terça-feira, 30 de setembro de 2014

Uma focaccia para chamar de sua...

Focaccia é um pão de origem italiana de massa densa porém macia, casquinha crocante, em formato achatado, regado a muito azeite e geralmente com cobertura de alecrim e sal grosso. Só de escrever eu já me imagino colocando a mão na massa, literalmente falando, para preparar mais uma vez esta receita.

Eu AMO focaccia. O perfume que ela exala enquanto está assando é de deixar até o ser mais mal humorado do universo feliz, mas muito feliz. E o mais legal deste pãozinho é que além de ele ser muito fácil de fazer, até aqueles que tem certo receio em preparar pães, com certeza vão obter sucesso se seguirem os passos da receita.

Essa receita especificamente eu vi no programa da Rita Lobo, o Cozinha Prática. O vídeo para te ajudar na primeira vez em que for preparar, caso ache necessário, você pode assistir clicando aqui. Mas abaixo vou colocar o modo de preparo e os ingredientes para facilitar.

Ingredientes:

Para o fermento:

- 1 xícara chá de farinha de trigo
- 15 gr. ou 1 tablete de fermento biológico
- 1 col. sopa de mel
- 1 e 1/2 xícara chá de água
- 2 col. sopa de azeite

Para o pão:

- 1 e 1/4 xícara chá de farinha de trigo
- 1 e 1/2 xícara chá de farinha de trigo integral
- 1 ramo de alecrim fresco (nessa eu utilizei orégano fresco)
- 1/2 col. chá de sal grosso
- 3 col. sopa de azeite
- 2 col. chá de sal

Preparo:

Fermento:

- Leve a água ao fogão ou micro-ondas para amornar (não deixe ferver, é só para aquecer levemente);
- Em uma tigela misture o fermento com o mel até ficar liso;
- Junte a metade da água e a farinha de trigo e misture bem.
- Adicione o restante da água e o azeite e mexa até que a mistura fique lisa;
- Tampe com um prato e deixe descansar por 30 minutos.

Pão:

- Em uma tigela grande misture as farinhas com o sal;
- Junte o fermento e misture bem com as mãos até obter uma massa lisa.
- Nesse ponto a massa fica meio mole e grudando nas mãos. Passe para a bancada e sove a massa por cerca de 10 minutos. enfarinhando conforme necessidade para não grudar e até que solte das mãos;
- Em seguida, unte uma tigela com um pouco de azeite e volte a massa para descansar e crescer por 1 hora. Cubra com um pato limpo e úmido;
- Passado o tempo de crescimento, préaqueça o forno a 180º e transfira a massa delicadamente para uma assadeira untada com mais um pouco de azeite;
- Unte as pontas dos dedos com o azeite e vá fazendo furinhos delicados na massa para que ela se espalhe um pouco e deixando com formato arredondado;
- IMPORTANTE: não aperte demais a massa para que não perca a leveza e o ar;
- Espalhe o alecrim (ou no caso o orégano fresco como eu fiz) e regue o azeite restante; Pincele o azeite bem sobre as folhas das ervas para que não queimem;
- Polvilhe sal grosso e leve ao forno por 30 minutos ou até que as bordas estejam coradas;

Rendimento: 1 pão para 6 pessoas
Tempo de preparo: 10 minutos para sovar + 1 hora de crescimento + 30 minutos de forno
Grau de dificuldade: Fácil

Não tem erro, seguindo o passo-a-passo direitinho você vai fazer uma das melhores focaccias da sua vida. Se quiser pode servir acompanhada da receita da tapenade de azeitonas (ou como meu marido chamaa, picadinho de azeitonas), que está no mesmo link ali de cima e é maravilhosa também. Se não quiser ter mais trabalho, se joga no azeite com pimenta moída na hora, um patê ou uma caponata de berinjela bem saborosa que o sucesso será o mesmo.

In love com as receitas da Rita Lobo, a propósito! Ah e eu assei na panela de ferro porque achei que daria certo e foi uma ideia muito da boa, mas pode ser em assadeira antiaderente também que dá na mesma.

Espero que tenham gostado!
Obrigada pelo carinho de sempre!
Beijos,
Fla.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Torta de cebola suíça



Mês passado aconteceu a Bienal do Livro em São Paulo e eu, acompanhada do marido e de minha mãe, fizemos a loucura de ir justamente no primeiro sábado após o início do evento. Jurei que nunca mais cometo uma insanidade dessas, se o esperado para aquele dia eram 100 mil pessoas, posso assegurar que esse número passou os 200 mil.

