terça-feira, 29 de março de 2011

Estamos em obras...


O Arte na cozinha está passando por reformas, e voltará em breve com muitas novidades!


Aguardem!


Beijos,

Fla.

terça-feira, 22 de março de 2011

Mix de panquecas integrais

Nigella, minha ídola mor na cozinha, depois claro da minha mãe. Essa mulher sabe das coisas e eu sou fã de carteirinha. Por isso, vez ou outra, recorro ao livro dela, para preparar algo que eu sempre tenho certeza de que vai dar certo.

Não foi diferente com este mix de panquecas que eu já estava com muita vontade de provar e que resolvi fazer no domingo a noite para um lanchinho. Ah sim, e essa era a desculpa para utilizar mais uma vez a minha super chapa que adquiri nos Estados Unidos e que foi sem dúvida a melhor coisa que eu trouxe de lá.

As panquecas são preparadas pela Nigella apenas com farinha branca, mas como eu e o marido estamos tentando mudar a nossa alimentação, resolvi utilizar metade de farinha branca e metade de farinha integral, e posso garantir que o resultado foi maravilhoso.

Então vamos a receitinha?

Ingredientes:

Para o mix:

- 600 gr. de farinha de trigo
- 3 col. sopa de fermento em pó
- 2 col. chá de bicarbonato de sódio
- 1 col. chá de sal
- 40 gr. de açúcar baunilhado ou comum

Preparo:

Misture todos os ingredientes e guardo em um recipiente de vidro bem fechado.

Para as panquecas:

- 150 gr. de mix de panquecas
- 1 0v0
- 250 ml de leite
- 1 col. sopa de manteiga derretida

Preparo:

- Misture bem todos os ingredientes até obter uma massa lisa.
- Aqueça uma frigideira antiaderente e coloque 2 colheres de sopa de massa (eu coloquei o fundo de uma concha) para formar cada panqueca.
- Deixe cerca de 1 minuto de cada lado.
- Sirva as panquecas ainda quente com mel, manteiga ou qualquer cobertura de sua preferência.

Rendimento: (cada porção rende +/- 16 panquecas)
Tempo de preparo: 15 minutos
Grau de dificuldade: Moleza

Lindo né gente? E olha, se sobrar eu aconselho você a guardar na geladeira em um pote bem fechado e depois você pode aquecer rapidamente em uma frigideira ou então no micro-ondas. Bom e meu próximo passo será utilizar metade farinha integral e a outra metade de farinha de arroz.

É o que temos para hoje pessoal!
Ótima quarta!
Bjs,
Fla.

segunda-feira, 21 de março de 2011

A sua cozinha precisa de... parte I

Definitivamente uma cozinha não pode sobreviver em utensílios de silicone: pinças, espátulas, colheres, pincéis, etc... São mais caros? Sim, mas não vão riscar seu antiaderente e com certeza são de uma durabilidade bem maior. Fica a dica! Aqui na foto, alguns dos meus.

Beijos,
Fla.

sábado, 19 de março de 2011

Evento Gluten Free em São Paulo

No dia 2 de abril acontecerá em São Paulo o 2º Gluten Free International, um evento direcionado a nutricionistas, médicos e profissionais da saúde, que contará com diversas palestras inclusive a do Dr. Thomas O'Bryan um super especialista no assunto.

Para maiores informações, acesse o site
http://www.glutenfreebrasil.com/ veja a programação completa e inscreva-se.

E no dia 14 de maio o evento será direcionado ao público. Inscreva-se o quanto antes através do mesmo site. Eu vou fazer de tudo para participar também.

E sabe quem estará apoiando estes eventos? A Grani Amici, parceira do Arte na Cozinha e especializada na fabricação de delciosos produtos sem glúten. No dia do evento eles estarão fazendo apresentação e degustação de produtos e também fazendo sorteio de brindes.

No site da Grani Amici você também encontrará maiores informações sobre estes eventos. É só acessar o site www.graniamici.com.br/blog

Beijos,
Fla.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Como fazer um omelete?

E mais uma sexta-feira chegou, já passamos da metade de março e pode parecer bobagem, mas o tempo tá passando meio rápido demais! Eu fico assustada cada vez que vou ao mercado e vejo que já estão vendendo ovos de páscoa. Parece que hoje em dia já se emenda uma data na outra e quando se vê já é Natal.

