sexta-feira, 30 de julho de 2010

Salada colorida de brocólis


Oi gente tudo bem? Espero que sim. Graças a Deus hoje é sexta-feira né? Quero dormir hoje e acordar só segunda, posso? Ô semaninha complicada, Jesus! Mas vamos que vamos.

Então, quando era menorzinha (porque pequena eu ainda sou...hehe), minha mãe fazia uma salada de brocólis que eu adorava e ainda gosto claro, e aí que quando eu preciso de um "agradinho de mãe" eu sempre peço para ela fazer alguma comida em especial e dia desses foi esta salada que eu pedi que ela fizesse para mim.

Só que como eu não vou ficar abusando da boa vontade da minha mãe eu resolvi tentar reproduzir a receita em casa, e claro que faltou aquele sabor que só a comida da mãe da gente que tem, mas no final das contas ficou bem gostosa e por isso queria dividir com vocês.

Vamos lá então?

Ingredientes:

- 1 maço de brocólis com talos e folhas
- 1 pimentão vermelho pequeno em tiras
- 1 pimentão verde pequeno em tiras
- 1 pimentão amarelo pequeno em tiras
- 2 tomates sem semente em fatias
- 1 cebola grande em fatias
- 1/4 de xícara de azeite
- 1/8 de xícara de vinagre comum
- 1/8 de xícara de vinagre balsâmico
- sal, tomilho e pimenta do reino a gosto.

Preparo:

- Limpe os brocólis retirando aquele pele dos talos e separe os buquês, os talos e as folhas.
- Coloque água para ferver em uma panela e coloque os brocólis e os talos.
- Deixe por aproximadamente 3 minutos e adicione as folhas. Deixe mais 3 minutos ou até que os talos estejam cozidos.
- Escorra e reserve.
- Em outra panela coloque o azeite para aquecer e coloque os pimentões. Espere alguns minutos e acrescente a cebola, mexa bem e deixe até que os dois fiquem al dentes.
- Acrescente os tomates, misture e deixe alguns minutos, ele deve apenas amolecer um pouco porém continuar firme.
- Desligue o fogo, acrescente o vinagre, o sal, o tomilho e a pimenta, mexa e reserve.
- Pegue os brocólis, regue com um pouco de azeite e sal.
- Em uma travessa coloque uma camada de brocólis, uma camada dos legumes temperados (regue sempre com um pouco do caldo da panela) e vá intercalando e termine com o restante dos legumes.
- Leve para gelar por pelo menos 1 hora.

Fica tuuuuuuuuuuuuudo de bom. É simples mas é muito gostosa, vale a pena fazer.

É isso gente.
Bom final de semana.
Beijos,
Fla.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Roteiro do Vinho - São Roque/SP


Me considero sinceramente priviliegiada por morar em Sorocaba. Primeiro porque estamos muito próximos a capital (80 km) e segundo porque ao nosso redor existem diversas pequenas cidades com muitos atrativos turísticos, o que torna o interior paulista um lugar rico em termos de natureza, cultura e diversão.

São Roque é um destes exemplos, uma cidade que virou Estância Turística e que traz como seu maior atrativo o fato de ser um dos maiores produtores de vinho do nosso estado e também do país. E para quem pensar em torcer o nariz achando que a qualidade dos vinhos produzidos são de baixa qualidade se engana, lá encontramos vinhos para todos os gostos e para todos os bolsos.

E foi no domingo passado que eu e minha família decidimos conhecer o famoso Roteiro do Vinho. Localizada a beira da rodovia Raposo Taveres, a Sorocamirim ou Estrada do Vinho, reúne além de diversas vinícolas, restaurantes maravilhosos, produtos artesanais de excelente qualidade, pesqueiros e as famosas plantações de alcachofra.

Nós fomos com um trajeto bem definido, sabendo quais as vinícolas gostaríamos de visitar e também onde iríamos almoçar, o que nos ajudou a aproveitar o tempo, porque o movimento aos domingos é muito grande e os restaurantes e vinícolas costumam ficar lotados.