A Bienal não é muito interessante para quem procura lançamentos a um preço mais camarada. Não, nem de longe. Se você pesquisar o preço na internet certamente irá achar até mais barato do que lá. O que vale a pena mesmo são as promoções, mas pra isso você precisa estar muito, mas muito disposto a andar, vasculhar, carregar peso e aguentar gente sem educação.

Esse ano a parte de livros de gastronomia estava uma perdição. A maioria das grandes livrarias criou um espaço dedicado a esta área e este foi o grande chamariz para inúmeras pessoas, porque de verdade nos outros anos, eu nunca vi tanta gente comprando esse tipo de livro como desta vez.

O meu foco foi este. Voltei pra casa com uns 7 livros e paguei R$ 160,00 reais por todos, cerca de R$ 23,00 por livro o q eu ainda acho muito barato, porque vamos combinar, livo de culinária é muito, mas caro. E aqui faço uma observação, os livros pelos quais mais me encantei foram os da editora Senac e também os da PubliFolha. Livros de excelente qualidade e com um preço bem justo.

E óbvio que quando a gente traz um livro novinho queremos mais é testar as receitas não é mesmo? Então, certamente teremos muitas novidades por aqui. E para começar escolhi essa receita de torta de cebola suíça do livro "Torta de Avó - André Boccato - Ed. Senac". Receita maravilhosa, simples de fazer e que com certeza é uma pedida para esta sexta-feira. Vamos a receita? 

Ingredientes:

- 1 xícara chá de farinha integral (eu utilizei farinha branca mesmo)
- 1 ovo
- 1 e 1/2 colher de sopa de manteiga
- 1 pitada de sal

Recheio:

- 2 cebolas pequenas fatiadas (eu utilizei cebola roxa)
- 1/2 xícara chá de queijo minas padrão picado (eu utilizei queijo fresco)
- 1 pote de iogurte
- 1/2 colher sopa de salsa picada
- 1/2 colher sopa de cebolinha picada
- 1 pitada de noz-moscada
- 1 colher chá de sal
- 1 e 1/2 colher sopa de amido de milho

Preparo:

- Misture a farinha, o ovo, a manteiga e o sal. Amasse bem ou utilize um processador para misturar até que fique homogênea;
- Abra a massa com a ajuda de um rolo e forre o fundo e as laterais de uma forma de fundo removível untada;
- Cubra a massa com as cebolas fatiadas, tempere com um pouco de sal e pimenta e reserve;
- À parte, misture o queijo de minas, o iogurte, a salsa, a cebolinha, a noz-moscada, o sal e o amido de milho, mexa bem e despeje sobre as cebolas;
- Asse em forno preaquecido em temperatura média por cerca de 40 minutos;

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 60 minutos
Grau de dificuldade: Fácil

Delícia né?! Eu dobrei a receita da massa para fazer a torta porque minha forma era muito grande e por isso coloquei mais cebola também. Ficou deliciosa, não imaginei que o iogurte desse um sabor tão gostoso ao recheio.

Para acompanhar fiz uma salada de agrião de baby e salsinha (sim, eu como a salsinha como folha de salada), com cebola fatiadinha, pimenta e molho de mostarda e mel. 

Ah observação importante, quando tirei minha torta do forno parecia que ela tinha juntado água, mas não, deixei ela descansar um pouco pra desenformar e ficou perfeita e com a massa deliciosa.

Um ótimo final de semana a todos!
Beijos,
Fla.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Arroz com lentilha do Naco Zinha e Encontro Gourmet


Sou fã, mas muito fã de comida árabe! Aqui em Sorocaba existe um restaurante delicioso típico e repleto de receitas que eu adoro e onde vez ou outra eu apareço para matar minha vontade. Até arrisco algumas versões aqui em casa e muitas vezes chego bem próximo do sabor que provo por aí, mas o Abu Salim ainda é quem me oferece iguarias árabes deliciosas. 

Mas uma receita em especial eu nunca havia tentado. A Mjadra ou Arroz com lentilha. Talvez por achar que seria algo muito complicado ou por medo de perder o ponto e deixar a lentilha crua, não sei, mas eu nunca tinha nem pensado na hipótese de me arriscar a fazer.

Só que esses dias me bateu uma vontade louca e como eu acho que a gente só aprende as coisas na vida na base da tentativa e erro, eu fui obviamente procurar a receita em uma fonte bem confiável, assim, minhas chances de errar diminuiriam. E não é que eu fui na fonte certa?

