quinta-feira, 30 de junho de 2016

Pasta alla Norma - Brisando na Cozinha


Quinta-feira é aquele dia gostoso de receber visita aqui no Arte na Cozinha através do Ciranda de Receitas e eu fiquei tão, mas tão feliz com meu parzinho nessa rodada, e acho que minha parceira também curtiu porque foi logo me enviando uma mensagem para me contar que iríamos cirandar juntas dessa vez!

Estou falando da Carla do Brisando na Cozinha, que é uma pessoa tão querida, além de engraçada e divertida! Me divirto horrores com os snaps da Carlinha (brisandocozinha) e as travessuras da sua cachorrinha Frida, de quem sou fã declarada. 

Ah, e a Carla faz diversas gostosuras para vender e ela o faz através do Vendinha do Brisando. Eu já tive a sorte de ter sido sorteada e ganhar os chutneys que ela faz, e olha gente, não consegui escolher qual eu mais gostei, porque todos são absurdamente deliciosos!

E eu não tinha dúvida de que ela escolheria uma receita maravilhosa para compartilhar conosco. E confesso que fiquei aqui óh, só babando das fotos e morrendo de vontade de preparar essa delícia! Pensa numa combinação boa de ingredientes, e ainda por cima vai meu legume predileto na vida, berinjela!!! Vamos conferir essa delícia de receita?



Pasta alla Norma

Ingredientes:

- 500 gr. de berinjela cortada em tiras
- sal à gosto
- 1 fio de azeite
- orégano à gosto
- 50 ml de azeite
- 3 dentes de alho picado
- 10 gr. de pimenta dedo-de-moça picadinha (se quiser mais picante deixe as sementes)
- 800 gr. de tomate pelado amassado
- 80 gr. de manjericão
- 500 gr. de espaguete cozido al dente
- queijo parmesão e brotos de manjericão à gosto

Preparo:

- Corte as berinjelas em tiras (de mais ou menos 3 x 1 cm). Coloque em uma tigela com água e sal à gosto e deixe por mais ou menos 20 minutos. Isso impede que a berinjela escureça e dá uma leve desidratada nela;
- Passado esse tempo, escorra a berinjela e seque bem com a ajuda de um papel toalha ou pano limpo. Pode espremer bem para tirar o excesso de água;
- Em uma frigideira aqueça um fio de azeite e frite as berinjelas já secas até dourar bem;
- Essa é a parte mais demoradinha desse prato. É importante que a berinjela fique bem fritinha  por todos os lados, pois será o diferencial no sabor do prato final;
- Quando estiver bem douradinho, polvilhe orégano a gosto e retire um pouquinho da berinjela frita apenas para a decoração do prato;
- Coloque na mesma frigideira mais um pouco de azeite, o alho picadinho, a pimenta dedo-de-moça e misture até dourar;
- Abra a lata de tomate pelado e com uma faca vá desmanchando os tomates ali dentro mesmo para facilitar o processo;
- Adicione ao refogado, misture e cozinhe por mais ou menos 15 minutos;
- Se achar necessário, coloque um pouco de água nesse processo;
- Acerte o tempero colocando sal e pimenta do reino à gosto, junte o manjericão e por fim coloque o macarrão cozido al dente e misture bem;
- Retire do fogo, transfira para pratos de servir, finalize com a berinjela frita reservada, queijo parmesão ralado e manjericão a gosto. Sirva em seguida.

Rendimento: Serve até 4 pessoas
Tempo de preparo: 40 minutos
Grau de dificuldade: Fácil
(informações calculadas por mim)

Não é de dar água na boca gente? Eu amei! Super obrigada Carla por ter compartilhado essa delícia aqui no Arte. E para quem quiser ver todas as fotos do passo-a-passo que a Carla fez, confere o post original no blog dela que é imperdível. E claro, tem receita do Arte lá no Brisando na Cozinha também, passa lá pra ver!