Começamos passando pelo Museu do Vinho, um lugar simples porém interessante. Tenho esperança que com o tempo o Museu seja revitalizado e que se torno um lugar mais atrativo, porém é passagem obrigatória. Em seguida fizemos nossa primeira parada em uma Adega cheia de charme e de produtos deliciosos. Com um ar português exaltado pelas músicas que tocavam no antigo rádio e pelas lindas louças que estavam a venda (claro que eu trouxe uma...hehe), esta adega além de ser um restaurante, vende produtos como vinhos, sucos de uva, licores, doces artesanais, pimentas, queijos e embutidos. Adorei os sucos mas me decepcionei com o salame que provei.

Outro lugar pelo qual passamos foi a vinícola mais famosa de todas aqui no interior, a Vinícola Góes. Produtos de excelente qualidade e onde há que se ter cuidado com a degustação, porque senão fica difícil encontrar a saída...risos. De lá trouxemos além do chopp de vinho, diversos tipos de vinhos e também um pró-seco delicioso.

Já a vinícola Palmeiras me interessou mais pelos rótulos antigos e pela decoração do que pela loja em si, porque tudo fica dentro do balcão e isso dificulta um pouco. Já a chocolataria (achamos estranho o nome mas estava assim) ao lado é uma tentação, vale a pena conferir.

Tivemos também a oportunidade de conhecer uma plantação de alcachofras, que infelizmente ainda estava sem as flores (que são lindíssimas) pois a florada acontece no mês que vem e a colheita em setembro e outubro, que por sinal é a época onde a cidade se reúne em um grande evento que é a Festa da Alcachofra. Deste sítio onde visitamos a plantação trouxemos além da alcachofra em conserva, um patê delicioso (este aliás que eu ganhei da minha mãe).

A hora do almoço foi muito esperada, porque já conhecíamos o restaurante de outro lugar e também porque é um dos mais famosos da região. A cantina Tia Lina é simplesmente tudo de bom. Comida de boa qualidade, excelente atendimento e o preço é relativamente justo. O foco são os pratos feitos com alcachofra e as massas artesanais. Fizemos ótimos pedidos.
Como entrada pedimos fundos de alcachofra temperados e um antepasto de berinjela divino, tudo acompanhado de pão em fatias. Depois eu e marido pedimos um talharim ao molho branco com alcachofras gratinado e minha mãe foi de nhoque recheado de alcachofra com molho de calabresa. E para arrematar pedimos uma porção de polenta porque eu vi em outra mesa e fiquei com vontade...kkkkk. Super recomendo este lugar.

E para finalizar o passeio, já na volta paramos em uma outra adega onde vendem deliciosos licores de cachaça de diversos sabores. Indico o de chocolate com avelã, de jabuticaba e o de milho verde. São todos divinos (provei váááááários...hehe).

E foi assim, viajando apenas 40 km que pudemos passar um domingo muito agradável. Se você mora no interior ou se está em SP, venha conhecer o nosso interior, tenho certeza que vocês também irão adorar. Ah, a última foto acima é de algumas das coisinhas que trouxemos pra casa.

Para maiores informações: http://www.roteirodovinho.com.br/

Beijos,
Fla.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Sanduíche de salame e l'ancienne


Não sei pra vocês, mas para mim não há nada mais confort food do que pãozinho quente e poder fazer um sanduíche bem gostoso em casa e para acompanhar nada melhor do que a conversa com o marido à mesa, além de um copão de coca zero ou uma cervejinha. Isto me faz muito feliz.

São raros os dias que posso ter a companhia do meu marido no jantar, porque neste horário ele está trabalhando, então nos dias de folga dele, a gente gosta de curtir esse momento, seja preparando algo especial para o jantar, seja improvisando um sanduba como este.

E foi o que aconteceu aqui, porque diante das possibilidades existente na minha geladeira, eu resolvi improvisar e o resultado foi tão tão tão bom, que eu resolvi dividir aqui com vocês.

Muito fácil, olha só.

Ingredientes: (p/ 2 pessoas ou 4 lanches)

- 4 pães di tipo francês
- 16 fatias de salame
- 2 colheres sopa de creme de ricota
- 1 colher sopa de mostarda l'ancienne
- 8 fatias grossas de queijo branco
- 8 fatias grandes de tomate temperado com azeite, sal e manjericão
- 1/2 cebola fatiada em fatias micro mini finas

Preparo:

- Em uma das metades do pão passe o equivalente a meia colher de creme de ricota, na outra metade passe um pouco da mostarda l'ancienne.
- Distribua 4 fatias de salame, 2 de queijo, 2 de tomate e um pouquinho de cebola picada.
- Se preferir leve para o forno alto por alguns minutos para aquecer ou então sirva frio.