Bom mas falando de comida e sobre tempo, quem é que em uma hora de aperto não apela para um omelete? (observação: consultei nosso amigo google que me disse que omelete é uma palavra que aceita os dois gêneros, ou seja, pode ser "o" omelete ou "a" omelete) E aí a gente sempre pensa, mas né, todo mundo sabe fazer um omelete. Ops, não, nem todo mundo sabe, por isso, decidi colocar aqui um passo-a-passo para nosso tópico "Iniciantes na Cozinha".

E olha, este pode ser um prato saudável, desde que você não coma todo dia, e não faça do seu recheio um mar de queijo, porque aí não dá né? Eu tenho feito pelo menos uma vez na semana e acompanhado de uma saladinha é uma senhora refeição.

Vamos lá então?

Ingredientes:

- 2 ovos
- 1 col. café de manteiga
- 2 fatias finas de queijo branco
- 1/2 tomate pequeno fatiado
- 1 col. sopa de cheiro-verde picado
- 1 col. sopa de água
- sal e pimenta à gosto
- orégano à gosto

Preparo:
1. Muito importante para quem está começando a cozinhar é separar os ingredientes para facilitar.

2. Quebre os dois ovos e coloque em um prato.

3. Coloque junto aos ovos, 1 col. sopa de água, uma pitada de sal, pimenta calabresa à gosto e o cheiro-verde.

4. Com a ajuda de um garfo bata bem até que comece a espumar.
5. Em uma frigideira (antiaderente de preferência) coloque uma col. café de margarina ou então se preferir utilize azeite. Deixe derreter e com um pincel de silicone espalhe bem por toda a superfície.

6. Coloque os ovos batidos, deixe em fogo baixo e tampe a frigideira. Deixe por cerca de 3 minutos ou até que ele comece a soltar das bordas com facilidade.

7. Vire com a ajuda de uma espátula grande e deixe corar do outro lado.

8. Na metade do omelete coloque o queijo, os tomates e polvilhe orégano. Dobre com a ajuda da espátula, tampe para o queijo derreter levemente, desligue o fogo e sirva em seguida.

Como opção eu fiz uma saladinha de couscous marroquino que eu já ensinei aqui neste post, mas você pode fazer uma salada de folhas ou o que desejar.

Bom, agora ninguém vai poder dizer que não sabe fazer um omelete hein!

Espero que tenha ajudado nossos iniciantes na cozinha. Na próxima receita deste tópico eu vou tentar ajudar o pessoal que morre de medo da panela de pressão.

Bom final de semana. Ah e amanhã vai ter um post de divulgação muito bacana aqui no blog.
Beijos,
Fla.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Hamburguer de arroz

Se eu contar que não estou achando tão difícil assim me alimentar de forma mais saudável você acredita? Claro, nem todo dia dá certo, até porque não é sempre que eu consigo chegar em casa no horário e preparar uma refeição digna, mas pra mim o importante é que pelo menos nesses dias a gente deixou o lanche e os deliverys da vida de lado. Então, ponto pra nós.

Confesso que quando o tempo tá curto eu parto para opções rápidas porque não rola ficar horas na cozinha durante a semana, e as 3 ou 4 horas que tenho a noite preciso dividir entre preparar o jantar, arrumar a casa e óbvio, descansar também.

Por isso a idéia desse prato além de ser legal por se tratar de reaproveitamento de alimentos que é a ordem em casa, é mega prática e super gostosa, acho que a criançada também vai adorar este hamburguer diferente.

Olha só como é fácil.

Ingredientes:

- 2 xícaras de arroz cozido (comum ou integral)
- 1 cebola pequena picada
- 1/4 xícara de presunto picadinho
- 1/2 cenoura grande ralada
- 1 dente de alho picadinho
- 1 col. café de orégano
- 1 ovo
- 2 col. sopa de parmesão ralado
- 2 col. sopa de amido de milho aproximadamente

Preparo:

- Misture todos os ingredientes em uma vasilha, deixando o amido de milho por último.
- Adicione as 2 colheres de sopa de amido, misture bem. Caso esteja muito líquido, coloque mais um pouco.
- Unte uma assadeira com um pouco de azeite e com a ajuda de um aro ou então de um modelador de hamburguer, coloque 1/4 da mistura (para cada hamburguer) e pressione para ficar no formato desejado.
- Regue com um fio de azeite e leve ao forno pré-aquecido, 180º por 15 minutos, depois vire e deixe mais 15 minutos ou até que fique esteja firme e corado.