E aqui embaixo, a lista de todos os blogs participantes dessa delícia de Ciranda!



Uma ótima quinta a todos.
Beijão,
Fla.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Espaguete ao limão, parmesão e manjericão

Depois que eu descobri essa receita, nunca mais achei desculpa para comer miojo...risos. Porque o molho não vai ao foto, é feito em uma tigela e a única coisa que você precisa é preparar o cozimento da massa, que claro, eu utilizei o espaguete mas você pode utilizar a que tiver na sua casa.

Aliás, ter alguns ingredientes coringas em casa ajudam muito na hora de preparar uma refeição rápida e em casa por exemplo não deixo faltar: limão, queijo, creme de leite (de caixinha e o fresco), alho, tomate, ovos e bacon. As ervas utilizo sempre as que planto em casa (manjerona, manjericão, alecrim e nirá) mas vale a pena ter o nosso bom e velho cheiro verde congeladinho, porque sempre quebra um galho.

Com esses ingredientes que listei, você pode preparar tanta, mas tanta coisa gente, que de fato não vai existir desculpa para comer qualquer coisa de pacotinho que você tiver na sua casa. E quer ver como essa massa é simples? 

Receita original site Panelinha

Ingredientes:

- 350 gr. de espaguete
- suco de 1 limão
- raspas de 1 limão
- 100 ml de creme de leite fresco
- 100 ml de azeite extra virgem
- 150 gr. de parmesão ralado
- cerca de 20 folhas de manjericão
- 1/2 dente de alho espremido
- sal e pimenta do reino à gosto

Preparo:

- Em uma panela grande ferva 5 litros de água e após levantar fervura adicione 2 col. sopa de sal;
- Coloque o macarrão e deixe cozinhar conforme instruções da embalagem;
- Enquanto o macarrão cozinha, pegue uma tigela onde o macarrão será servido e junte o suco de limão, o alho, o parmesão e o azeite. Misture bem até dissolver o queijo e formar uma mistura cremosa;
- Em seguida acrescente o creme de leite fresco e misture bem;
- Tempere com sal e pimenta do reino à gosto;
- Escorra o macarrão e em seguida transfira para a tigela onde será servida a massa;
- Misture bem para incorporar o molho cobrindo todos os fios;
- Junte o manjericão e as raspas de limão, misture bem e sirva imediatamente. Se desejar polvilhe mais parmesão por cima.

Rendimento: Serve até 3 pessoas
Tempo de preparo: 15 minutos
Grau de dificuldade: Moleza

E prato único hein gente, pra facilitar ainda mais a vida! Eita alegria de receita para uma quarta feira não é mesmo?! Espero que vocês tenham gostado!

Beijos,
Fla.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Pão de cebola recheado - Pitadas da Lu

Esses dias eu encasquetei que queria uma receita de pão de cebola. Fucei dali, fucei daqui e sempre que preciso vou buscar nos livros e nos blogs dos amigos. Fiquei entre três receitas: a de um livro antigo que tenho, a de um site famosinho e a de um blog de uma pessoa muito querida.

Coração falou mais alto e escolhi a receita do blog da Lu o Pitadas de Sabor e Arte, que é além de uma cozinheira excelente, uma pessoa doce e muito querida. A receita, é danada de boa e ela trouxe de um blog muito delicioso também o Quitutes da Andréa. A massa fica fofa, mega saborosa e o céu é o limite para o recheio mas eu escolhi duas versões, mortadela com muçarela e tomate, muçarela e provolone.

Para conferir a receita no post original e conhecer o blog da Lu, clique aqui. E a receita que está no post da Lu ela trouxe de outro blog que adoro o Quitutes da Andréa. Abaixo vou colocar do jeitinho que fiz.