Delícia né? O salame com esta mostarda foi uma combinação mega feliz. Aliás tô viciada nessa mostarda, pena que ela é tãoooo cara.

Bom é isso. Passada bem rapidinha mesmo porque tô cheia de serviço.
Boa tarde pra todo mundo.
Beijos,
Fla.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Tisco de cebola

Well...well...well, mais uma semana começando, estamos caminhando para o final do ano e muita coisa precisa ser feita até lá, então a correria é enorrrrrrrme tanto no trabalho quanto na vida pessoal.

A cozinha de casa tá meio lenta, tô com pouquíssimo tempo para preparar algo mais elaborado, então quando tenho uma folguinha eu corro pra matar a saudade das minhas panelas, apetrechos e temperos.

Bom, mas hoje eu vim mostrar uma receita que conheci tem alguns anos e desde então eu sou fissurada e por isso procuro nem fazer muito porque enquanto tiver eu como...e bebo...hehehe, porque este tisco de cebola acompanhado de uma cervejinha é o que há de bom, vocês podem ter certeza disso.

É mole mole de fazer, o único trabalho é cortar os pedacinhos, mas se você quiser tentar utilizar uma nhoqueira eu acho que também dá certo. Eu gosto de participar do processo como um todo então sento de frente para a tv e vou com a tesoura cortando meus tisquinhos.

Ah sim, e eu também sempre faço de duas receitas, porque já que é pra fazer eu faço bastante e divido com a família, porque todo mundo adora este salgadinho.

Quer ver como é fácil? Vamos a receita!

Ingredientes:

- 1/2 Kg de farinha de trigo;
- 2 ovos;
- 1 colher sopa de fermento químico em pó (o de bolo);
- 2 colheres sopa de amido de milho;
- 1 prato de queijo ralado;
- 1/2 copo (requeijão) de leite;
- 1 colher (sopa) de margarina;
- 1/2 copo (requeijão) de óleo;
- 1 cebola grande ralada;
- sal, pimenta e orégano a gosto;


Preparo:

- Coloque todos os ingredientes em uma vasilha e misture bem até que a massa solte das mãos.
- Pegue pequenas porções e faça cordões. Corte com uma faca ou com o auxílio de uma tesoura (eu prefiro usar a tesoura).

- Arrume em uma assadeira (não precisa untar), e leve para assar em forno baixo até que fique dourado.
- Espere esfriar e armazene em potes fechados.

A validade é de 10 dias, mas eu dúvido que irá sobrar alguma coisa até lá. Os ingredientes acima são para 1 receita, como eu disse, eu geralmente dobro tudo.


Genteeeeeeeeeeeeeeeeeee, quem ainda não votou em mim poderia entrar neste link aqui e votar? É só deixar um comentário falando que o voto é em mim! A promoção acaba esta semana e tem uma pessoa quase ganhando de mim... não pode! Risos... Obrigada a todo mundo que já votou.

Ah e FELIZ DIA DA VOVÓ para todas as vovós inclusive para as minhas que já estão no céu.

Beijos e boa semana gente.
Fla.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Filé Mignon Suíno de purê de abóbora

Bom-dia pessoal, tudo certinho? Espero que sim.

Se vocês me perguntarem que corte é o tal do filét mignon suíno eu não vou saber responder, mas uma coisa eu te digo, é muuuito saboroso.

Eu costumo utilizar a da marca Sadia, que vende congelado em pacotes de um quilo e dentro vem dois pedaços que servem muito bem 4 pessoas. E como eu sou uma pessoa que não tem tempo de ir ao açougue várias vezes na semana, eu compro algumas opções congeladas para poder ter sempre uma saída para fazer o jantar.

Quando fui fazer esta carne, busquei uma receitinha na net e aí caí no Panelaterapia onde a Tatiana fez uma receita com purê de mandioquinha e deu um ar oriental a receita. Eu não tinha metade dos ingredientes que ela tinha mas peguei a ideia e fiz umas adaptações, e gostei do resultado. A receita da Tatiana você confere clicando aqui.

Vamos lá?