Rendimento: 4 hamburgueres
Tempo de Preparo: 45 minutos (contando o tempo de forno)
Grau de dificuldade: Moleza

É super simples de fazer. Claro que não tem o sabor de um hamburguer, lembra mais um bolinho de arroz, mas com esse formato dá até para colocar em um pão, colocar umas folhas de alface e virar um lanche! Também fica legal colocar rodelas de tomate e uma fatia de mussarela por cima para derreter. Ou então servir com uma salada falsa de maionese como eu fiz, e ao invés de colocar maionese, coloquei creme de ricota Tirolez light.

Ah e só uma coisa, não precisa ficar tão coradinho quanto o meu tá, senão ele resseca muito. É que a foto foi tirada da primeira vez que eu fiz e confesso que atendi o telefone e esqueci o bichinho lá... risos... Das outras vezes deixei ele levemente corado e ficou mais gostoso.

E obrigada Teresinha de São Paulo/SP que gentilmente me enviou um email alertando que eu havia esquecido nos últimos posts de informar o rendimento e o tempo de preparo.

É isso gente.
Beijos,
Fla.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Arroz integral com funghi e filé de frango

E aí pessoal, passaram bem de final de semana? Todos prontos para encarar de verdade que o ano enfim começou? Aliás começou de forma triste né? A tragédia no Japão me deixou horrorizada, mas acredito que Deus irá ajudar a todos. E nós seguimos aqui rezando para que as coisas se acalmem e que nada mais aconteça com essas pessoas que já estão sofrendo tanto.

Bom mas vamos lá. Eu comentei no post passado sobre os dois acompanhamentos que servi com a abóbora certo? O primeiro deles envolve o nosso novo habito alimentar, o arroz integral.

Eu sempre torci o nariz para este tipo de arroz, achava horrível, e quando decidimos fazer a substituição em casa, confesso que achei que seria bem mais complicado do que está sendo. No primeiro dia achei o gosto estranho, no segundo, já achei que dava pra engolir, no terceiro pensei: "ah, até que não é tão ruim assim", e agora já posso dizer que estou adorando.

A tática aqui é sempre incrementá-lo com alguma coisa que dê um sabor a mais. Vocês irão acompanhar diversas opções e esta aqui é sem dúvida a minha predileta, porque vamos combinar, funghi é uma coisa de louco né não?

E como a minha idéia de virar vegetariana ainda está meio longe, eu preparei um filé de frango que foi o melhor que já preparei até hoje, porque ficou suculento e coradinho e aí vai uma dica super esperta que vi num programa da tv à cabo que eu nem sei escrever o nome, mas passa na Fox Life. Vamos as duas receitinhas então?

Arroz integral com funghi e alho

Ingredientes:

- 1 xícara de arroz integral (usei o orgânico da Tio João)
- 1 e 1/2 xícara de água
- 1 dente de alho bem picado
- +/- 30 gr. de funghi secchi
- 1 xícara da água do funghi secchi
- 1 col. sobremesa de azeite
- sal ou tempero caseiro à gosto (nesse caso utilize 1/2 col. de sobremesa)

Preparo:

- Hidrate o funghi em 2 xícaras de água morna por mais ou menos 30 minutos. Passado este tempo, retire o funghi com cuidado e coe com a ajuda de filtro de papel cerca de 1 xícara do caldo do funghi e reserve. Pique o funghi e reserve também.
- Em uma panela aqueça o azeite e frite o alho até que comece a ficar corado. Frite o tempero caseiro ou adicione o sal e junte o arroz. Mexa bem para envolver os temperos por cerca de uns 3 minutos.
- Adicione o funghi picado, misture bem e junte 1 e 1/2 xícara de água e também a 1 xícara do caldo do funghi que estava reservado. Misture e deixe em fogo baixo por aproximadamente 30 minutos. (O tempo pode variar de acordo com cada fogão)
- Quando a água secar e o arroz estiver cozido, desligue o fogo e sirva em seguida.