Ingredientes:

- 1 e 1/2 xícara chá de leite morno
- 2 ovos
- 1/2 xícara chá de óleo (usei o de girassol)
- 1 cebola média
- 1 col. sopa de açúcar
- 1 col. chá de sal
- 10 gramas de fermento biológico seco (ou 30 gramas do fresco)
- +/- 600 gramas de farinha de trigo (usei 100 a mais para sovar)

Preparo:

- Bata no liquidificador o leite, os ovos, o óleo, a cebola, o açúcar e o sal até que fique tudo bem batido. Observação: se for utilizar o fermento fresco, também coloque no liquidificador para bater;
- Em uma tigela misture a farinha e o fermento biológico seco;
- Coloque em outra vasilha a mistura do liquidificador e vá misturando a farinha com o fermento aos poucos e sove até que desgrude das mãos mas não exagere na farinha;
- Deixe a massa crescer por 20 minutos coberto com um plástico e em lugar longe do vento;
- Passado esse tempo, abaixe a massa, abra com um rolo de macarrão e coloque o recheio que desejar;
- Enrole, molde da forma como preferir e coloque em uma forma untada e enfarinhada;
- Deixe crescer até dobrar de volume;
- Se desejar pincele uma gema com um pinguinho de azeite por cima dos pães;
- Leve para assar em forno preaquecido a 200º por cerca de 35 minutos.

Rendimento: 3 pães pequenos ou 2 grandes
Tempo de preparo: 2 horas
Grau de dificuldade: Fácil

Esse pão é extremamente saboroso e se você não quiser rechear, assá-los no formato redondo pequeno também é uma ótima pedida para o lanche das crianças.

É isso pessoal, uma ótima semana a todos!
Beijos,
Fla.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Bolo de milho com requeijão e goiabada - Conversando e Cozinhando


E não é que essa rodada do Ciranda de Receitas me apresentou mais uma pessoa bacana? Porque hoje quem visita o Arte na Cozinha é a Ana Paula do Conversando e Cozinhando, que eu já conhecia do instagram mas agora que fui conhecer o blog dela e estou encantada. Te convido a fazer o mesmo e babar nas fotos e receitas lindas que ela posta por lá.

E a receita que ela trouxe foi a desse bolo de milho com recheio de requeijão (sim, você leu certo, ele é recheado de requeijão) e com cobertura de goiabada. Podemos ir pra cozinha agora preparar essa delícia? Sim, com certeza! 

Ana, super obrigada por compartilhar sua receita nessa ciranda e seja sempre muito bem vinda ao Arte na Cozinha! Sinta-se em casa! Ah, e tem receita do Arte lá no blog dela também, vai lá conferir.

Vamos a receita?


Ingredientes:

Bolo:

- 3 ovos grandes ou 4 pequenos
- 1 lata de milho ou 1 xícara chá de milho cozido (debulhe os grãos, cozinhe-os no vapor e utilize 1 xícara, e nesse caso utilize para o restante da receita a mesma medida desta xícara)
- 1/2 lata de óleo (a medida da lata de milho)
- 2/3 lata de açúcar (a medida da lata de milho)
- 1/2 lata de leite (a medida da lata de milho)
- 1 lata de milharina ou flocão de fazer cuscuz (farinha de milho amarela)
- 5 col. sopa de farinha de trigo
- 1 col. sopa de fermento para bolo

Recheio:

- 1 copo de requeijão em temperatura ambiente

Cobertura:

- 300 gr. de goiabada
- água q.b.

Preparo:

- Bata no liquidificador primeiro os ovos, o leite, o óleo e o milho;
- Em seguida adicione o restante dos ingredientes, deixando por último o fermento;
- Coloque 2/3 da massa em uma forma de buraco no meio untada e enfarinhada;
- Por cima vá adicionando as colheradas o requeijão mas sem encostar nas laterais da forma;
- Cubra com o restante da massa e asse em forno preaquecido por aproximadamente 35 a 40 minutos;
- Espere esfriar e desenforme, se não o requeijão irá escorrer por todo o bolo;
- Derreta a goiabada na água, deixe amornar e despeje sobre o bolo.