Ingredientes:

- 1 quilo de filét mignon suíno
- suco de 1 limão
- 3 dentes de alho picados
- pimenta a gosto
- 1/2 xícara de molho de soja
- 2 col. sopa de azeite extra virgem
- 1 cebola fatiada em pétalas
- 1/2 xícara de cogumelos fatiados
- dois pedaços de gengibre de cerca de 6 cm fatiados

Purê de abóbora

- 2 xícaras de abóbora cortada em cubos
- 2 col. sopa de azeite extra virgem
- 1/2 cebola bem picada
- 3 col. sopa de cheiro-verde
- sal e pimenta a gosto

Preparo:

- Corte o filét mignon suíno em medalhões de cerca de 1,5 cm.
- Tempere a carne com o limão, o alho e a pimenta (eu utilizei lemmon & pepper). Não utilize sal para temperar a carne.
- Coloque o azeite em uma panela e esquente bem. Despeje a carne e deixe cozinhar em fogo baixo.
- Depois que a carne estiver bem cozida, aumente o fogo e despeje o molho de soja e o gengibre.
- Mexa bem até que o molho seque e a carne esteja com ar de "caramelada".
- Coloque os cogumelos fatiados mexa bem e reserve.
- Sirva com arroz branco e os pedaços de carne por cima do purê de abóbora.

Purê de abóbora:

- Na panela de pressão coloque o azeite, frite a cebola e coloque a abóbora.
- Tampe a panela e deixe na pressão por 15 minutos.
- Retire a pressão e verifique se a abóbora está bem cozida e desmanchando. Caso não esteja, tampe novamente a panela e deixe mais alguns minutos.
- Com a panela aberta deixe em fogo alto a panela e deixe secar bem a água que irá juntar.
- Quando estiver bem apurado e sem caldo, tempere com sal e pimenta a gosto e por último coloque o cheiro-verde e desligue a panela.

Fácil né gente? E fica muuuito bom.

É o que temos para hoje. =)
Beijos e até amanhã.
Fla.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Campo Grande - a viagem

Pois então, recebi vários emails cobrando que eu não falei nada sobre minha rápida viagem a Campo Grande. É que eu estava numa correria, na verdade ainda estou, e por fim não tive tempo de fazer uma postagem. Mas isto será resolvido agora.

Foi muito emocionante como eu já esperava, eu de verdade já estava me esquecendo de algumas coisas e eu odeio isso. Minha memória as vezes é seletiva demais e eu acabo esquecendo de coisas que eu não gostaria de esquecer.

Não me lembrava por exemplo que as ruas e avenidas lá são tão largas, que a cidade não é tão grande assim quanto eu me lembrava, até porque quando se é criança tudo parece muito maior do que realmente é, também não me lembrava muito do sotaque daquela gente, mas por outro lado, eu fiquei impressionada em conseguir lembrar de algumas ruas, de alguns lugares e claro, de lembrar o sabor de comidas que já provei e que só encontro lá.

Caminhar pelas ruas do centro e visitar a galeria onde morei durante anos, teve um sabor muito especial para mim e a cada esquina era um chororô sem tamanho. Coitado do meu marido que tinha que me consolar e me aguentar falando: "Fá, aqui eu fazia isso!!! Fááá, aqui eu brincava!!! Fá, aqui eu tomava sorvete!!!". Mas acho que também foi de certa forma emocionante para ele.
Dos lugares que conseguimos visitar por causa do tempo curto, dois eram especiais porque me traziam ótimas e fortes lembranças: A Casa do Artesão foi um destes, lá é uma loja que fica em um prédio muito antigo da cidade, onde óbvio se vende todo tipo de artesanato e onde minha mãe também chegou a vender alguns produtos. Claro que saí de lá com um presentinho pra mim...hehe.

Já o Museu do Índio foi meio decepcionante. Antigamente ele ficava bem no centro e apesar de ser um espaço pequeno era delicioso entrar naquelas salas e olhar as coleções de animais, peças índigenas e a minha temida "sala das borboletas" (sim, eu tenho medo desse bicho..eca). Agora o museu está em novo prédio, bem distante do centro e para minha tristeza o acervo não estava completo e só pudemos entrar em uma sala. Ficou moderno demais e para mim perdeu aquele ar de "excursão de escola" que tinha antigamente.

Agoraaaaaa, comer chipa foi um dos momentos mais esperados desta viagem...risos. Sim, porque só quem já provou a chipa original, a que é feita em Campo Grande, sabe do que eu tô falando! A chipa é uma espécie de biscoito de polvilho e queijo, mais seco que um pão de queijo e mais macio que um biscoito de polvilho. E ainda por cima comi em uma padaria que eu conhecia e que é das antigas, a Padaria Jandaia. Olha a bichinha aqui.