O Naco Zinha, é um blog delicioso de uma amiga muito, mas muito querida, a Gina! Ano passado tive a oportunidade de conhecê-la pessoalmente e sábado passado estivemos juntas mais uma vez e depois da receita vou explicar o motivo. O fato é que não só reproduzi a receita com sucesso, como estou doidinha pra repetir, fiz algumas alterações na forma do preparo que também deram certo, e se eu fosse você, não pensaria duas vezes antes de ir voando pra cozinha para preparar a sua mjadra também!

Ingredientes: (link original da receita, clique aqui)

- 1 xícara de arroz branco
- 1/2 xícara de arroz sete cereais
- 1 xícara de lentilhas
- 3 cebolas fatiadas
- 1 col. chá de pimenta síria
- sal e pimenta à gosto

Preparo:

- Aqueça 2 xícaras de água (quando começar a ferver desligue);
- Coloque a lentilha e o arroz 7 cereais em um recipiente e cubra com a água aquecida;
- Deixe de molho por 20 minutos, depois escorra e reserve;
- Passado esse tempo refogue 1/3 da cebola no azeite e acrescente o cominho e a canela;
- Adicione o arroz, a lentilha e o arroz 7 cereais;
- Refogue e cubra com água. Deixe em fogo médio/baixo por uns 20 minutos; Retire do fogo e reserve.
- Em uma frigideira grande coloque 4 colheres sopa de azeite e frite as cebolas em fogo médio até que fiquem bem coradas;
- Sirva as cebolas sobre o arroz.

Rendimento: 6 a 8 porções
Tempo de Preparo: 1 hora
Grau de dificuldade: Fácil

E agora a outra parte do post...


Sábado passado eu estive no 3º Encontro Gourmet, evento que reúne foodbloggers do Brasil todo e também empresas do ramo alimentício para a realização de workshops, aulas práticas, apresentação e degustação de produtos.

Pra mim, a maior felicidade em poder ter participado nesse ano foi a possibilidade de conhecer diversas pessoas com quem eu já conversava através da internet há muitos anos! Poder abraçar tanta gente querida encheu meu coração de alegria e me deu ainda mais certeza do quanto de coisas boas o blog me trouxe. Passamos uma tarde agradável regada a risadas, conhecimento, boa comida, abraços e claro, uma boa cervejinha...rs.

Quer coisa melhor? Encontrar amigos, fazer novas amizades, falar de comida e ainda por cima poder trazer pra casa tantas outras tantas delícias para poder provar? Não, se essa não é a receita exata de felicidade meus queridos, eu certamente não sei qual é.

Mais uma vez parabenizo a Sandra, a Dani e a Cecília pela organização e realização do evento! Como eu comentei com a Sandra todo mundo imagina que dê trabalho organizar o Encontro Gourmet, mas eu tenho certeza de que o que imaginamos não seja nem 1/3 do real trabalho. Vocês são feras meninas! Meu respeito e minha admiração pelas três!

É isso gente! Ótima semana e obrigada pelo carinho que recebo por e-mail, por aqui, no facebook e no instagram! 

Um beijo,
Fla.

domingo, 14 de setembro de 2014

Salada refrescante e molho coringa

As vezes, por enquanto bem as vezes (shame on me...rs), aqui em casa sou obrigada a colocar um freio da comilança e passar aí alguns dias na base do suco verde com sanduíche light ou então me agarrar numa salada com força. 

Precisaria fazer isso com uma constância muito maior, é fato, mas estou aprendendo que acompanhamento não precisa ser sempre na base do arroz, do purê ou de um macarrão, e que muitas vezes basta uma salada bem atraente e saborosa para completar a refeição.

Eu adoraria comer salada sem nenhum tempero, de verdade, gostaria mesmo. Mas tirando a rúcula e o agrião que como até sem sal, o restante das verduras e legumes precisam ter um temperinho especial, caso contrário não consigo comer direito.

A salada base que utilizamos para servir esse molho vou postar uma outra hora, ela é bem completa e tem ingredientes deliciosos, mas com essa aqui, garanto que você vai adorar e com esse molho vai poder fazer bonito para qualquer visita que receber!