Observação: Se você quiser pode substituir a farinha pelo mix de farinha sem glúten que a Ana ensina a fazer neste post aqui.

Rendimento: Serve até 8 pessoas
Tempo de preparo: 60 minutos
Grau de dificuldade: Fácil
(informações acima calculadas por mim)

Ah gente, é aquela combinação de queijo e goiabada que a gente ama né? Adorei a receita e a essa rodada da nossa querida Ciranda! Abaixo você tem o link de todas as receitas participantes desta rodada. Divirta-se!


Beijos,
Fla.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Virado de milho verde

Não me pergunte porque essa receita chama "virado". O que eu sei é que como isto desde criança e que sou alucinada por "viradinhos" de todos os tipos e aqui no blog já postei um de ervilha que faço bastante também.

Em casa essa receita sempre acompanhou churrasco no lugar daquela farofa que todo mundo está acostumado. Na verdade, não deixa de ser uma farofa, ela só é mais úmida e mais "pedaçuda" além de ser feita com farinha de milho e não a mandioca.

Aliás uma curiosidade, como alguns sabem eu morei em Campo Grande no Mato Grosso do Sul, por 10 anos, e por lá, churrasco que se preze tem carne, vinagrete e mandioca cozida. Maionese em churrasco pra eles é coisa de paulista...risos. E sabe que eu morro de saudade de comer aquela mandioca amarelinha, derretendo, com um bom churrasco?! Hummm, que vontade disso!

Sem mais delongas, bora aprender a preparar essa delícia em casa também?

Ingredientes:

- 1 lata de milho verde drenada
- 1/2 xícara chá de bacon em cubos
- 1/2 cebola picada em cubos
- 2 tomates sem semente picados em cubos
- 1/4 xícara chá de cheiro verde
- 1 col. sopa de manteiga
- 2 xícaras chá de farinha de milho flocada
- sal e pimenta do reino à gosto

Preparo:

- Em uma panela derreta a manteiga e coloque o bacon para fritar;
- Deixe até que fique bem frito mas não corado demais;
- Adicione a cebola e frite até que fique transparente;
- Junte os tomates, o cheiro verde e o milho verde e refogue até que os tomates comecem a murchar;
- Junte a farina de milho aos poucos até que fique no ponto que desejar. É importante que não fique muito seco;
- Ajuste o sal e pimenta do reino á gosto e está pronto para servir.

Rendimento: serve até 4 pessoas
Tempo de preparo: 20 minutos
Grau de dificuldade: Moleza

Eu como puro, confesso...risos. Adoro tanto que pra mim, um arroz, feijão e esse virado já é uma refeição e tanto! E eu espero que vocês façam na casa de vocês e gostem também!

Ótima terça-feira a todos!
Beijos,
Fla.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Polenta mole com ragú de carne


Sou do time da polenta! E pra mim tanto faz se ela for frita, durinha para comer molho de ervilha ou molinha assim para comer com um ragú. Só tenho uma exigência, usar um bom fubá!

Eu trouxe alguns pacotes de fubá da viagem que fiz a Minas Gerais, e posso dizer com toda certeza, não há fubá como os de lá. Uma pena que a marca que eu gosto não venda por aqui. Existem obviamente boas marcas no mercado, mas aquele amarelinho, grossinho e que forma casquinha no fundo da panela, difícil de achar.

Para poder preparar essa receita eu busquei uma receita do Panelinha, da Rita Lobo e como sempre, não me decepcionei porque ficou sensacional, fiz algumas poucas alterações! Super recomendo! Inclusive para esses dias frios, até a criançada vai curtir com certeza.

Vamos a receita?