Masss o top top do meu delírio gastronômico foi comer novamente o sobá! Já até falei do sobá aqui neste post antigo do blog, mas sem dúvida alguma que retornar a feira central, que também está bem diferente do que a que eu lembrava, e ainda por cima comer meu sobazinho delicioso foi sem dúvida a minha maior alegria nesta viagem. Olha aqui meu sobá.




Bom, Campo Grande não tem grandes atrativos turísticos, mas as cidades ao redor como Bonito, Dourados e o próprio Pantanal é que tornam a cidade mais atrativa, mas isso aos olhos de um turista, porque para quem morou lá ponto turístico é o que não falta! =)

É isso, ainda de quebra voltei com meu RG atualizado com o meu nominho de casada...hehehe, e também pude viver mais uma emocionante viagem de avião. Não adianta, avião e Flavia são duas coisas que não combinam muito bem...risos.

Beijocas,
Fla.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Bifinho a la Hellman's

Pois é, acho que não existe uma criatura que ainda não se rendeu ao bife preparado no comercial da maionese Hellman's não é mesmo?

A receita é realmente muito boa e analisando o comercial pelo meu lado "quase publicitária" eu achei sensacional principalmente porque pouca gente utiliza a maionose para algo diferente do que salada e dar aquela engraxada básica no sanbuda...hehe.

Das primeiras vezes segui a risca a receita e fiz daquele jeitinho, mas com o tempo fui experimentando variações e cheguei na minha combinação perfeita. Já fiz para acompanhar arroz e feijão, para comer com pão, para comer só com uma salada...enfim, é um bife com cara de "especial" que ajuda a variar o cardápio.

Mesmo tendo certeza que 90% das pessoas já provaram vou colocar aqui a receitinha do modo como eu preparei, ok?

Ingredientes:

- 8 bifes (eu usei alcatra) temperados ao seu gosto.
- 1 cebola em petálas
- 1 col. chá de margarina
- 1/2 xícara de cogumelos fatiados
- 2 col. sopa de maionese
- 1/2 xícara de vinho branco seco
- 1 col. chá de orégano

Preparo:

- Frite os bifes com azeite do modo como está acostumada a fazer na sua casa. Reserve.
- Na mesma frigideira acrescente 1 col. chá de margarina e frite a cebola.
- Em seguida acrescente o vinho branco e deixe evaporar até que o caldo reduza pela metade.
- Acrescente a maionese e mexa bem.
- Coloque os cogumelos e o orégano e deixe apurar por alguns minutos.
- Despeje o molho sobre os bifes e sirva.

O vinho com a maionese dá um sabor muito especial. Se você não tiver vinho aberto na geladeira pode seguir a receita e utilizar um pouco de água, mas eu se fosse você faria esta experiência. Aqui eu servi com aquelas bruschettas que fiz e que postei aqui, arroz de espinafre e pronto. Bom né?


Ahhhhhh gente, eu tô participando da promoção do blog Delírios Gourmet. Era para dizer em uma frase o que me faz perder o apetite. Para votar em mim é só clicar neste link aqui e deixar um comentário falando que o voto é para mim. VOTA VAI POR FAVORRRRRR! =D

E a Danieli ganhadora da promoção aqui do Arte já entrou em contato comigo e em breve vai receber o prêmio na casa dela.

É isso gente. Super boa semana pra vocês.
Beijos,
Fla.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

RESULTADO PROMOÇÃO KAKEE

E a sortuda foiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii...


Êêêêê, parabéns Danieli, você receberá o presente dentro de 30 dias. Favor responder o email com seu endereço completo em até 3 dias.

Gostaria de agradecer a todos os inscritos e a Heloísa do KAKEE pela parceria!

Em breve novas promoções. Aguardem!!!


Beijos e bom final de semana,
Fla.

Relação de Inscritos na promoção


Segue lista dos inscritos.


Às 14:00 acontecerá o anúncio do ganhador.


Beijos,
Fla.

Inscrições Encerradas!!!


As incrições para o sorteio KAKEE estão encerradas.

Às 13:30 haverá a publicação da lista dos participantes e seus respectivos números.

E às 14:00 o resultado do sorteio.

Boa sorte a todos!