Ingredientes:

Salada

- 1/2 maço de alface roxa
- 1/2 maço de alface crespa
- 1 maço pequeno de rúcula
- 1 xícara de tomates cerejas
- 1/2 cebola roxa fatiada
- 1 xícara de muçarela de búfala bolinha partidas ao meio
- 1 laranja fatiada em gomos
- 1 grapefruit fatiado em gomos (pura frescura, se não tiver coloque 2 laranjas)

Preparo:

- Lave e higienize bem todos as verduras e legumes;
- Arrume em camadas em uma travessa;

Molho Coringa

- 1/4 xícara chá de azeite
- suco de 2 limões 
- 1 col. chá de óleo de gergelim 
- 1/2 dente de alho espremido
- 1 col. chá de gengibre ralado
- 1 col. chá de mostarda
- 2 col. chá de mel
- 1 col. sopa de shoyo
- 2 col. sopa de água filtrada
- 1/2 pimenta dedo de moça sem semente fatiada fininha
- sal à gosto

Preparo:

- Coloque todos os ingredientes em um vidro com tampa e chacoalhe muito bem até que todos os ingredientes estejam bem misturados;
- Coloque em uma molheira e siva para acompanhar a salada;

Essa quantidade de salada serve bem 4 pessoas e o molho caso sobre, dura até dois dias na geladeira desde que bem tampado, e a dificuldade gente... molezinha!

Espero que gostem!
Beijos e ótima semana,
Fla.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Lombo agridoce e ratatouille à minha moda

Sou apaixonada por carne de porco, isto é um fato, mas tenho pavor de preparações ressecadas e esturricadas que acabam com o sabor da carne. Por um tempo eu penei até fazer um lombo que ficasse saboroso e úmido ao mesmo tempo, ah sim, e é importante dizer que úmido não significa mal passado, pelo amor! Carne de porco mal passada não dá, é até perigoso!

Mas garanto que com as dicas abaixo você vai conseguir fazer esse lombinho delicioso e vai agradar toda sua família!

Para essa preparação eu utilizei uma geleia de pimenta que comprei pronta de uma marca que gosto bastante, mas você pode utilizar a sua receita se quiser, eu só não fiz porque era uma quarta-feira a noite e eu ainda tinha muita coisa para fazer em casa.

O acompanhamento foi esse ratatouille que gente, nada mais é do que berinjela, abobrinha, tomate, cebola e alho fatiados e bem temperados. Na minha pesquisa eu descobri que a receita original vai molho de tomate embaixo das fatias, mas como eu evito ao máximo comer molho de tomate no período da noite, eu deixei de lado e posso dizer que não fez falta. É uma super opção para quem não gosta ou não come carne, porque só com um arrozinho já fica show!

Vamos as receitinhas?

Lombro agridoce

Ingredientes:

- 1 lombo de porco de cerca de 1 Kg
- suco de 2 limões
- 2 folhas de louro
- 6 dentes de alho amassados
- 1 cebola em pétalas
- 2 colheres sopas de shoyo
- 1 col chá de gengibre ralado
- 1 col. chá de açúcar
- 1 col. sopa rasa de sal ou tempero pronto caseiro (receita aqui)
- 2 col. sopa de geleia de pimenta

Preparo:

- Tempere o lombo com no mínimo 30 minutos de antecedência;
- Coloque o lombo em um saco plástico e adicione o suco dos limões, os dentes de alho amassados, o louro, a cebola, o shoyo, o gengibre, o açúcar e o tempero pronto ou sal;
- Misture tudo dentro do saco esfregando os temperos no lombo e deixe descansar;
- Passado o tempo coloque uma panela grossa que possa ir ao forno (ou utilize uma assadeira alta) com cerca de 3 colheres de sopa de azeite e deixe ficar bem quente;
- Retire o lombo de dentro do saco, reserve a marinada e coloque a carne na panela para corar bem;
- Vá virando até que fique corada de todos os lados;
- Deixe a gordura virada para cima e adicione então a marinada e leve ao forno por cerca de 1h30m;
- De 20 em minutos regue bem e nos últimos 30 minutos vire a carne;
- Depois de assada, retire da panela ou assadeira e coloque em cima de uma tábua. Deixe descansar por cerca de 20 minutos e passe a geleia por fora, fatie e sirva;

Ratatouille

Ingredientes:

- 1 berinjela grande
- 1 abobrinha brasileira grande
- 2 cebolas 
- 2 tomates
- 4 dentes de alho fatiados
- 1/4 xícara de azeite
- ervas (orégano fresco, tomilho e alecrim)
- 1/2 xícara de caldo de legumes (eu fiz o meu mas você pode usar meio cubo se desejar, nesse caso retire o sal indicado abaixo)
- sal e pimenta do reino à gosto

Preparo:

- Fatie todos os legumes com a mesma espessura;
- Tempere todos os legumes com sal e pimenta do reino à gosto;
- Em uma assadeira coloque metade do azeite e um pouco das ervas;
- Arrume todos os legumes de forma intercalada (berinjela, abobrinha, cebola e tomate);
- Salpique o alho fatiado, as ervas e regue com o caldo de legumes e a outra metade do azeite;
- Leve ao forno coberto com alumínio ou papel manteiga até que os legumes estejam cozidos;
- Salpique mais ervas frescas e sirva quente.