Polenta

Ingredientes:

- 2 xícaras chá de fubá
- 9 xícaras chá de água
- 1 col. sopa de sal
- 4 col. sopa de queijo parmesão ralado
- 1 col. sopa de manteiga
- 1 col. sopa de azeite
- 2 dentes de alho picados

Preparo:

- Em uma panela coloque o azeite e doure o alho picado;
- Coloque 2/3 da água e deixe ferver. Adicione o sal e mantenha em fogo alto;
- Em uma tigela coloque o restante da água e adicione o fubá. Mexa bem até que dissolver todos os grumos e hidratar o fubá;
- Adicione a água fervente o fubá hidratado e vá mexendo com uma colher sem parar até que fique bem incorporado;
- Deixe cozinhar por cerca de 40 minutos mexendo sempre com uma colher. A polenta estará pronta quando se desprender do fundo da panela e estiver mais grossa;
- Desligue o fogo e acrescente o queijo parmesão e a manteiga. Mexa bem até que esteja tudo bem incorporado;
- Sirva juntamente com o ragú.

Ragú de carne

Ingredientes:

- 1 Kg de peixinho ou músculo bem limpo em cubos
- 1 cebola grande picada em cubos
- 4 dentes de alho espremidos
- 1 lata de tomate pelado
- 1/2 xícara chá de salsinha picada
- 1/2 xícara chá de cebolinha picada
- 2 col. sopa de azeite
- 2 tomates bem vermelhos picados sem semente e sem pele
- 1,5 litros de água
- sal e pimenta do reino à gosto

Preparo:

- Tempere a carne com um pouco de sal e pimenta do reino à gosto;
- Em uma panela coloque o azeite e doure os cubos de carne aos poucos e vá reservando em uma vasilha;
- Quando todos os cubos de carne estiverem corados, coloque na panela a cebola e o alho para dourar;
- Volte os cubos de carne à panela, misture bem e adicione a lata de tomate pelado, os tomates picados e a água;
- Tampe a pressão e deixe cozinhar por 45 minutos;
- Espere sair toda a pressão da panela, abra, retire os cubos de carne e desfie com a ajuda de um garfo. Dependendo da carne, só de mexer na panela ela já desfia;
- Volte a carne para a panela, deixe destampado por uns 15 minutos para apurar o molho e coloque a salsinha e a cebolinha;
- Desligue o fogo e coloque o molho sobre a polenta mole.

Rendimento: Serve 4 pessoas
Tempo de preparo: 80 minutos
Grau de dificuldade: Médio

A preparação é simples, só é um pouco trabalhoso ficar mexendo a polenta (o que requer cuidado para não se queimar porque ela espirra), mas todo o trabalho vale a pena, porque fica sensacional!

Espero que tenham gostado!
Uma semana abençoada para todos nós!
Beijos,
Fla

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Arroz Biro-Biro

Fiz essa receita e mostrei no snapchat e depois postei o resultado no instagram. Tanta gente me mandou mensagem pedindo para eu colocar aqui no blog também, que resolvi atender aos pedidos. Afinal, pedido de vocês é uma ordem!

Essa receitinha é ótima para aproveitar aquela sobra de arroz na geladeira que não dá pra janta, entende?! Eu tenho pavor de jogar comida fora, já falei disso algumas vezes aqui no blog. Então, quando eu não congelo, eu reaproveito o que tem na geladeira para dar outra carinha para a comida.

Como acompanhamento para um churrasco, um frango grelhado ou então tirinhas de carne refogada, essa receita cai super bem! Vale a pena! 

Ingredientes:

- 1/2 xícara chá de bacon picado em cubos
- 3 ovos batidos ligeiramente com um garfo
- 1 e 1/4 xícara chá de arroz cozido
- 1/4 xícara chá de salsinha picada
- 1/2 xícara chá de batata palha

Preparo:

- Frite o bacon em uma panela. Depois de bem fritinho adicione os ovos e mexa bem até que fique cozido;
- Tempere com um pouco de sal e pimenta do reino;
- Junte o arroz cozido e deixe refogando por uns 5 minutos;
- Desligue o fogo e adicione a salsinha e a batata palha;
- Misture tudo bem e sirva quentinho.