Bjs,
Fla.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Bruschettas - Na Biroskinha


Eu sempre tive vontade de fazer bruschettas e pasmem, eu nunca tinha feito. Nem me pergunte porque pois eu não vou saber responder...risos. O fato é que inspirada pela querida Raquel do "Na Birosquinha", lá fui para cozinha a fim de preparar esta delícia.

O pão italiano já estava recheado divinamente com calabresa, porém como era muito grande apenas para eu e o marido, acabou sobrando um bom pedaço, que eu obviamente não ia jogar fora né?

Estas belezinhas nos serviram de acompanhamento para um jantar bem simples e gostoso.

Se você também nunca fez e quer provar, corre lá menina, é super fácil e fica delicioso. A receita original da Raquel você conferete clicando aqui. Mas eu vou colocar aqui embaixo também com as minhas adaptações.

Ingredientes:

- aproximadamente 10 fatias de pão de italiano (corte em fatias não muito finas)
- 2 tomates pequenos picados sem semente
- manjericão fresco picado ou desidratado
- azeite extra virgem q/b
- 10 fatias de mussarela
- sal e pimenta a gosto
- 1 dente de alho

Preparo:

- Esfregue o alho em cada fatia de pão.
- Regue cada fatia do pão com um pouco de azeite.
- Coloque um pouco do tomate picado em cada pedaço.
- Salpique sal e pimenta a gosto.
- Cubra com uma fatia de mussarela.
- Polvilhe manjericão (eu utilizei desidratado porque não tinha o fresco).
- Regue com mais um pouquinho de azeite e leve ao forno até derreter o queijo e tostar um pouco o pão. Sirva em seguida.

Bom né? E é assim mesmo né gente, vivendo e aprendendo. Algo tão simples de fazer e tão gostoso que as vezes a gente enrola pra fazer...rs.

Ah e se você ainda não está participando da promoção do Arte, corre aqui neste post e se inscreve!

Beijos,
Fla.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Parceria KAKEE e Promoção


Você conhece a KAKEE? Não? Pois está na hora de conhecer. Este parceiro do Arte na Cozinha traz em seu site uma loja virtual de comidinhas especiais e muito gostosas, tudo de dar água na boca. Tem geléias, doces, temperos, chás, biscoitinhos, tudo muito bem apresentado e feito por fornecedores locais brasileiros escolhidos com muito critério. Eles trabalham com produtos diferenciados e que não são encontrados facilmente em qualquer lugar, e para nossa sorte, eles entregam em todo o território nacional.

O site tem uma apresentação bem legal, clara e de fácil navegação. Gostei particularmente da variedade de fotos e das descrições dos produtos, que lembram uma conversa informal entre dois apreciadores de comida gostosa, bem do jeitinho que a gente gosta, além das tabelas nutricionais, dicas de consumo e receitas. Eles também tem um blog que fala especificamente de alguns produtos o http://www.blog.kakee.com.br/.

Olha só alguns dos produtos que você poderá encontrar por lá.

Linguetas de azeite (clique sobre o nome do produto para ser direcionado ao link)
Geléia de maracujá com cachaça (clique sobre o nome do produto para ser direcionado ao link)

Doce de Umbu Orgânico (clique sobre o nome do produto para ser direcionado ao link)
Chá Orgânico (clique sobre o nome do produto para ser direcionado ao link)

E para nossa sorte, a KAKEE irá sortear um uma lata de chá orgânico chai tribal delicioso (porque eu já tive o prazer de provar) como este aqui da foto para os leitores do Arte na Cozinha!

Para participar do sorteio é fácil, basta deixar seus dados (Nome, Email, Cidade/Estado) neste post até dia 16/07 às 12:00 (horário de Brasília). O sorteio acontecerá dia 16/07 às 14:00 (também horário de Brasília).

Só será aceito um comentário por pessoa e todos os comentários que estiveram incompletos serão desconsiderados. O sorteio será feito através do Random.org, onde o número do seu comentário será o seu número de sorteio e o vencedor terá o prazo de 72 horas para responder meu email informando seu endereço, senão um novo sorteio será feito.

Só poderão participar pessoas que informarem um endereço de entrega no Brasil. E o prazo de entrega é de 30 dias após a resposta do endereço.