Dica 1: Sempre deixe sua carne descansar antes de fatiar;
Dica 2: Quando for esquentar sua carne, regue com um pouco de caldo de legumes ou carne ou então vinho branco e só aqueça em assadeira coberta;
Dica 3: Deixar a gordura da carne de porco é fundamental. Você pode até dispensá-la depois, mas para manter a umidade e sabor, a gordura é super importante;
Dica 4: O açúcar na marinada vai ajudar a corar a sua carne mais facilmente e a crostinha que forma na carne também ajuda a manter a suculência;

Rendimento: 6 a 8 porções de cada
Tempo de preparo: 1h 30m para a carne e +/- 30 minutos para os legumes
Grau de dificuldade: Fácil

Não tem erro. Caso queira, coloque um pouco de molho de tomate no fundo da sua assadeira para assar o seu ratatouille, depois quando for servir, regue com o molho. E se não quiser, não coloque a geleia depois de assar o lombo, vai ficar tão saboroso quanto, eu garanto!

É isso gente! Espero que vocês façam e que gostem!
Uma ótima semana a todos!
Beijos,
Fla.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Sopa de cebola do Claude Troisgos

Se você é viciado em programas de culinária como eu, certamente já ouviu falar no Claude Troisgos. Sou fã do programas mas confesso que são poucas as receitas que de fato me chamam a atenção, talvez porque eu não seja a maior conhecedora da arte culinária francesa ou sei lá. 

Mas essa receita desde que eu vi fiquei fascinada! O programa em que a mesma foi ao ar já faz bastante tempo e eu sempre pensava em fazer, até que esses dias eu estava querendo muito uma sopa diferente e pensei em tentar. E não é que ela é muito, mas muito saborosa?

A receita original você confere clicando aqui. Mas abaixo vou colocar com as minhas modificações e espero que vocês gostem tanto quanto eu.

Ingredientes:

- 8 cebolas médias fatiadas (usei 4 roxas e 4 brancas)
- 1 talo de alho poró pequeno fatiado
- 4 linguicinhas fininhas (Guanabara ou Josefina) fatiadas em rodelas finas
- 2 colheres sopa de manteiga
- 4 colheres sopa de farinha de trigo
- 1 e 1/2 litro de caldo de carne
- 120 ml de vinho branco
- 30 ml de cachaça
- 2 folhas de louro
- 2 cravos
- 8 torradas de pão italiano ou francês
- 2 colheres sopa de mostarda dijon
- 200 gramas de queijo gruyère ralado
- sal à gosto

Preparo:

- Em uma panela grande frite as linguiças até ficarem douradas;
- Derreta a manteiga e coloque a cebola e o alho poró aos poucos e mantenha em fogo médio para que eles caramelizem e fiquem levemente dourados mas sem queimar;
- Adicione a farinha de trigo e misture bem por uns 3 minutos e mexa bem para que não queime e nem empelote;
- Despeje a cachaça e flambe a mistura;
- Adicione o vinho, o caldo de carne, os cravos, o louro e um pouco de sal;
- Mexa bem e deixe ferver em panela tampada por 30 minutos;
- Experimente e corrija o sal;
- Coloque a sopa em cumbucas ou bowls individuais mas não coloque até a borda;
- Passe a mostarda nas fatias de pão e coloque uma fatia dentro de cada bowl por cima da sopa;
- Cubra os bowls com queijo e leve ao forno até que fique gratinado;

Rendimento: 6 a 8 porções
Tempo de preparo: 1 hora
Grau de dificuldade: Fácil

Eu fiz meu próprio caldo de carne mas você pode utilizar o de cubinhos e pode ser de frango como na receita original. Outro ponto é que eu aumentei a quantidade de líquido e diminuí a farinha porque deixei mais tempo no fogo.

E por último, não adicione a cebola toda de uma vez, vá colocando aos poucos, porque mesmo utilizando uma panela de ferro como a da receita, quando coloquei tudo começou a juntar água e tive que tirar correndo para que a primeira parte ficasse mais douradinha e aí sim adicionei o restante.

Ah sim, e vai por mim, não dispense a torrada por cima da sopa. Ela faz sim toda a diferença! É uma das melhores sopas que já provei e espero que vocês façam e que gostem!

Ótima semana!
Beijos,
Fla.