Rendimento: Serve até 3 pessoas
Tempo de preparo: 15 minutos
Grau de dificuldade: Moleza

Mais fácil impossível não é mesmo?! Espero que aproveite a receita e se fizer poste nas redes sociais com a receita #receitadoartenacozinha que eu vou adorar curtir!

Beijos e um ótimo final de semana,
Fla.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Macarrão com frango de vó - Menu Criativo

Quinta é dia do que? Do que? Do que? De ciranda de receitas! Então, como já falei pra vocês anteriormente, hoje é outro blog que visita o Arte na Cozinha com uma receita deliciosa. E eu não poderia estar mais feliz, pois quem eu recebo nesta rodada da Ciranda é a Ana Paula, do Menu Criativo.

Bom, antes de falar da receita, eu preciso falar da Ana. Quase 3 anos atrás, eu participei pela primeira vez do Encontro Gourmet, um evento que reúne foodbloggers e empresas do Brasil todo para apresentação de produtos, workshops, e claro, para que a galerinha da blogsfera possa se conhecer e trocar aquele abraço gostoso.

Nesse encontro, em 2014, logo que cheguei, puxei papo com um casal que também estava indo pela primeira vez, a Ana Paula e seu marido, Rogério. Papo vai, papo vem, descobrimos que éramos vizinhas de cidade, eu de Sorocaba e eles de Salto. E resumindo a história, em 1 hora parecia que nós nos conhecíamos há anos! 

Quando eu digo que o blog me trouxe amizades maravilhosas, tá aqui um grande exemplo disso. A Ana é uma amigona por quem eu tenho um carinho enorme! E por isso fiquei tão feliz quando fui sorteada a cirandar com ela. Se você ainda não conhece o Menu Criativo, corre lá, você vai adorar!

E a receitinha de hoje, pelo nome já deu água na boca né? A receita original está com o nome de "macarrão com frango ou macarrão de vó", mas eu achei que a receita toda tem mesmo é cara de macarrão com frango de vó...risos. Desculpa o abuso Ana! Vamos a receita então???

Macarrão com frango de vó

Ingredientes:

- 12 tulipas de frango
- alho, sal e pimenta à gosto
- 2 col. sopa de manteiga ou azeite
- 340 gr. de molho de tomate (sachê, caixinha ou o caseiro)
- 400 gr. de espaguete

Preparo:

- Comece temperando o frango com alho, sal e pimenta (foi usada a seguinte proporção: 1 col. sopa de alho moído, 1 col. sopa rasa de sal, 1 col. café de pimenta do reino);
- Em uma panela coloque a manteiga ou azeite e as tulipas com a parte da pele para baixo;
- Deixe sempre em fogo médio/alto e não mexa até que a pele do frango esteja bem douradinha (para saber se dourou, levante uma das tulipinhas de vez em quando para dar uma olhada);
- Quando a pele estiver bem dourada, vire as tulipas e deixe fritar por 2 minutos;
- Adicione 1/2 xícara chá de água. Quando secar adicione mais 1/2 xícara chá de água e espere secar novamente. Repita esse processo ao todo 4 vezes até que as tulipas estejam bem cozidas;
- Depois de bem cozidas e douradinhas, retire as tulipas da panela e reserve;
- Neste momento, coloque o espaguete para cozinhar conforme instruções da embalagem;
- Na mesma panela em que estava o frango, adicione o molho de tomate e mexa bem para que solte todo aquele "grudadinho" da panela. Isso dará muito sabor ao molho;
- Quando o molho ferver, experimente e se necessário acerte o sal;
- Escorra o macarrão depois de cozido e misture-e ao molho. Adicione as tulipas reservadas e sirva.

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 45 minutos
Grau de dificuldade: Moleza

Lá no post original, a Ana colocou um passo a passo bem legal para o preparo da receita que vale a pena você conferir. Pergunta quem já tem tulipas na geladeira para preparar essa receita?! Risos...