E para todos os leitores do Arte na Cozinha, nas compras acima de R$ 60,00 (não incluso o frete), vocês terão direito a um vale desconto de R$ 10,00, é só informar o número do cupom desconto 20100701-blog3473-C60P-D10

Tenho certeza que você irão adorar conhecer o site e os produtos da KAKEE afinal como eles mesmo dizem lá vocês irão encontrar: "Um jeito gostoso de descobrir, experimentar e consumir regularmente sabores muito especiais".

Para maiores informações: http://www.kakee.com.br/

Beijos,
Fla.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

De volta ao passado.


Todo mundo tem um lugar especial. Pode ser uma cidade, uma casa, uma praça... um lugarzinho que deixa um "que" de saudade, de melancolia. Talvez porque eu tenha passado toda a minha infância em Campo Grande, tenho um carinho todo especial por esta terra e sem dúvida alguma sinto uma forte saudade daquele lugar que é sim, muito importante pra mim.

Voltar a Campo Grande tem um sabor diferente para mim, afinal, 15 anos se passaram e muitas coisas aconteceram na minha vida neste período. Me formei, me casei, me tornei uma mulher responsável, uma boa profissional e sou bem diferente daquela criança que deixou a cidade que tanto gostava por imposição dos pais, afinal, eu não tinha o que decidir naquela época não é mesmo?

Talvez de todo mundo em casa, eu seja a única que ainda tem essa vontade, de voltar a todos os lugares que morei, aos colégios que estudei, de sentir o cheiro daquela terra, de olhar aquilo tudo e sentir que aquele lugar faz parte da minha vida...da minha história.

Nem todas as lembranças que tenho de lá são boas, pois sem dúvida foi lá que vivi alguns dos melhores e também dos piores dias da minha vida. Mas enfim, tudo o que vivi contribuiu para que eu me tornasse quem eu sou.

E hoje eu posso realizar meu desejo sem depender de absolutamente ninguém. Se por vários anos eu não pude voltar a Campo Grande por diversos motivos, hoje eu o faço com o maior prazer do mundo, ainda mais porque vou poder levar meu marido e apresentar a ele a cidade que eu tanto amo.

Então é isso, com a bela desculpa de ter que trocar meu RG para o nome de casada, eu embarco hoje a noite para CG onde vou recuperar minhas lembranças e reviver um pouco do meu passado. Será uma viagem rápida, domingo estarei de volta, mas acho que vou ter tempo suficiente para matar a saudade de algumas coisas.

Só não me agrada a história de ir de avião. Meu negócio é terra firme...chão...carro...risos. Mas tudo bem né, se é mais rápido a gente faz um esforço e que Deus permita que seja uma viagem tranquila.

É isso. Prometo voltar da "Cidade Morena" repleta de fotos e de curiosidades pra vocês.
Beijo grande e até a volta.
Fla.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Mini mestre cuca - Receita de Bolachinhas

Divertir crianças nas férias não é uma tarefa fácil, concordam? E agora que a meninada está de férias escolares, sei que tem muita mãe de cabelo em pé tentando inventar mil coisas para fazer passar o tempo e deixar a molecada sob controle. Brincadeiras, passeios, viagens são sempre uma ótima pedida. Mas várias mães trabalham neste período e aí ficam se sentindo culpadas pela falta de tempo.

Meu sobrinho também está de férias, e como minha irmã foi para a Megartesanal neste final de semana, eu fiquei incumbida de cuidar do nosso pimpolho. E para quem não está acostumada a cuidar de criança como eu, fica mais complicado ainda buscar atividades novas. Aí que tive uma super ideia que me ajudou muito e pode ajudar você também.


Porque não levar a criançada para a cozinha? Sim! Existem diversas receitas que podem ser feitas pelos baixinhos de qualquer idade, como no caso dessas bolachinhas que eu e o Artur fizemos.

Claro que tudo envolve logística, preparação e organização, porque precisamos tomar alguns cuidados:

1. Não deixar objetos cortantes por perto.
2. Sempre deixar a massa, no caso destes biscoitos, preparadas anteriormente.
3. Cuidar da higiene, ou seja, lavar bem as mãos da criançada e cuidar que eles não levem a mão a boca por exemplo.
4. Não utilizar forno enquanto eles estão na cozinha.
5. Se a receita pedir no fogão, deixar esta etapa para o adulto ou então para a criança de maior idade porém sempre com supervisão.
6. Não se importar com a sujeira que possivelmente ficará a sua cozinha.