Filé de Frango com mostarda

Ingredientes:

- 2 filés de frango não muito finos
- 1 col. sobremesa de mostarda em grãos
- 2 col. sopa de suco de limão
- 2 col. sopa de azeite
- sal e pimenta calabresa à gosto

Preparo:

- Tempere os filés de frango com a mostarda, o limão, o sal e a pimenta.
- Unte com uma col. sopa de azeite uma forma antiaderente e coloque os filés. Cubra com papel alumínio e leve ao forno 200º por cerca de 30 minutos.
- Passado este tempo aqueça uma frigideira com 1 col. sopa de azeite e grelhe os filés até que fiquem corados. Isso serve para que os líquidos permaneçam dentro do filé e ele fique mais suculento.

Cardápio delicioso! Quem foi que disse que pra ser light tem que ser sem sabor não é mesmo? Muito pelo contrário! Aliás, meu prato não está 100% light, mas eu chego lá!

Ótima semana a todos vocês.
Beijo grande,
Fla.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Abóbora com especiarias do Jamie Oliver


Oi gente, tudo bem com vocês?

Bom, já deu pra perceber que a correria aqui anda grande né? Mas eu não abandonei o blog não, e também não esqueci dos blogs amigos. É que desde que voltei a trabalhar tive que colocar algumas coisas no lugar e por isso não me sobrou tempo pra mais nada.

Mas agora, aos poucos vou tentando voltar a rotina de postagens e desde já agradeço aos emails queridos que recebi perguntando sobre mim. Obrigada pelo carinho.

Então... um dia desses eu e o marido assistindo o programa do Jamie Oliver, babamos em algumas receitas que ele estava fazendo com abóbora. E depois que o programa terminou é que fui pegar meu livro do Jamie e vi que a receita estava lá, prontinha me esperando!

No dia seguinte, levantamos cedo e fomos ao mercado atrás dos ingredientes, mas claro que não achei vários, e aí tive que me virar no quesito imaginação para tentar reproduzir a receita da melhor forma possível, então juntei a receita do Jamie mudei algumas coisas e eis que surgiu a minha receita de abóbora assada com especiarias.

Os acompanhamentos eu vou postar a receita amanhã, só digo uma coisa, ficaram deliciosos!

Vamos a receita da abóbora?

Ingredientes:

- 1 abóbora menina grande ou 2 abóboras moranga menores cortada em 4.
- 1 col. café de pimenta calabresa
- 1/2 col. chá de canela em pó
- 1/2 col. chá de cominho em pó
- 1/4 xícara de azeite extra virgem
- sal e pimenta do reino à gosto

Molho:

- suco de 1 limão pequeno
- raspa de 1 limão pequeno
- 2 col. sopa de azeite extra virgem
- 1 col. chá de óleo de gergelim
- 1 col. sopa de molho de soja
- 1 col. chá de açúcar mascavo
- 1 pimenta vermelha fresca sem sementes (usei dedo de moça) picada finamente
- 1 dente de alho picado
- cebolinha picada finamente
- salsa fresca picada
- sal à gosto

Preparo:

- Deixe o forno pré-aquecido a 180º enquanto prepara as abóboras.
- Em uma vasilha ou pilão, misture a pimenta calabresa, o cominho, a canela, o sal e a pimenta, reserve.
- Pique as abóboras em cunhas e retire as sementes cuidadosamente, reserve.
- Acomode as abóboras em uma assadeira e unte bem o 1/4 de azeite extra virgem. Polvilhe o tempero por cima das abóboras e dê uma boa mexida, espalhando os pedaços em uma única camada, e de preferência que os pedaços não se sobreponham.
- Asse no forno por cerca de 45 a 60 minutos.

- Enquanto as abóboras estão no forno , lave as sementes e remova as fibras que sobraram. Tempere com sal e pimenta e regue com azeite. Coloque em uma frigideira seca até que fiquem bem douradas e tostadas. Reserve.

- Para fazer o molho misture todos os ingredientes e reserve.
- Após retirar as abóboras do forno, arrume em um prato, despeje o molho por cima e por último salpique as sementes de abóbora.
- Sirva em seguida.

Chique né? A única coisa que atrapalhou um pouco a receita foi que eu espremi para o molho um limão que não estava muito bom, então amargou um pouco. Mas foi culpa minha, e mesmo assim ficou tudo de bom!

Vou tentar postar amanhã a receita desse filé de frango super suculento e saudável, e também do arroz integral.

Beijos e abraços e espero que tenham gostado da receita.
Fla.