Espero que tenham gostado! E aqui embaixo você conhece todos os blogs participantes desta ciranda!

Um ótimo final de semana a todos!
Beijos,
Fla.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Arroz doce aromático

Se tem uma coisa que casa bem com o inverno é o uso das especiarias. Acho que o aroma, o sabor, as preparações em si, tudo me trazem aquele aconchego no coração que esquenta a alma e o estômago.

É importante sempre lembrar que o uso com parcimônia é importante, porque da mesma forma que elas podem enriquecer uma receita, se colocada em abundância e da forma incorreta, também estragar o seu prato.

Quando eu vi essa receita que a Beta do Cozinha da Gertrudes (pausa, a Beta é blogueira das antigas, uma pessoa tão querida, mas tão querida que sempre que a encontro eu fico muito feliz, além disso o blog dela só tem receitas deliciosas, despausa) fez eu fiquei doida de vontade de fazer, primeiro porque eu amo arroz doce, segundo que eu cheguei a sentir o cheiro dessas especiarias antes mesmo de fazer a receita.

E não tinha como ser diferente, ficou deliciosa! Fiz algumas poucas alterações e por isto estou transcrevendo a receita como eu fiz, mas o link original da receita você encontra aqui. Aproveita e já faz um passeio por todo o blog da Beta porque vale muuuuuito a pena!

Ingredientes:

- 1 xícara chá de arroz agulhinha (na original ela utilizou o arbóreo)
- 2 1/2 xícara chá de água
- 1/2 lata de leite condensado
- 1 vidro pequeno de leite de coco
- 300 ml de leite
- 1 pedaço de canela em pau
- 2 cravos
- 2 bagos de cardamomo
- 1 anis estrelado

Preparo:

- Em uma panela coloque o arroz e a água, leve ao fogo e deixe cozinhar até secar a água;
- Verifique se o arroz está cozido e macio, se não estiver, acrescente mais um pouco de água;
- Quando o arroz estiver cozido, acrescente o leite condensado, o leite de coco, o leite, a canela, os cravos, o cardamomo e o anis estrelado, misture tudo e deixe cozinhar em fogo baixo até que fique bem cremoso;
- Mexa de vez em quando para não grudar no fundo da panela;
- Depois de pronto, distribua em pequenas taças ou em um recipiente único para servir.

Rendimento: 6 porções
Tempo de preparo: 60 minutos
Grau de dificuldade: Fácil

A Beta no post dá diversas dicas para apresentação e acompanhamento, como servir com coco queimado e com creme de manga. Eu fiz a opção que achei mais legal, que foi polvilhar o açúcar e maçaricar para fazer o brûlée e ficou surpreendentemente maravilhoso! Mas se você quiser a velha e boa polvilhadinha com canela também fica show!

Espero que tenham gostado!
Uma ótima quarta a todos.
Beijos,
Fla.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Sopa de milho com pernil e limão

Especial junino do Coletivo Gastronômico, fala a verdade, tudo o que você também estava querendo né? Eu estou doida com tanta receita boa e acho que você vai adorar também! Aliás tem época do ano mais gostosa dessas festas Juninas e Julinas? É só comida boa!

Para minha participação eu resgatei do fundo do baú uma lembrança e desta fui buscar na memória este sabor que eu simplesmente amava, a melhor sopa de milho que já tomei na minha vida e que eu humildemente tentei reproduzir.

O laço com a pessoa que preparava esta receita se perdeu e eu não tive a oportunidade de anotar quais os ingredientes ela utilizava, mas munida da minha memória, pude lembrar do milho fresco sendo ralado, do cheiro da carne de porco sendo frita no fogão a lenha, a cebola que muitas vezes ajudei a descascar, e aí depois de preparar a minha versão, sentei feliz com meu prato de sopa, regado a limão e lembrei dos bons momentos que vivi, afinal, a gente sempre tem bons e maus momentos pela vida não é mesmo, e temos que nos lembrar apenas daquilo que foi bom!