E aí, tomando os cuidados necessários, tenho certeza que você terá uma tarde bem agradável com a criançada. E eu achei lindo o modo como o meu sobrinho integariu com todo o processo de fazer as bolachinhas. Tudo bem que ele comeu uns pedaços de massa crua e lambeu duas colheres com chocolate...hahahaha, ah sim, e também bateu a boca na mesa, mas isso não foi culpa minha, ele espirrou e bateu a boca...risos. Mas no final tuuudo deu certo.

Então vamos a receita da bolacinha? É super fácil de fazer e fica deliciosa.

Ingredientes: (Receita retirada da revista Ana Maria)

- 1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
- 1/2 xícara de amido de milho
- 1/2 xícara de açúcar
- 1 col. chá de essência de baunilha ou amêndoa
- 1 gema peneirada
- 250 gr. de margarina
- 1 xícara de chocolate fracionado derretido para decorar (usei da Harald)

Preparo:

- Junte todos os ingredientes da massa e amasse bem até dar liga.
- Envolva a massa em filme plástico e leve a geladeira por 15 minutos.
- Em uma superfície polvilhada com farinha, abra a massa e corte com a ajuda de cortadores, coloque em uma assadeira. Não precisa untar.
- Leve para assar em forno médio até que fiquem dourados.
- Deixe esfriar e banhe no chocolate derretido.
- Deixe secar em papel manteiga e depois de frio embale ou guarde em um pote fechado.


Fácil né? E fica lindinho! E claro, o que valeu mesmo a pena foi divertir o Artur e ver a carinha dele entregando os presentinhos para o papai, a mamãe, a vovó e o tio. =)

Ahh, a correria continua, então, até breve.
Beijos,
Fla.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Rocambole de doce de leite


Eu sempre quis fazer rocambole doce, mas sempre morri de medo do troço quebrar e não conseguir enrolar, só que eu tinha um pote de doce de leite que ganhei da minha irmã e precisa usar o quanto antes, então, resolvi vencer o medo e fui para a cozinha prepara este rocambole.

Perfeito não ficou, mas o sabor ficou delícia. A receita que escolhi foi a do Edu Guedes, e quando ele fez pareceu tão fácil que achei que não tivesse erro. Mas acho que untei pouco a forma, então a massa grudou um pouco embaixo, e deixe esfriar muito e esqueci de colocar no pano de prato umedecido. Então ficou difícil enrolar. E a xarope aqui fez numa forma pequena e a massa ficou muito alta.

Resumindo, fiz diferente do que ele mandou e não deu muito certo. Mas repito, o sabor ficou tudo de bom! E óbvio que eu vou tentar de novo...hehehe.

Ingredientes:

- 6 ovos
- 6 col. sopa de farinha de trigo
- 6 col. sopa de açúcar
- 400 gr. de doce de leite pastoso
- 1 caixa de creme de leite
- 2 col. sopa de nutella
- nozes para enfeitar

Preparo:

- Na batedeira bata os 6 ovos por aproximadamente 5 minutos ou até que forme um creme bem esbranquiçado.

- Pegue os ovos e com a ajuda de uma colher misture delicadamente a farinha e o açúcar.

- Forre uma forma com papel manteiga e unte com margarina e farinha de trigo.

- Despeje a mistura em uma forma grande e leve assar por +/- 15 minutos.

- Retire do forno depois de assado e em seguida desenforme. Retire o papel manteiga e coloque a massa em um pano de prato umedecido polvilhado com açúcar.

- Coloque o doce de leite e enrole o rocambole.

- A parte misture o creme de leite e a nutella e leve ao microondas por 1 minutos. Mexa bem e despeje sobre o rocambole.

- Enfeite com as nozes e sirva.

Bom, não fico um primorrrr no quesito "boniteza" mas eu vou tentar e vou conseguir! :)

Agora duas diquinhas para vocês minhas amigas (e amigos também claro). Você quer ganhar amostras grátis de confort e seda? Então acesse os links abaixo e se inscrevam!
Link Confort Concentrado e Link Seda (para este clique em não uso e se inscreva).

Gente, a correria diminuiu mas ainda continua. Amanhã graças a Deus (e a copa do mundo) eu não trabalho, vou aproveitar e dormir bastante que tô bemmm precisada.

Beijos pra todos e um ótimo final de semana,
Fla.