture tudo delicadamente até ficar bem homogêneo;
- Coloque a massa na forma, nivele bem e leve ao forno por 40 a 50 minutos;
- Passado o tempo, retire do forno e deixe esfriar de 10 a 15 minutos antes de desenformar;
- Misture os ingredientes da cobertura em uma tigela e espalhe por cima do bolo. Sirva em fatias.

Rendimento: 10 a 12 fatias
Tempo de preparo: 60 minutos
Grau de dificuldade: Fácil

Eu espero que vocês tenham gostado desta receita tanto quanto eu adorei. 
Uma ótima semana a todos!
Beijos,
Fla.