Vamos a receita?

Ingredientes:

- 800 gr. de pernil em cubos médios
- 5 espigas grandes de milho cru debulhadas
- 1 cebola roxa pequena cortada em cubos
- suco de 1 limão
- 1 dente de alho espremido
- 1 litro de água aproximadamente
- 1 pitada de cominho em pó
- 1 limão partido para acompanhar
- sal e pimenta do reino à gosto

Preparo:

- Tempere a carne de porco com o suco de 1 limão, o dente de alho espremido, sal e pimenta do reino à gosto;
- Deixe marinando por 30 minutos;
- Em uma panela de pressão, coloque um fio de azeite e doure os cubos da carne de porco aos poucos;
- Quando todos estiverem dourados, adicione 1 xícara de água na panela e leve a pressão e deixe por 15 minutos depois que a panela pegar a pressão;
- Enquanto a carne está na pressão, debulhe o milho ainda cru (corte os grãos da espiga com a ajuda de uma faca) e coloque em um liquidificador;
- Adicione a cebola picada ao milho e junte cerca de 500 ml de água e bata bem;
- Depois de passado o tempo da carne na pressão, abra a panela, junte o milho batido a panela, misture bem e vá adicionando mais água conforme a consistência que você desejar;
- Adicione o cominho, sal e pimenta à gosto;
- Continue mexendo a cada 5 minutos, por 45 minutos. E continue adicionando água pois é normal a sopa encorpar e começar a pegar no fundo, por isso é importante que adicionar água ao longo do cozimento;
- Passado o tempo, pressione os cubos da carne para que ele desmanche um pouco mas deixe alguns inteiros;
- Corrija o sal e quando for servir, coloque limão à gosto por cima da sopa. O limão é muito importante e dá um sabor muito diferente a sopa, experimente porque vale muito a pena!

Rendimento: serve até 4 pessoas
Tempo de preparo: 80 minutos
Grau de dificuldade: Fácil

Você pode utilizar outra carne se desejar, com frango fica muito saboroso também. É super importante corar bem a carne antes para que aquele "queimadinho" do fundo da panela dê o sabor a sopa. E coloque o limão na hora de servir, porque ele é ingrediente indispensável a receita!




Espero que tenham gostado e eis os links dos outros blogs participantes do coletivo com suas receitas:


Beijos,
Fla.

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Cardápios para o dia dos namorados


Love is in the air... ahhh o amor! Mas pera aí, jura que você vai enfrentar fila em restaurante em pleno domingo a noite? Ah, vai no sábado pra antecipar... desculpa colega mas as filas também estarão gigantes. Vamos lá, bora pra cozinha que eu vou te dar uma ajuda.

Fiz uma seleção de receitas simples e gostosas para você preparar para sua amada ou seu amado, e sério, não tem nada de complicado em nenhuma delas. Coloquei uma opção mais completa, outra com ideia de servir petiscos e a última uma refeição bem levinha e quentinha, como o clima gelado pede.

Todas as receitas são do Arte na Cozinha e os links estão logo abaixo. Mas caso vocês queiram outras sugestões, temos aí cerca de 600 receitinhas para te ajudar. E se tiver alguma dúvida, entre em contato no facebook.com/artenacozinha por inbox que prometo de responder o quanto antes! Vamos conferir as opções então?


Cardápio 1:



Cardápio 2:

- Pratos aperitivos: 
- Sobremesa: Bolo da paixão


Cardápio 3:

- Entrada: Sopa de ervilha

Comemorem o amor, a vida e a união e que seja um lindo dia dos namorados a todos. 

Ah, mas está sozinho(a)? Ótimo, não há problema nenhum e sim, é possível ser feliz sozinho. Chame os amigos, prepare uma das opções e divirtam-se! Ou se quiser, faça pra você mesmo, porque amar a si mesmo, é a maior prova de amor que existe!

Beijos,
Fla.